alexametrics
Capa do Álbum: Antena 1
ANTENA 1A RÁDIO ONLINE MAIS OUVIDA DO BRASIL

    Especialista norte-americano tira dúvida sobre a asma grave

    O problema afeta todas as idades em várias partes do mundo.

    Placeholder - loading - news single img
    Ilustração de pessoa segurando bombinha de asma (Foto: Pixabay)

    2092

    Publicada em  

    Das 25 a 30 milhões de pessoas que vivem nos Estados Unidos com asma, cerca de 5% a 10% delas têm uma forma grave da doença. No Brasil, segundo a Sociedade Brasileira de Pneumologia e Tisiologia, estima-se que existam aproximadamente 20 milhões de asmáticos.

    Tendo em vista que este problema afeta pessoas do mundo inteiro, de todas as idades, o portal da rede norte-americana CNN ouviu o especialista em alergia e imunologia Jim Haltom sobre a asma grave:

    Como sei se tenho asma grave?

    A asma é uma doença pulmonar crônica na qual as vias aéreas de um paciente ficam inflamadas em resposta a certos gatilhos, fazendo com que ele experimente um espectro de sintomas, desde aperto no peito até falta de ar e dificuldade para realizar atividade física. Os casos de asma são vagamente classificados como intermitentes leves, persistentes leves, persistentes moderados e persistentes graves. A gravidade da doença baseia-se na frequência e intensidade dos seus sintomas. Pacientes com asma grave apresentam sintomas ao longo do dia, geralmente apresentam sintomas como falta de ar e tosse à noite e podem precisar usar um inalador de resgate, [popularmente conhecida como bombinha], várias vezes ao dia. Como resultado, seus pulmões operam com menos de 60% da capacidade normal e seus níveis de atividade são severamente limitados. Qualquer um desses sintomas pode colocá-lo na categoria grave. Mas, independentemente da gravidade da sua asma, nossa ênfase como médicos é encontrar uma maneira de controlar o problema, adaptando as opções de tratamento às necessidades de nossos pacientes.

    O que causa asma grave?

    Não sabemos o que faz um paciente desenvolver asma grave, mas sabemos os fatores que agravam os casos. Esses gatilhos são os mesmos para todas as formas de asma e incluem doença sinusal, infecções virais das vias aéreas superiores, exposição a alérgenos, exercício e doença do refluxo ácido. Estresse emocional, mudanças climáticas e até odores fortes, como fumaça de cigarro e perfumes, podem provocar ataques de asma. Doenças respiratórias virais e reações alérgicas são dois dos gatilhos mais comuns que podem levar a um episódio de asma. Também sabemos que pacientes com asma obesos têm maior probabilidade de apresentar sintomas graves do que pacientes com peso normal.

    Quais são os métodos de tratamento para asma grave?

    A primeira linha de terapia para asma grave é de doses médias a altas de corticosteróides inalados. Dado por meio de um dispositivo inalador, esses medicamentos anti-inflamatórios ajudam a reduzir o inchaço e a produção de muco nas vias aéreas do corpo, tornando menos prováveis ??as reações intensas aos gatilhos. Nesta primeira linha de tratamento, também prescreveria um broncodilatador de ação prolongada para asma (LABA). Este medicamento inalado destina-se a fornecer controle a longo prazo sobre os sintomas, em vez de alívio rápido. Os medicamentos modificadores do leucotrieno são outra linha de tratamento administrada por via oral em casos graves de asma, geralmente para asma relacionada à alergia. Nos piores casos, também posso prescrever um curso de esteróides orais. Eles têm muitos efeitos colaterais em potencial, como ganho de peso, pressão alta, cataratas, açúcar elevado no sangue e enfraquecimento ósseo, por isso geralmente só recomendo esses medicamentos para alívio a curto prazo em situações de crise.

    Nos últimos anos, surgiram novas opções de tratamento para ajudar os pacientes cuja asma é extremamente difícil de controlar. Vários agentes biológicos - medicamentos de ponta desenvolvidos usando a biotecnologia que usam o sistema imunológico do seu corpo para combater doenças - agora são usados ??para tratar a asma grave. Dado como uma injeção ou através de administração intravenosa, os produtos biológicos são altamente eficazes. O omalizumabe (Xolair) foi o primeiro medicamento desta classe aprovado para tratamento em adultos e crianças com asma grave. Os produtos biológicos também estão sendo usados ??para reduzir o número de eosinófilos no sangue. Os eosinófilos são um tipo de glóbulo branco que, quando produzido em excesso, pode causar inflamação nos pulmões, geralmente levando a casos graves de asma. Os novos medicamentos para o tratamento da asma eosinofílica grave incluem o mepolizumabe (Nucala) e o reslizumabe (Cinqair). Se você não conseguir controlar sua asma, converse com seu médico sobre produtos biológicos.

    1. Home
    2. noticias
    3. especialista norte americano …

    Este site usa cookies para garantir que você tenha a melhor experiência.