alexametrics
Capa do Álbum: Antena 1
ANTENA 1A RÁDIO ONLINE MAIS OUVIDA DO BRASIL

    Comunicar as crianças sobre os benefícios dos alimentos faz com que os pequenos optem pelo mais saudável, aponta estudo

    Segundo pesquisa norte-americana, afirmações incentivadoras impactam positivamente na vida dos pequenos

    Placeholder - loading - news single img
    Incentivar crianças a comerem coisas mais saudáveis pode surtir efeito positivo. Crédito da imagem: iStock

    42

    Publicada em  

    De acordo com publicação do jornal colombiano ''El espectador’’, falar para o público infantil sobre os benefícios alimentares pode ajudá-lo a escolher comer de modo mais saudável. É isso que aponta estudo realizado pela Universidade de Washington e pela Universidade da Flórida

    O documento, publicado no 'Journal of Nutrition Education and Behavior', aponta que frases como, ‘’coma lentilhas se quer crescer e correr mais rápido’’ são altamente eficazes para conseguir que os filhos se alimentem de modo saudável.

    As crianças consumiram o dobro de coisas boas para a saúde, se orientadas sobre como isso as beneficia, claro que, tudo foi explicado, de uma forma, que eles pudessem entender.

    "Cada pequeno quer crescer, ser mais rápido, capaz de pular mais alto. Então, esse tipo de sentença faz com que a comida se torne mais atrativa", aponta a professora associada ao Departamento de Desenvolvimento Humano da Universidade de Washington e autora principal do trabalho, Jane Lanigan.

    A pesquisa visa avaliar o impacto dessas frases centradas nos objetivos dos pequenos, e baseadas em informação nutricional precisa.

    Como foi o estudo?

    Os testes foram feitos com um grupo de 87 crianças de três a cinco anos durante seis semanas e a equipe oferecia para elas alimentos saudáveis.

     

    Antes de começar, o grupo classificou o quanto gostava de quatro itens de diversos grupos alimentares, como pimentão verde, tomate, quinoa e lentilhas.


    Depois, alimentos que eles menos gostavam passaram a ser oferecidos duas vezes na semana. Durante o experimento, que teve duração de seis semanas, por exemplo, os pesquisadores apresentaram aos participantes um dos alimentos com informações pré-selecionadas e apropriadas para a idade, que evidenciavam os benefícios dos produtos.

    Foi analisado quanto o grupo comia antes do teste, depois do teste e um mês após o estudo.

    O resultado mais significativo ocorreu um mês depois da medição, os pequenos estavam comendo o dobro da comida que foi introduzida com palavras positivas e por meio da exposição repetida em comparação com os itens que não sofreram esse tipo de estímulo.

    A pesquisa concluiu que essas atitudes podem, sim, influir positivamente e aumentar a quantidade de alimentos saudáveis ingerida.

    1. Home
    2. noticias
    3. comunicar as criancas sobre …

    Este site usa cookies para garantir que você tenha a melhor experiência.