alexametrics
Capa do Álbum: Antena 1
ANTENA 1A RÁDIO ONLINE MAIS OUVIDA DO BRASIL

    Autoridades dos EUA condicionaram reunião de presidente ucraniano na Casa Branca a ajuda política a Trump

    Placeholder - loading - news single img
    Presidentes da Ucrânia, Volodymyr Zelenskiy, e dos EUA, Donald Trump, se reúnem em Nova York, em setembro 25/09/2019 REUTERS/Jonathan Ernst

    Publicada em  

    Por Steve Holland e Patricia Zengerle

    WASHINGTON (Reuters) - Autoridades dos Estados Unidos pressionaram o governo ucraniano para que iniciasse investigações que poderiam beneficiar a pauta política pessoal do presidente Donald Trump em troca de uma reunião dos líderes dos dois países, mostrou a divulgação de uma série de textos diplomáticos.

    As conversas foram divulgadas na quinta-feira por democratas da Câmara dos Deputados, parte de uma investigação que visa determinar se deveriam afastar Trump por pressionar a Ucrânia a averiguar a relação do ex-vice-presidente Joe Biden e seu filho, Hunter Biden, com a empresa de gás ucraniana Burisma.

    Biden é um dos pré-candidatos favoritos para conquistar a indicação democrata à corrida presidencial de 2020. Seu filho passou vários anos no conselho da Burisma.

    Kurt Volker, que renunciou ao cargo de representante especial de Trump para a Ucrânia na semana passada, entregou as mensagens a vários comitês da Câmara em uma reunião a portas fechadas na quinta-feira.

    Em julho, Volker enviou uma mensagem de texto a um conselheiro do presidente ucraniano, Volodymyr Zelenskiy, para lhe dizer que uma reunião entre os líderes dos dois países estava condicionada ao assentimento de Kiev em investigar a eleição norte-americana de 2016, segundo os comitês.

    'Ouvido da Casa Branca --supondo que o presidente Z convencerá Trump de que investigará/'irá fundo no que aconteceu' em 2016, fecharemos a data da visita a Washington', escreveu Volker.

    A menção à eleição de 2016 foi uma referência a uma teoria da conspiração rechaçada segundo a qual indícios de uma interferência russa na campanha a pedido de Trump na verdade foram plantados por ucranianos anti-Rússia.

    Os textos fornecem o primeiro relato em primeira mão das negociações entre Washington e Kiev a respeito das tentativas dos EUA de induzir a Ucrânia a auxiliar a pauta política doméstica de Trump, o tópico que desencadeou o inquérito de impeachment do presidente.

    A investigação de impeachment pode levar à aprovação pela Câmara de maioria democrata de artigos de impeachment --ou acusações formais. Um julgamento para decidir se ele deve ser afastado do cargo aconteceria em seguida no Senado, mas os republicanos que controlam a Casa têm mostrado pouca inclinação para tanto.

    Trump disse que Biden e seu filho são 'corruptos', mas não mostrou provas que sustentem a acusação.

    (Reportagem adicional de Roberta Rampton e Karen Freifeld)

    Escrito por Reuters

    1. Home
    2. noticias
    3. autoridades dos eua …

    Este site usa cookies para garantir que você tenha a melhor experiência.