Capa do Álbum: Antena 1
A Rádio Online mais ouvida do Brasil
Antena 1
    Ícone seta para a esquerda Veja todas as Notícias.

    Alemanha pede apaziguamento de tensão 'explosiva' entre Irã e EUA

    Placeholder - loading - Presidente do Irã, Hassan Rouhani, cumprimenta ministro de Relações Exteriores da Alemanha, Heiko Maas, durante encontro em Teerã Site Oficial do Presidente do Irã/Divulgação via REUTERS
    Presidente do Irã, Hassan Rouhani, cumprimenta ministro de Relações Exteriores da Alemanha, Heiko Maas, durante encontro em Teerã Site Oficial do Presidente do Irã/Divulgação via REUTERS

    Publicada em  

    Por Sabine Siebold

    TEERÃ (Reuters) - A tensão atual entre Estados Unidos e Irã está 'explosivo' e pode levar a uma escalada militar, disse o ministro das Relações Exteriores da Alemanha nesta segunda-feira, tornando-se a autoridade ocidental mais graduada a visitar o Irã desde que uma guerra de palavras irrompeu no mês passado.

    O Irã acusa os Estados Unidos de travarem uma guerra comercial ao readotarem e ampliarem sanções contra o país. Apesar disso, o governo iraniano garantiu ao ministro alemão Heiko Maas que ainda quer trabalhar com potências europeias para salvar um acordo mediante o qual limita seu programa nuclear em troca da suspensão de sanções, que os EUA abandonaram.

    Países europeus se viram no meio da intriga quando EUA e Irã passaram a adotar posturas cada vez mais agressivas nas últimas semanas.

    OS EUA intensificaram consideravelmente suas sanções no início de maio, ordenando que todas as nações e empresas parem de importar petróleo iraniano para não serem banidas do sistema financeiro global.

    Desde então, o país também começou a falar em um confronto militar, enviando tropas adicionais à região para se contrapor ao que descreve como ameaças iranianas.

    O Irã, por sua vez, ameaçou reagir elevando o enriquecimento de seu urânio a menos que potências europeias encontrem uma maneira de blindá-lo do impacto das sanções dos EUA.

    'A situação na região aqui está altamente explosiva e extremamente séria', disse Maas em uma coletiva de imprensa ao lado do chanceler iraniano, Mohammad Javad Zarif. 'Uma escalada perigosa das tensões existentes também pode levar a uma escalada militar'.

    A agência nuclear da Organização das Nações Unidas (ONU) diz que Teerã continua respeitando o acordo nuclear, apesar da retirada norte-americana -- mas especialistas dizem que, se o regime cumprir sua ameaça de aumentar a produção de urânio enriquecido, pode violá-lo futuramente.

    'Tivemos conversas francas e sérias com Maas', disse Zarif, um dos arquitetos do acordo nuclear. 'Teerã cooperará com os signatários da UE do acordo para salvá-lo', disse a respeito do pacto.

    Zarif culpou os EUA pela escalada.

    'Reduzir a tensão só é possível detendo a guerra econômica da América', afirmou. 'Aqueles que travam tais guerras não podem esperar ficar em segurança'.

    (Reportagem adicional de Tuqa Khalid, em Dubai, e François Murphy, em Viena)

    Escrito por Reuters

    Últimas Notícias

    1. Home
    2. noticias
    3. alemanha pede apaziguamento …

    Este site usa cookies para garantir que você tenha a melhor experiência.