Capa do Álbum: Antena 1
A Rádio Online mais ouvida do Brasil
Antena 1
Ícone seta para a esquerda Veja todas as Notícias.

Colégio Eleitoral dos EUA confirma vitória de Biden sobre Trump

Placeholder - loading - Delegado do Colégio Eleitoral da Pensilvânia mostra voto em Joe Biden 14/12/2020 Commonwealth Media Services/Divulgação via REUTERS
Delegado do Colégio Eleitoral da Pensilvânia mostra voto em Joe Biden 14/12/2020 Commonwealth Media Services/Divulgação via REUTERS

Publicada em  

Atualizada em  

Por Michael Martina e Julia Harte

LANSING, Michigan (Reuters) - O democrata Joe Biden venceu nesta segunda-feira a votação do Colégio Eleitoral que determina formalmente o ganhador da eleição presidencial dos Estados Unidos, praticamente encerrando a campanha do presidente Donald Trump em busca de reverter sua derrota.

A Califórnia, o Estado mais populoso dos EUA, entregou seus 55 delegados a Biden, colocando oficialmente o ex-vice-presidente acima dos 270 votos necessários para garantir a Casa Branca.

Com base nos resultados da votação de novembro, Biden obteve 306 votos do Colégio Eleitoral contra 232 do republicano Trump. Biden e sua companheira de chapa, Kamala Harris, tomam posse no dia 20 de janeiro.

Os votos do Colégio Eleitoral, tradicionalmente apenas uma confirmação formal, tomaram um significado maior neste ano por conta das muitas acusações de Trump, que diz sem apresentar evidências que houve fraude generalizada no processo eleitoral.

Com a votação sem surpresas no Colégio Eleitoral e o fracasso da campanha jurídica de Trump para reverter os resultados, as esperanças do atual presidente de se manter no poder irão se concentrar em uma reunião especial do Congresso no dia 6 de janeiro, quando as chances a favor dele são praticamente nulas.

Pessoa mais velha a se tornar presidente dos Estados Unidos, aos 78 anos, Biden deve discursar nesta noite sobre o Colégio Eleitoral e 'a força e resiliência da nossa democracia', afirmou sua equipe de transição em nota.

Mais cedo, os membros do Colégio Eleitoral da Geórgia, Pensilvânia e Wisconsin votaram em Biden, confirmando sua vitória nos Estados-chave que Trump tentou ganhar, sem sucesso, na Justiça.

Os eleitores do colegiado no Arizona, onde Trump perdeu neste ano após vencer em 2016, deram os 11 votos do Estado para Biden.

'Embora alguns fiquem chateados que seu candidato não venceu, é patentemente não americano e inaceitável que o evento de hoje seja algo menos que uma tradição honrosa mantida com orgulho e em celebração', disse a Secretária de Estado do Arizona, Katie Hobbs, na votação.

Hobbs, que é democrata, disse que as queixas de Trump sobre fraude eleitoral haviam 'levado a ameaças de violência contra mim, meu gabinete, e a alguns neste ambiente hoje', ecoando relatos semelhantes de ameaças e intimidação em outros Estados.

Sob um sistema complicado que data dos anos 1780, um candidato se torna presidente dos Estados Unidos não por conquistar a maioria do voto popular, mas pelo sistema do Colégio Eleitoral, que distribui os votos eleitorais para os 50 Estados e para o Distrito de Columbia baseando-se em grande parte na população de cada unidade federativa.

Os eleitores são tipicamente membros de partidos que representam o candidato vencedor em cada Estado, com a exceção do Maine e de Nebraska, que distribuem os votos do Colégio Eleitoral ao candidato presidencial que venceu em cada um dos distritos do Estado.

Embora por vezes alguns membros 'dissidentes' votem em um candidato diferente do vencedor do voto popular em seus Estados, a vasta maioria deles apenas confirma os resultados, e as autoridades não esperavam nada diferente nesta segunda-feira.

No final do mês passado, Trump disse que deixaria a Casa Branca se o Colégio Eleitoral confirmasse a vitória de Biden, mas desde então continuou com sua campanha sem precedentes para reverter a derrota, abrindo sem sucesso uma série de processos para desafiar a contagem oficial de votos em alguns Estados.

