alexametrics
Conectando

    Controle de doenças crônicas pode evitar boa parte dos casos de demência

    De acordo com o estudo, no Brasil há falhas na assistência à saúde, o que pode deixar a população mais suscetível à demência.

    Por Redação

    Placeholder - loading - news single img

    De acordo com estudo realizado por pesquisadores da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo, um terço dos casos de demência diagnosticados no Brasil poderia ser evitado com o controle de doenças crônicas, como hipertensão e obesidade.

    Através da análise de corpos, os especialistas descobriram que em 50 por cento dos casos a demência era causada pelo mal de Alzheimer, mas que em outros 35 por cento a doença era vascular, sendo associada a episódios de derrames geralmente causados por doenças evitáveis, como a hipertensão.

    “A demência vascular pode ocorrer após um derrame grande, mas também acontece após repetidos episódios de pequenos derrames cerebrais, que muitas vezes não têm nenhum grande sintoma e podem passar despercebidos. Na maioria dos casos, esses derrames podem ser prevenidos com uma boa saúde vascular, ou seja, controlando a hipertensão, não fumando, praticando atividades físicas”, explica Claudia Suemoto, professora da disciplina de geriatria da FMUSP e uma das autoras do estudo.

    O que alarmou os pesquisadores foi que a proporção de demência do tipo vascular é maior no Brasil em comparação a outros países. Estudos internacionais feitos nos Estados Unidos indicam que a doença corresponde a 20 por cento dos casos nessas populações. Isso indica que, no Brasil, há falhas na assistência à saúde, o que pode deixar a população mais suscetível a esse tipo de demência.

    Para ler mais notícias, curta a página Antena 1 News no Facebook!

    Este site usa cookies para garantir que você tenha a melhor experiência.