Capa do Álbum: Antena 1
A Rádio Online mais ouvida do Brasil
Antena 1
    Veja todas as Notícias.

    CoronaVac apresenta 100% de eficácia da vacina para casos graves e moderados de COVID-19

    Instituto Butantan também afirma que há 78% para casos leves

    Placeholder - loading - news single img
    Imagem: Duas mãos com luvas seguram uma seringa e um frasco enquanto há a imagem do novo coronavírus ao fundo – Antena 1/Divulgação

    Publicada em  

    O governo do Estado de São Paulo anunciou em coletiva de imprensa hoje, dia 7 de janeiro, que a vacina desenvolvida pela farmacêutica chinesa Sinovac, junto do Instituto Butantan, constatou na última fase de testes 78% de eficácia contra o novo coronavírus, além de 100% de proteção contra casos graves e moderados. Os resultados da nova pesquisa feita no Brasil sucedem as anteriores, que já indicavam o quanto a CoronaVac é segura.

    Veja também: Coronavírus: Destaques da Semana (14-18/12)

    Apesar dos casos leves não obterem a completa proteção contra a infecção, a vacina contra o vírus da gripe, por exemplo, é cerca de 60 a 70% dos casos, segundo o presidente da Sociedade Brasileira de Imunizações (Sbim), Juarez Cunha, em entrevista a Veja. Nesse caso, o imunizante contra o novo coronavírus, produzido pela Sinovac e o Butantan, confere uma porcentagem maior de segurança que a vacina que combate o vírus Influenza.

    Segundo dados levantados durante a coletiva, o diretor do Instituto Butantan, Dimas Covas, enfatizou que a pesquisas feitas utilizando a CoronaVac foi feita com pessoas com maior risco de infecção pela COVID-19, como profissionais de saúde na linha de frente, enquanto diversas outras vacinas não foram testadas com o mesmo nível de perigo. Dimas Covas ainda detalhou o número de médicos, enfermeiros e outros colaboradores na área que participaram do estudo: 12 mil e 476 pessoas.

    Covas informou que a vacina teve 100% nos casos graves e moderados, ou seja, houve diminuição completa nos dois grupos de pacientes. Além disso, o número de internações hospitalares também diminuiu em 100% das incidências, ou seja, ainda que o enfermo esteja com a doença, não há crescimento no quadro que leve a observação. Por último, 78% dos atendimentos ambulatoriais foram impedidos, enquanto os casos leves obtiveram os mesmos resultados. Isso indica que não há registro de pacientes que chegaram a óbito após receberem as doses da vacina, neste último teste.

    O governo do estado anunciou a solicitação do uso emergencial da vacina no Brasil para a Anvisa, órgão que regula a aprovação dos imunizantes no país. Contudo, o governador João Dória enfatizou em tom de vitória o resultado, porém, manifestou um apelo a agência. “Que a Anvisa mantenha a sua independência, a sua autonomia pela ciência e pela vida, e em nenhum momento, mas em nenhum momento, pense em atender a qualquer tipo de pressão de ordem ideológica, ou de outro tipo de pressão, para prejudicar a velocidade hiperativa de oferecer a esta vacina a oportunidade de salvar vidas de brasileiros em nosso país”, disse Dória.

    Participe do grupo Coronavírus Brasil e receba as principais notícias sobre o assunto em primeira mão.

    1. Home
    2. noticias
    3. coronavac apresenta 100 de …

    Este site usa cookies para garantir que você tenha a melhor experiência.