(Reportagem de Michael Martina, em Lansing, Michigan; Reportagem adicional de Rich McKay em Atlanta, Joseph Ax, Brad Heath e Jan Wolfe em Washington)

Escrito por Reuters

Últimas Notícias

Placeholder - loading - Imagem da notícia Dia dos Pais: artigos de luxo para presentear

Dia dos Pais: artigos de luxo para presentear

No segundo domingo de agosto celebramos no Brasil o Dia dos Pais, com intuito de prestigiar e homenagear a figura paterna que é tão especial na vida de um filho. Com certeza é uma das datas comemorativas mais especiais.

Além de desfrutar da companhia de seu pai, um presente sempre é uma boa pedida. Porém são tantas opções, que selecionamos itens das marcas de luxo mais renomadas para te ajudar a escolher o presente perfeito. Afinal, seja qual for o estilo do seu pai, uma pessoa especial merece um presente especial.   

Bulgari

A Bulgari, traz muitas opções de relógios, anéis e pulseiras excêntricas. O Octo Finissimo, um relógio de design audacioso e alta precisão, sintetizando com sofisticação e simplicidade, reúne a criatividade do design italiano e o talento da relojoaria, perfeito para o pai amante dos relógios!

Já o anel da coleção B.Zero1, inspirado no anfiteatro mais famoso do mundo – o Coliseu – e a pulseira Serpenti Viper, ambos em ouro branco 18K, são ótimas opções para os mais modernos. 

  

Bottega Veneta

A seleção da Bottega Veneta conta com itens super descolados e práticos. A sandália Band é feita 100% em borracha, fazendo dela extremamente confortável.

A Padded Tech Cassette (versão mais esportiva da Padded Cassette) carrega o Intrecciato em uma versão macro em nylon, com o tamanho ideal para acomodar a carteira e as chaves de forma estilosa e segura.

Por fim, a capinha de AirPod em silicone, que também possui o padrão do Intrecciato da marca, é o item perfeito para os pais apaixonados por tecnologia. 

  

Salvatore Ferragamo

A marca italiana, Salvatore Ferragamo, possui peças para os mais variados estilos. Para o pai de negócios, uma pasta de trabalho em couro caramelo com o fecho Gancini prateado, um item elegante para acrescentar no dia a dia do seu pai.

Para o pai jovial, um High-top Sneaker, tênis de cano alto inspirado nos anos 90 com um padrão Gancini em 3D, branco, discreto e versátil.

E por fim, para o pai mais moderno, que adora seguir uma moda, um óculos de sol com armação modelo Navigator em aro de metal e detalhe colorido na ponte que confere um toque de estilo. 

  

TAG Heuer

A relojoaria suíça TAG Heuer apresenta opções luxuosas surpreendentes. O TAG Heuer Aquaracer Professional 300 Orange Diver, é robusto, recém-lançado e perfeito para os amantes do esporte.

O TAG Heuer Carrera é sofisticado, forte e contemporâneo, e representa a expressão mais elegante do Carrera.

Já o TAG Heuer Connected Golf Edition é o novo e redesenhado relógio da linha Connected. Feito para os golfistas e para oferecer o máximo em elegância e desempenho esportivo no Green, o relógio adiciona tecnologia a cada tacada. 

  

Christian Louboutin

Para finalizar essa lista com chave de ouro, nada mais especial do que presentear com opções de Christian Louboutin, grife francesa famosa por seus sapatos com sola em um luxuoso tom de vermelho.

O tênis em cano alto Louis Velour se sobressai com um tom vinho em textura de veludo, disponível por R$ 6.140. A bota Our Georges traz um solado tratorado com detalhe de fivela em CL – remetendo a Christian Louboutin - disponível por R$8.560.

Para os mais clássicos a o mocassim tradicional vem com um toque de uma das assinaturas de Louboutin, os spikes, disponível por R$6.510. 

 Dados retirados do release da assessoria de imprensa Suporte Comunicação.


Veja também: #TBT:JOHN LENNON GRAVAVA SEU ÚLTIMO ÁLBUM, “DOUBLE FANTASY”, EM 1980

AS 5 CAPAS DE ÁLBUM MAIS ICÔNICAS DA HISTÓRIA

1 D
  1. Home
  2. noticias
  3. colegio eleitoral dos eua se …

Este site usa cookies para garantir que você tenha a melhor experiência.