Capa do Álbum: Antena 1
A Rádio Online mais ouvida do Brasil
Antena 1
Ícone seta para a esquerda Veja todas as Notícias.

Com discurso de 'alinhamento', Bolsonaro indica Aras para PGR

Placeholder - loading - 05/09/2019 REUTERS/Adriano Machado
05/09/2019 REUTERS/Adriano Machado

Publicada em  

Atualizada em  

Por Ricardo Brito

BRASÍLIA (Reuters) - O presidente Jair Bolsonaro decidiu indicar nesta quinta-feira o subprocurador-geral da República Augusto Aras, de 60 anos, para o cargo de procurador-geral da República, numa escolha que ele já havia definido como a 'rainha' do seu governo pela importância do posto e insinuando que o sucessor de Raquel Dodge no comando do Ministério Público Federal vai se alinhar a demandas do Executivo Federal.

Após a confirmação da escolha, Bolsonaro afirmou que um dos assuntos discutidos com Augusto Aras para ser escolhido foi o respeito ao produtor rural e o casamento entre a preservação do meio ambiente com a produção.

'O que, no meu entender, é uma boa notícia, apesar de não ser publicada ainda, já estou apanhando na mídia, esse é um bom sinal, é sinal que a indicação nossa é boa, acabei de indicar o senhor Augusto Aras para chefiar o Ministério Público Federal', disse ele, durante evento no Ministério da Agricultura em Brasília.

Posteriormente, em transmissão ao vivo no Facebook do Palácio do Alvorada, Bolsonaro afirmou que tem um monte de gente criticando a escolha dele e, se continuarem, ele fica menos tempo no governo, cai e volta o PT.

'PGR é como casamento. Escolhi alguém que posso confiar, se não der certo, separa', destacou, a despeito do fato de que o presidente não detém poderes legais para demitir um procurador-geral no cargo.

Pouco depois, em sua live semanal, Bolsonaro procurou ressaltar a independência que Aras deve ter no cargo.

'A partir da aprovação no Senado, do dia que o nome dele for aprovado, se ele quiser, a partir daquele momento, ele se declara divorciado de mim. Divorciado. Não deve nenhuma satisfação a mim', disse o presidente.

'O Aras não deve satisfação a mim, deve à sociedade, deve aos seus compromissos. Eu até falei para ele e para os outros, o que é que eu quero do futuro PGR? Que tenha em uma das mãos a bandeira do Brasil e na outra das mãos a nossa Constituição.'

A indicação de Aras, já publicada em edição extra do Diário Oficial da União, será submetida à Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado, que irá sabatiná-lo. Posteriormente o nome terá de ser aprovado pelo plenário da Casa pela maioria dos senadores, em votação secreta. Se confirmado, o subprocurador terá direito a ficar 2 anos no cargo, podendo ser reconduzido se for de interesse do presidente.

O mandato de Dodge à frente da PGR termina no dia 17 de setembro.

A escolha do subprocurador rompe com a tradição que vinha desde 2003 na qual os presidentes da República --Luiz Inácio Lula da Silva, Dilma Rousseff e Michel Temer-- escolheram o chefe do Ministério Público Federal (MPF) a partir da lista tríplice resultante da eleição realizada pela Associação Nacional dos Procuradores da República (ANPR).

Em nota, a entidade disse que o desrespeito à lista é o maior retrocesso democrático da instituição em quase 20 anos.

'O indicado não foi submetido a debates públicos, não apresentou propostas à vista da sociedade e da própria carreira. Não se sabe o que conversou em diálogos absolutamente reservados, desenvolvidos à margem da opinião pública. Não possui, ademais, qualquer liderança para comandar uma instituição com o peso e a importância do MPF. Sua indicação é, conforme expresso pelo presidente da República, Jair Bolsonaro, uma escolha pessoal, decorrente de posição de afinidade de pensamento', criticou a entidade.

Após eleito, Bolsonaro nunca havia se comprometido publicamente em escolher o procurador-geral a partir da lista da ANPR. Ele deu sinais trocados a postulantes ao receber em conversas Aras, a própria Raquel Dodge e outros integrantes do MPF, inclusive o primeiro da lista da associação, Mario Bonsaglia.

O presidente optou por Aras, que foi apadrinhado por Alberto Fraga, ex-deputado federal pelo DEM de Brasília e foi cotado para ser ministro do governo. Fraga, que disse à Reuters ser amigo do subprocurador há 16 anos, esteve em reunião com Bolsonaro na manhã de quinta.

No início de agosto, o ex-deputado federal disse à Reuters que o trabalho de Aras como representante do MPF em destravar o leilão da Ferrovia Norte-Sul foi elogiado dentro do governo, em especial pelo ministro da Infraestrutura, Tarcisio Freitas. “Quem ajudou foi o Aras, tomou uma série de medidas e trabalhou para tirar as amarras”, disse Fraga, na ocasião.

Num sinal de que gostaria de uma atuação menos conturbada do órgão que não tem vinculo com o Executivo, Bolsonaro disse publicamente que iria escolher um PGR sem estrelismos, não queria radicalismos “xiitas” nas questões ambientais e de minorias e defendeu um tratamento adequado às Forças Armadas, pois muitas vezes, segundo o presidente, o MP interfere em questões dos militares.

No Twitter, o ministro da Secretaria-Geral da Presidência, Jorge Oliveira, afirmou que Aras 'apresentou um programa que se alinha ao governo atual'.

