alexametrics
Capa do Álbum: Antena 1
ANTENA 1A RÁDIO ONLINE MAIS OUVIDA DO BRASIL

    Em meio a guerra comercial, presidente da China prega abertura e diz que nenhuma civilização é superior

    Placeholder - loading - news single img
    O presidente chinês, Xi Jinping, no Grande Salão do Povo em Pequim, na China 02/09/2018 Nicolas Asfouri/Pool via REUTERS

    28

    Publicada em  

    Atualizada em  

    Por Ben Blanchard

    PEQUIM (Reuters) - A China será mais aberta ao mundo, disse o presidente Xi Jinping nesta quarta-feira, classificando como 'estúpidos' aqueles que acreditam em uma superioridade cultural, em seu primeiro discurso público desde a intensificação das tensões comerciais com os Estados Unidos na semana passada.

    A China e os Estados Unidos estão envolvidos em uma crescente guerra comercial, que inclui a imposição de tarifas sobre as importações um do outro. Pouco antes de Xi falar, o governo anunciou um crescimento surpreendentemente mais fraco nas vendas no varejo e na produção industrial em abril.

    A China anunciou na segunda-feira que vai elevar as tarifas sobre 60 bilhões de dólares em produtos norte-americanos a partir de 1º de junho, em retaliação à decisão dos EUA de elevar as tarifas sobre 200 bilhões de dólares em importações chinesas.

    Xi fez os comentários em um fórum em Pequim organizado pelo Ministério da Propaganda, chamado Conferência sobre Diálogo de Civilizações Asiáticas. Ele não fez referência direta às tensões comerciais nem aos Estados Unidos, concentrando-se em apresentar a China como um país que não ameaça e aberto a todos.

    A civilização chinesa é um 'sistema aberto' que continuamente realiza trocas e aprende com outras culturas, incluindo o budismo, o marxismo e o islamismo, disse Xi ao fórum.

    'A China de hoje não é apenas a China. É a China da Ásia e a China do mundo. A China no futuro assumirá uma postura ainda mais aberta para abraçar o mundo', acrescentou.

    Nenhum país pode ficar sozinho, disse Xi, talvez dando um golpe indireto na agenda 'América Primeiro' do presidente norte-americano, Donald Trump.

    'As civilizações perderão a vitalidade se os países voltarem ao isolamento e se afastarem do resto do mundo', disse Xi.

    'Os povos dos países asiáticos esperam se distanciar do fechamento e esperam que todos os países adotem o espírito de abertura e promovam a comunicação, a conectividade e o comércio harmonioso'.

    A China se incomodou com os comentários divulgados na mídia norte-americana no mês passado de uma autoridade do Departamento de Estado que disse que os Estados Unidos estavam envolvidos em 'uma luta com uma civilização realmente diferente' quando se trata da China.

    'É estúpido acreditar que a raça e a civilização de alguém são superiores às outras, e é desastroso reformular deliberadamente ou mesmo substituir outras civilizações', disse Xi.

    O presidente chinês não ofereceu novas medidas concretas para abrir a China, além de propor um plano de promoção do turismo na Ásia, e mesmo assim ele não deu detalhes.

    Escrito por Reuters

    1. Home
    2. noticias
    3. em meio a guerra comercial …

    Este site usa cookies para garantir que você tenha a melhor experiência.