Capa do Álbum: Antena 1
A Rádio Online mais ouvida do Brasil
Antena 1
Ícone seta para a esquerda Veja todas as Notícias.

CPFL Energia é favorita em leilão de privatização da CEEE-D, dizem especialistas

Placeholder - loading - Linhas de transmissão de energia no Brasil REUTERS/Ueslei Marcelino
Linhas de transmissão de energia no Brasil REUTERS/Ueslei Marcelino

Publicada em  

Por Luciano Costa

SÃO PAULO (Reuters) - A CPFL Energia, controlada pela chinesa State Grid, tem sido vista como grande favorita no leilão de privatização da distribuidora de energia CEEE-D, agendado para quarta-feira pelo governo do Rio Grande do Sul, disseram especialistas à Reuters.

A licitação, com sessão pública prevista para a partir das 8h, também deve atrair a Equatorial Energia, segundo expectativas do mercado, enquanto outras empresas que tradicionalmente miram a compra de ativos de distribuição parecem ocupadas com aquisições recentes.

A principal vantagem da CPFL é já possuir operações de distribuição no Rio Grande do Sul, o que reduz custos e torna o grupo mais competitivo na disputa pela CEEE-D, disse o analista de utilities da corretora Genial Investimentos, Vitor Sousa.

'A CPFL é o nome mais óbvio. Na distribuição, quando você compra um ativo e ele está próximo geograficamente, você pode compartilhar centro de custos, equipes de operação e manutenção, e, claro, ter maior escala na aquisição de insumos, materiais.'

A CPFL controla quatro distribuidoras, três no Estado de São Paulo e a gaúcha RGE, e tem demonstrado interesse em crescer.

O último movimento da companhia para expansão no setor de distribuição, em 2016, envolveu justamente a compra de uma empresa no Rio Grande do Sul, a AES Sul, depois incorporada à RGE, destacou o consultor Ricardo Lima, da Tempo Presente.

Isso, segundo ele, mostra que um avanço para a área atendida pela CEEE-D é um sonho antigo da CPFL, desde antes de sua aquisição pela chinesa State Grid em operação concluída em 2017.

'Acho que a CPFL vai com tudo nisso, para tentar unificar as três empresas de novo. Tem uma sinergia absurda', afirmou Lima, que vê espaço para ágio na disputa pela elétrica gaúcha. 'Creio que eles vão ser agressivos nisso, não vão perder essa chance.'

POSSÍVEIS COMPETIDORES

A Equatorial, por sua vez, é vista como possível concorrente devido à sua especialização em recuperar distribuidoras em dificuldades técnicas e financeiras --como é o caso da CEEE-D, que teve o preço mínimo de venda fixado em 50 mil reais pelo governo estadual devido a passivos bilionários.

'A Equatorial pode, sim, ser um player importante, mas acho acima de tudo a CPFL a grande favorita', disse o coordenador do Grupo de Estudos do Setor Elétrico da UFRJ, Nivalde de Castro.

Ele lembrou que outros grupos fortes em distribuição no Brasil, como a italiana Enel, os espanhóis da Iberdrola e a local Energisa se envolveram em grandes negócios recentes, enquanto a portuguesa EDP tem focado na área de distribuição uma possível oportunidade de compra futura da estatal catarinense Celesc, na qual já tem participação relevante.

'Então não sobram muitos players para essa competição.'

A Enel adquiriu duas grandes distribuidoras no Brasil nos últimos anos --a Celg, de Goiás, em 2016, e a Eletropaulo, na região metropolitana de São Paulo, em 2018.

A Energisa venceu disputas em leilões pela privatização de distribuidoras da Eletrobras em Rondônia e Acre em 2018.

Já a Neoenergia, da Iberdrola, levou em dezembro passado a CEB-D, desestatizada pelo Distrito Federal. A companhia saiu vitoriosa, inclusive, após acirrada disputa com a CPFL em lances viva-voz, ao se dispor a pagar 2,5 bilhões de reais pelo ativo.

CONTAGEM REGRESSIVA

Até o momento, o leilão da CEEE-D atraiu interesse de CPFL e Equatorial, além de um fundo de investimento norte-americano, embora esse último tenha enfrentado algumas dificuldades relacionadas a documentação, que ainda busca resolver, disse à Reuters uma fonte com conhecimento da preparação do certame.

Interessados tinham até sexta-feira para entregar ofertas iniciais pela CEEE-D, e houve ao menos uma proposta, garantindo o pregão, acrescentou a fonte, que falou sob anonimato.

Até a quarta-feira, o leilão pode ser alvo de novas ações judiciais --o evento chegou a ser suspenso por duas diferentes liminares somente neste mês, mas é difícil que tais iniciativas prosperem a ponto de inviabilizar a privatização, disse o sócio do Lefosse Advogados, Raphael Gomes.

'Há o risco iminente, algumas partes já devem ter estratégias para novas ações judiciais com a proximidade do pregão, mas pelas decisões o processo parece bem desenhado e seguiu os trâmites legais. Certamente os assessores, consultores e BNDES estão preparados para responder.'

A CEEE-D acumulava, em junho de 2020, 3,38 bilhões de reais em dívidas por ICMS junto ao governo estadual, resultando em patrimônio negativo de 4,8 bilhões de reais.

Para viabilizar a privatização, além de definir um preço baixo pela empresa, o governo gaúcho aprovou a transferência de dívidas e passivos da companhia e realizou um aumento de capital bilionário.