'Ele pretende destravar as atuais amarras ao desenvolvimento econômico, ambientais, burocráticas e financeiras', disse Oliveira.

Baiano de Salvador, Aras integra o MPF desde 1987, antes da Constituição Federal --razão pela qual pode advogar-- e é o atual coordenador da Câmara de Revisão que atua em matéria econômica e do consumidor. É professor da Universidade de Brasília, lecionando as disciplinas de Direito Eleitoral e Direito Privado.

Procurado para comentar a escolha, Aras não atendeu aos contatos da Reuters.

(Reportagem adicional de Eduardo Simões, em São Paulo, e Maria Carolina Marcello, em Brasília)

Escrito por Reuters

Últimas Notícias

Placeholder - loading - Imagem da notícia Air Europa traz moderno Boeing 787 Dreamliner na rota de Salvador a Madri

Air Europa traz moderno Boeing 787 Dreamliner na rota de Salvador a Madri

A companhia aérea Air Europa retomará suas atividades na capital baiana a partir do dia 21 de dezembro. Os voos têm previsão de decolagem sempre às quartas e sextas-feiras, embarcando os passageiros no moderno Boeing 787 Dreamliner, considerado um dos mais eficientes equipamentos à disposição no mercado.

A Vinci, operadora do Aeroporto Internacional de Salvador - Dep. Luís Eduardo Magalhães, comemora a volta da parceria com a companhia espanhola, após o hiato ocasionado pela pandemia do Covid-19. “Madri é uma das cidades mais emblemáticas da Europa e a retomada do voo tornará mais fácil para nossos passageiros voar para o continente. Estamos muito animados com a volta do voo da Air Europa, que atenderá a uma demanda crescente do turismo receptivo à cidade de Salvador, tanto para passageiros quanto para cargas”, disse David Thompson, diretor comercial do Aeroporto de Salvador.

Modernidade

O novo avião da Air Europa é o mais sustentável disponível no mercado atualmente. Entre suas vantagens, destacam-se a redução em 60% do impacto sonoro emitido, além da redução de 20% de consumo de combustível. A aeronave não impacta apenas na sustentabilidade, mas também no conforto oferecido ao passageiro, com uma nova classe executiva e entretenimento individual na classe econômica. Os passageiros poderão contar, ainda, com serviço wi-fi, com diferentes opções, de acordo com o volume de navegação necessária, streaming, além de um completo e variado entretenimento audiovisual.

10 H
Placeholder - loading - Imagem da notícia As 5 capas de álbum mais icônicas da história

As 5 capas de álbum mais icônicas da história

Uma boa identidade visual tem a função de atribuir significado e sentido para aquilo que nossos ídolos querem transmitir através de suas canções. Como música é uma arte de muitas camadas e facetas, o que está estampado nas capas de álbuns é essencial para nos aprofundarmos ainda mais nas composições alheias. Por isso, a Antena 1 decidiu explorar algumas das capas que mais se destacaram na indústria da música.

Confira:

Breakfast in America – Supertramp

O sexto álbum de estúdio da banda de rock inglesa, Supertramp, foi lançado em 1979. A arte da capa foi desenvolvida pelos artistas Mike Doud e Mick Haggerty, e desenvolvida pelo próprio grupo. A ideia era representar todas as mudanças e dificuldades pelas quais os membros estavam passando por se mudar da Inglaterra para os Estados Unidos.

[music-item artistSlug=supertramp musicSlug=goodbye-stranger]

O design representa diversos monumentos de Manhattan como se fossem parte de uma mesa de café da manhã. Um exemplo disso é a própria garçonete que veste um uniforme amarelo mostarda, a mulher representa a Estátua da Liberdade.

Com um ar cômico e muito criativo, a capa ficou extremamente reconhecida. Logo, no 22º Grammy Awards em 1980, “Breakfast in America” ganhou dois prêmios de Melhor Pacote de Álbum e Melhor Gravação Não Clássica

Alladin Sane – David Bowie

O sexto álbum de estúdio do músico inglês, David Bowie foi divulgado em 1973, e até hoje é um grande marco na história da música. A arte é um dos grandes símbolos que marcaram a carreira do camaleão, e foi desenvolvida por Brian Duffy.

Com grande influência dos Rolling Stones em suas músicas, o álbum apresenta um novo personagem do artista, Alladin Sane. O nome é um trocadilho com "A Lad Insane" (um rapaz insano, em tradução livre), que Bowie descreveu como "Ziggy Stardust vai para a América". O britânico já tinha um grande e conhecidíssimo personagem que virou o pseudônimo do artista, Ziggy Stardust – ele foi a persona de palco de Bowie durante 1972 e 1973.

A arte da capa, fotografada por Brian Duffy, foi a capa mais cara já feita na época. Mostra um raio no rosto de Bowie e representa a dupla personalidade do personagem Aladdin Sane, além os sentimentos mistos que Bowie tinha sobre suas turnês e o estrelato. É considerada uma de suas imagens mais icônicas da indústria.

Sgt. Pepper’s Lonely Hearts Club Band – The Beatles

Os Beatles possuem diversas capas revolucionárias, porém a do álbum “Sgt. Pepper’s Lonely Hearts Club Band” é icônica demais e tem muitos significados escondidos. O disco foi divulgado em 1967 e a arte desenvolvida por Paul McCartney, Peter Blake, Jann Haworth e Robert Fraser.

10 H
  1. Home
  2. noticias
  3. bolsonaro confirma indicacao …

Este site usa cookies para garantir que você tenha a melhor experiência.