alexametrics
Capa do Álbum: Antena 1
ANTENA 1A RÁDIO ONLINE MAIS OUVIDA DO BRASIL

    Coreia do Norte diz que desnuclearização inclui 'eliminar ameaça nuclear dos EUA'

    Placeholder - loading - news single img

    1510

    Publicada em  

    Atualizada em  

    Por Jeongmin Kim e Josh Smith

    SEUL (Reuters) - O comprometimento da Coreia do Norte com a 'desnuclearização da península coreana' também inclui 'eliminar completamente a ameaça nuclear dos EUA à Coreia', disse a mídia estatal norte-coreana nesta quinta-feira.

    O presidente norte-americano, Donald Trump, e o líder da Coreia do Norte, Kim Jong Un, emitiram um comunicado conjunto depois de um encontro histórico em Cingapura, em junho, reafirmando o compromisso de Pyongyang de 'trabalhar pela desnuclearização completa da península coreana' e com garantias de segurança dos Estados Unidos à Coreia do Norte.

    Mas visões conflitantes ou vagas do que 'desnuclearização' significa exatamente vêm complicando negociações que agora parecem travadas.

    O comentário desta quinta-feira, divulgado pela agência de notícias estatal norte-coreana KCNA, é uma das explicações mais claras de como o regime vê a desnuclearização desde a cúpula de junho.

    'Quando nos referimos à península coreana, o termo envolve a área da RPDC mais o território sul-coreano em que armas nucleares e outras formas de forças agressivas dos EUA estão instaladas', disse o editorial usando a sigla do nome oficial do país, República Popular Democrática da Coreia.

    'Quando também nos referimos à 'desnuclearização da península coreana', isso deveria ser entendido corretamente como a remoção de todos os fatores de ameaça nuclear não somente do norte e do sul, mas de todas as áreas vizinhas'.

    A Coreia do Norte rejeita os pedidos norte-americanos para que se desnuclearize unilateralmente, e Washington deveria abandonar a 'ilusão' de forçar Pyongyang a abdicar de suas armas nucleares 'via pressão e opressão', disse o artigo.

    Os EUA disseram que não suspenderão suas sanções contra Pyongyang até verem mais progresso para a desnuclearização verificável da Coreia do Norte.

    Washington também refutou qualquer insinuação de que reduziria sua presença militar na região como parte de um acordo com a Coreia do Norte, mas após a cúpula Trump surpreendeu ao anunciar que o Pentágono cancelaria a maior parte de seus exercícios militares de vulto com os sul-coreanos.

    A definição exata de desnuclearização deve ser abordada novamente, já que Trump disse estar trabalhando para um novo encontro com Kim em algum momento do início do próximo ano.

    Escrito por Thomson Reuters

    1. Home
    2. noticias
    3. coreia do norte diz que …

    Este site usa cookies para garantir que você tenha a melhor experiência.