(Por Luciano Costa; edição de Roberto Samora)

Escrito por Reuters

Últimas Notícias

Placeholder - loading - Imagem da notícia INXS comemora 45 anos de carreira

INXS comemora 45 anos de carreira

Uma das bandas mais icônicas dos anos 80, INXS, completa hoje 45 anos de história. O conjunto australiano está preparando uma série de lançamentos que serão divulgados em sua festa oficial, que será transmitida pelo TikTok. O evento é completamente dedicado aos fãs, e acontece nesta terça-feira (16) a partir das 18h, no horário de Brasília.

A banda de rock alternativo se formou em 1977, inicialmente como The Farriss Brothers. Os membros fundadores da banda foram o baixista Garry Gary Beers, Andrew Farriss principal compositor e tecladista, o baterista Jon Farriss, o guitarrista Tim Farriss o vocalista e principal letrista Michael Hutchence, e o guitarrista e saxofonista Kirk Pengilly.

A festa virtual, nomeada “INXS Day”, será em parceira com a Pertrol Records, Universal Music Group e Rhino Records, além de também marcar os 35 anos do lançamento de Kick, seu sexto trabalho de estúdio. A comemoração será disponibilizada para o mundo inteiro, e ao longo de uma hora, contará com entrevistas dos membros da banda e do produtor musicas executivo, Giles Martin.

“Tiro meu chapéu para Giles, que foi capaz de processar os sons com precisão com a tecnologia atual”, comenta o saxofonista e guitarrista fundador do grupo, Kirk Pengilly. “Parece o álbum original, mas agora, espalhado por um espaço 3D. Parece incrível”, acrescentou.



Não é a primeira vez que o grupo revive marcos de sua carreira. Previamente, experiências como esta já renderam ao INXS um documentário que estreou em 2019, intitulado “Mystify’. A produção, que teve como assunto principal Michael Hutchence, contou com uma trilha sonora repleta de faixas da banda.

Com isso, é esperado que logo mais a vida e carreira do INXS se transformem em uma cinebiografia.



Confira a tradução do post:

“Hoje é o dia! Comemorando nosso aniversário transmitindo o novo recurso AO VIVO no @tiktok mais duas vezes hoje. Encontre seu fuso horário abaixo e sintonize”

“Como começou.... The Farrias Brothers, uma banda que seria logo renomeada como INXS, fez seu trabalho de estreia em uma house party em Whale Beach, Sydney. Como está indo... INXS vendeu 70 milhões de álbuns ao redor do mundo, fazendo deles um dos maiores atos musicais que mais vendeu de todos os tempos”

Você pode acompanhar o evento clicando aqui.

Relembre a trajetória da banda

A banda ganhou notoriedade por seu estilo, que era uma mescla de new wave e pop. Mais tarde começaram a se aventurar em gêneros mais difíceis, como pub rock, que incluía elementos de funk e dance. Por 20 anos, o INXS foi liderado por Hutchence, cuja presença de palco magnética fez dele o elemento chave da banda.





16 min
Placeholder - loading - Imagem da notícia Mariah Carey entra em processo pela marca “Rainha do Natal”

Mariah Carey entra em processo pela marca “Rainha do Natal”

Mariah Carey e Natal tem tudo a ver. A cantora tomou a trilha sonora da data para si com suas canções como “All I Want For Christmas Is You” e “When Christmas Comes”. Agora, ao tentar registrar a marca “rainha do natal”, Mariah Carey entrou em uma batalha judicial.

Darlene Love e Elizabeth Chan entraram na justiça para impedir que Mariah registrasse a marca. “É verdade que Mariah Carrey registrou ‘Rainha do Natal’? O que isso quer dizer? Eu não poderei mais usar esse título? David Letterman oficialmente me declarou ‘Rainha do Natal’ 29 anos atrás, um ano antes dela lançar ‘All I Want for Christmas Is You’ e, aos 81 anos, eu não vou mudar nada. Eu estou nesse negócio há 52 anos, eu mereci e ainda atinjo minhas notas! Se Mariah tem um problema ligue para o David ou para meu advogado”, declarou love.

“O Natal já estava aqui antes de qualquer um de nós e, espero, que ele continue depois de nós. Eu acho que ninguém deveria ser dona do Natal e monopolizá-lo da forma que Mariah quer. Não é certo fazer isso, Natal é para todos, é para ser compartilhado, não para ter um dono. Não é só no mundo da música, ela está tentando possuir tudo – roupas, pebidas, mascaras, coleira de cachorro. Se você tricotar um suéter escrito “Rainha do Natal”, você tem que poder vendê-lo”, explicou Elizabeth Chan junto a seu advogado.

Mariah Carrey e seu representante legal não respondeu a declaração.

Elizabeth Chan começou a ser chamada de rainha do natal pela imprensa antes mesmo que ela assumisse o título. O apelido veio em 2014, aos 11 anos de carreira, com o lançamento de “All Access”. Chan ressaltou que não é uma luta contra a artista e que não se considera a “Rainha do Natal”.

Todas elas não foram as únicas a serem chamadas de Rainhas do Natal. Brenda Lee teve suas músicas de natal fazendo sucesso nos anos 50 e 60. A verdade é que tem espaço para várias rainhas do natal.

Veja também

ARTISTA DA SEMANA: HARRY STYLES É DESTAQUE NA PROGRAMAÇÃO

GEORGE EZRA DIZ QUE PODE SE AFASTAR DOS HOLOFOTES DEPOIS DE SUA TURNÊ

34 min
  1. Home
  2. noticias
  3. cpfl energia e favorita em …

Este site usa cookies para garantir que você tenha a melhor experiência.