Capa do Álbum: Antena 1
A Rádio Online mais ouvida do Brasil
Antena 1
    Veja todas as Notícias.

    Coronavírus: destaques da semana (12-16/10)

    Sexta-feira inicia com mais de 152 mil e 500 pessoas mortas no Brasil

    Placeholder - loading - news single img
    Coronavírus- Divulgação/OMS

    Publicada em  

    A Antena 1 está cobrindo diariamente cada acontecimento referente a pandemia do novo coronavírus desde o primeiro caso. Neste balanço você encontrará as principais medidas tomadas e descobertas referentes ao vírus que está assolando todo o globo. Além de acompanhar em nosso site, e pela rádio, você também pode entrar no grupo Coronavírus Brasil para se informar 24h por dia.

    Veja também: SP não vai politizar vacina contra COVID-19 e espera o mesmo do governo federal, diz Doria

    Na segunda-feira (12), pesquisadores da Organização de Ciência e Pesquisa Industrial da Commonwealth (CSIRO, sigla em inglês) relataram que, após uma série de testes, o coronavírus é capaz de sobreviver por até 28 dias em superfícies de contato básico, como notas de dinheiro, telas de celular e até mesmo em aço inoxidável. Além dessa descoberta, o Datafolha realizou uma pesquisa com eleitores da cidade de São Paulo, e a entrevista focou na vacina da COVID-19 ser obrigatória ou não. O levantamento indicou que 72% das pessoas sondadas era a favor da obrigatoriedade, e apenas 17% disseram não.

    Já no dia 13, terça-feira, foi identificado por cientistas dos institutos Karolinska em Estocolmo, Suécia, Instituto de Antropologia Evolutiva Max Planck, Alemanha e no Instituto de Ciência e Tecnologia de Okinawa, Japão, que a por conta de uma herança genética trazida dos neandertais, parte da população mundial está propensa a sofrer com problemas de saúde, e uma delas pode ser a COVID-19. A investigação concluiu que em alguns pacientes mais graves, que estão infectados, apresentam segmento de DNA semelhante ao código genético do Homo neanderthalensis. Foi no mesmo dia que o Conselho Nacional de Secretários de Saúde informou que o Brasil ultrapassou a marca de 5 milhões e 100 mil casos de coronavírus.

    Apesar dos esforços estarem todos voltados para a vacina, na quarta-feira (14), a Eli Lilly, farmacêutica americana, teve que paralisar os testes do tratamento contra a COVID-19. A atitude foi tomada, segundo informado pela empresa, que conta de uma “potencial preocupação de segurança”, e não concedeu mais detalhes sobre o erro do medicamento, que é feito utilizando anticorpos monoclonais. Este é o mesmo medicamento que o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, recebeu contra a doença. Além da Eli Lilly, a Johnson & Johnson também declarou que estava suspendendo o estudo de sua vacina contra o coronavírus, e que um comitê irá avaliar os testes clínicos que causaram uma doença inexplicável em um dos participantes.

    Além das enfermidades já conhecidas sobre a COVID-19, no dia 15, quinta-feira, um estudo feito por um grupo de 70 profissionais, liderado por pesquisadores da Universidade Estadual de Campinas e da Universidade de São Paulo com participação de representantes da UFRJ, do Laboratório Nacional de Biociências e do Instituto D’Or, revelou que o novo coronavírus causa a morte de neurônios no cérebro humano, não apenas nos pacientes graves ou moderados, mas também nos casos mais leves. Simultaneamente, graças a ondas de novos infectados dentro dos países europeus, as autoridades de saúde tomaram novas medidas restritivas com a população. Um exemplo é o governo francês, que anunciou um toque de recolher nas maiores cidades, e Portugal, que entrou em calamidade.

    Hoje, dia 16, a complexidade do novo coronavírus foi novamente relatada por um grupo de médicos do Instituto Nacional de Pesquisa em Saúde, em um relatório que indicou o quadro contínuo de doenças após a infecção da COVID-19, categorizando-a não só como uma síndrome, mas possivelmente uma doença que provoca uma série de sintomas que podem afetar, tanto o corpo por inteiro, quanto a mente do infectado. Junto disso, foi revelado pelo consórcio de veículos de imprensa que as mortes do novo coronavírus ultrapassaram mais de 152 mil dentro do Brasil.

    Para mais informações, continue antenado na rádio, site, e no grupo do Facebook, Coronavírus Brasil.

    1. Home
    2. noticias
    3. coronavirus destaques da …

    Este site usa cookies para garantir que você tenha a melhor experiência.