Capa do Álbum: Antena 1
A Rádio Online mais ouvida do Brasil
Antena 1
    Veja todas as Notícias.

    Estados dos EUA com alta de Covid-19 deveriam pausar reabertura, diz Fauci

    Cientista-chefe da Casa Branca alerta para a necessidade de queda na taxa de infecções antes da temporada de resfriados no outono

    Placeholder - loading - news single img
    Photoshoot/Divulgação

    Publicada em  

    Os estados norte-americanos que ainda apresentam alto número de casos do novo coronavírus deveriam fazer uma pausa ou retroceder nas iniciativas de reabertura. É o que defendeu ontem (3) Anthony Fauci, o principal especialista em doenças infecciosas dos Estados Unidos, segundo noticiou a agência Reuters. Ele ressaltou a necessidade de queda na taxa de infecção antes da temporada de resfriados no outono do Hemisfério Norte, que tem início no final de setembro.

    Veja também: Estudo mostra que distanciamento social também reduz gravidade da Covid-19

    Em entrevista ao Journal of the American Medical Association, Fauci alertou para o fato de que, em alguns estados com número moderado de casos de Covid-19, especialistas estão vendo o mesmo aumento traiçoeiro que tinha sido observado nas taxas de infecção em Tennessee, Kentucky, Ohio e Minnesota, por exemplo. 

    Segundo a Reuters, na semana passado o cientista já tinha afirmado que via sinais de que a epidemia poderia estar atingindo o pico no Sul e no Oeste do país, enquanto outras regiões estavam muito próximas de novos surtos de Covid-19. Na última semana, áreas como Arkansas, Califórnia, Flórida, Montana, Oregon e Texas notificaram altos recordes de mortes pela doença. 

    Chefe da equipe especial da Casa Branca contra o coronavírus, ele alertou para a necessidade de contenção da epidemia antes do outono – época em que as pessoas costumam passar mais tempo em ambientes fechados, aumentando o risco de contágio –, sugerindo a adoção de medidas de isolamento social pelos estados, embora não necessariamente um retorno ao lockdown completo. 

    No último dia 2, o epidemiologista também argumentou em entrevista à BBC News que o fato de alguns estados terem ignorado as orientações de reabertura cuidadosa e parcial das restrições influenciou no ressurgimento dos casos da doença. “Houve populações que não seguiram as recomendações para evitar multidões, usar máscaras e manter o distanciamento social, e isso também produziu novos surtos”, acrescentou.

    Desviando dos ataques do presidente Donald Trump – que em questionamento recente criticou a popularidade do cientista –, Fauci também disse que as tentativas de politização da pandemia acabam tirando o foco das discussões sobre saúde pública.

    O que se deve tentar fazer individualmente e como sociedade é ter certeza de que entendemos que o inimigo aqui é o vírus, não há tempo para discussões políticas”, afirmou à rede britânica. “Temos um inimigo em comum, um inimigo global em comum. É uma pandemia histórica, não há tempo para se distrair com coisas que não estão relacionadas à luta contra o vírus”.

    Participe do grupo Coronavírus Brasil e receba as principais notícias sobre o assunto em primeira mão.

    1. Home
    2. noticias
    3. estados dos eua com alta de …

    Este site usa cookies para garantir que você tenha a melhor experiência.