Capa do Álbum: Antena 1
A Rádio Online mais ouvida do Brasil
Antena 1
    Veja todas as Notícias.

    Barcelona abre praias enquanto Espanha decide próximos passos do fim do isolamento

    Placeholder - loading - news single img
    Pessoas jogam futebol em praia de Barcelona 08/05/2020 REUTERS/Nacho Doce

    Publicada em  

    Por Inti Landauro e Jordi Rubio

    MADRI/BARCELONA (Reuters) - O governo espanhol decidirá nesta sexta-feira em quais regiões bares, restaurantes e locais de culto abrirão durante a próxima fase de uma saída gradual do isolamento contra o coronavírus, mas parece provável que Madri e a Catalunha ainda não avançarão.

    Em um sinal de volta à normalidade, praias de Barcelona abriram brevemente entre às 6h e às 10h desta sexta-feira para permitir que as pessoas se banhassem e caminhassem. Pessoas nadaram e remaram sobre pranchas sob supervisão da polícia.

    'Isto é liberdade', disse, sorridente, a nadadora Marta Torrents na praia vestida com um traje de mergulho. 'Poder entrar no mar e nadar, para mim isso é perfeito.'

    A Espanha é um dos países mais atingidos pela pandemia de coronavírus no mundo, acumulando mais de 26 mil mortes. As regiões de Madri e Catalunha, que inclui Barcelona, respondem por cerca de metade de todas as infecções registradas.

    O governo decidirá quais regiões avançarão para a segunda de suas quatro fases de saída nesta sexta-feira, e os resultados serão publicados oficialmente no sábado. O país almeja voltar à vida normal até o final de junho.

    'Há duas áreas atingidas mais severamente pela epidemia, Madri e Barcelona, e talvez seja sensato que nestas duas áreas a saída aconteça em um ritmo mais lento', disse o vice-primeiro-ministro, Pablo Iglesias, em uma entrevista a uma rádio ainda nesta sexta-feira.

    A Espanha está saindo de um isolamento rigoroso, atualmente em sua oitava semana, que abalou a economia e levou à perda de centenas de milhares de empregos.

    O governo amenizou as regras nesta semana, quando as pessoas tiveram permissão de se exercitar e pequenos negócios, como cabeleireiros, receberam clientes com restrições para manter o distanciamento social.

    No próximo estágio, bares, restaurantes e locais de culto poderão abrir com capacidade limitada.

    Na quarta e última fase, que se espera para o final de junho, as praias serão liberadas para banhos de sol e restrições a lojas e restaurantes serão mais afrouxadas.

    ((Tradução Redação São Paulo, 5511 56447759)) REUTERS ES

    Escrito por Reuters

    Vulcão Nyiragongo: Crianças esperam reencontrar famílias

    Transcrito: 
    Centenas de milhares de pessoas fugiram após a erupção do vulcão Nyiragongo. Naomi perdeu de vista a família no meio do caos. Ela jamais esquecerá o momento em que o céu ficou vermelho.
     
    Naomi (criança deslocada): ”Disse à minha mãe: ’Olha, mãe, o vulcão entrou em erupção.’ Nós saímos e muitos estavam a fugir. Foi aí que nos perdemos uns dos outros. Eu estava apavorada. Estava a tremer. Não conseguia sequer correr para casa.”
     
    Muitas das 400 mil pessoas que fugiram vieram para a cidade de Sake. De acordo com a ONU, há quase mil crianças desaparecidas. Bahati Batitsie trabalha como voluntário para a Cruz Vermelha. Ate agora, ele e os colegas conseguiram encontrar as famílias de 700 crianças. Bahati tem 6 filhos e acolhe outras 3 crianças. São muitas bocas para alimentar.
     
    Bahati Batitsie Fidel (Voluntário da Cruz Vermelha): “Eu sacrifico o pouco que tenho, o que Deus me deu. É assim que alimento as crianças, mas é uma luta.”
     
    Muitas pessoas estão desesperadas. Bebem a água do lago que pode causar cólera. A equipe humanitária tenta oferecer o básico, como farinha.
     
    Bahati Batitsie Fidel (Voluntário da Cruz Vermelha): “As condições de vida são muito más. Não há comida nos mercados. Pessoalmente, não estou a ganhar nada, sou pobre.”
     
    Naomi acha que sabe onde podem estar os seus pais. Mas esse sítio fica longe e o transporte é caro.
     
    Naomi (criança deslocada): ”Depois de encontrar a minha mãe e o meu pai, gostaria de me mudar para cá, porque gosto de aqui estar."

    A brincar sobre a lava de uma antiga erupção. As crianças esperam rever as suas famílias em breve. 
    Veja também:

    1 D

    1. Home
    2. noticias
    3. barcelona abre praias …

    Este site usa cookies para garantir que você tenha a melhor experiência.