Capa do Álbum: Antena 1
A Rádio Online mais ouvida do Brasil
Antena 1
Ícone seta para a esquerda Veja todas as Notícias.

Forças ucranianas sofrem novo ataque russo em importante cidade do leste

Placeholder - loading - Vista de um supermercado localizado dentro de um shopping danificado por um ataque russo com míssil em Kharkiv, na Ucrânia 08/06/2022 REUTERS/Vitalii Hnidyi
Vista de um supermercado localizado dentro de um shopping danificado por um ataque russo com míssil em Kharkiv, na Ucrânia 08/06/2022 REUTERS/Vitalii Hnidyi

Publicada em  

Por Pavel Polityuk e Abdelaziz Boumzar

KIEV/SLOVIANSK, Ucrânia (Reuters) - Tropas ucranianas que lutam em Sievierodonetsk sofreram um novo ataque pesado nesta quarta-feira de forças russas que veem a captura da cidade industrial como chave para o controle da região circundante de Luhansk.

No sul da Ucrânia, outro grande campo de batalha na guerra, autoridades disseram que os ataques russos a locais agrícolas, incluindo depósitos, estavam agravando uma crise alimentar global que desperta preocupações de fome em alguns países em desenvolvimento.

A Turquia recebeu o ministro das Relações Exteriores da Rússia para discutir um plano da ONU para abrir um corredor no Mar Negro para as exportações de grãos ucranianos. O russo Sergei Lavrov disse que a Ucrânia precisa primeiro retirar minas explosivas de seus portos - uma medida que Kiev teme que a tornaria mais vulnerável a ataques do mar.

As forças russas estão focadas há semanas em tomar Sievierodonetsk, que abrigava cerca de 106 mil pessoas antes de Moscou invadir a Ucrânia em 24 de fevereiro. O governador da região de Luhansk disse que as forças ucranianas não se renderiam na cidade.

'A luta ainda está acontecendo e ninguém vai desistir da cidade, mesmo que nossos militares tenham que recuar para posições mais fortes. Isso não significa que alguém está desistindo da cidade --ninguém desistirá de nada. Mas pode ser forçado a recuar', declarou Serhiy Gaidai à televisão ucraniana.

As forças russas aumentarão ainda mais seus bombardeios em Sievierodonetsk e sua cidade-gêmea menor de Lysychansk, na margem oeste do rio Siverskyi Donets, disse ele.

Luhansk e a província adjacente de Donetsk formam a região de Donbas, reivindicada por Moscou para os separatistas de língua russa que ocupam partes do local desde 2014.

'A defesa absolutamente heróica de Donbas está em andamento', disse o presidente ucraniano, Volodymyr Zelenskiy, em uma declaração em vídeo na terça-feira. 'Os ocupantes não acreditavam que a resistência dos nossos militares seria tão forte e agora eles estão tentando trazer novos recursos para o Donbas.'

A Reuters não pôde verificar independentemente a situação em Sieverodonetsk.

Moscou diz estar envolvida em uma 'operação militar especial' para desarmar e 'desnazificar' sua vizinha. A Ucrânia e seus aliados chamam isso de pretexto infundado para uma guerra que matou milhares, destruiu cidades e forçou milhões de pessoas a fugir.

A Rússia voltou seu foco para a região de Donbas desde que suas forças foram derrotadas nos arredores de Kiev em março.

O gabinete de Zelenskiy informou que duas pessoas morreram e duas ficaram feridas na região de Luhansk nas últimas 24 horas, cinco civis ficaram feridos na região de Donetsk e quatro mortos e 11 feridos na região de Kharkiv.

Em Sloviansk, uma das principais cidades de Donbas ainda controladas pela Ucrânia, cerca de 85 km a oeste de Sievierodonetsk, mulheres com crianças pequenas faziam fila para coletar ajuda enquanto outros moradores carregavam baldes de água pela cidade.

A maioria dos moradores fugiu, mas as autoridades dizem que cerca de 24.000 permanecem na cidade, no caminho de um esperado ataque das forças russas que se reagrupam ao norte.

'Vou ficar, não vou sair sem meu marido. Ele trabalha aqui. Foi o que decidimos, vamos ficar', disse Irina, que não informou o sobrenome, enquanto esperava com uma criança em um carrinho do lado de fora de uma centro de distribuição de ajuda.

Escrito por Reuters

Últimas Notícias

Placeholder - loading - Imagem da notícia “ABBA Gold”: 30º aniversário do álbum é celebrado com edição especial

“ABBA Gold”: 30º aniversário do álbum é celebrado com edição especial

Após de três décadas do lançamento do projeto de grandes sucessos do ABBA, o quarteto anuncia a nova versão que celebra o aniversário do disco. A coleção dos grandes hits, “ABBA Gold” está prevista para ser divulgada no dia 23 de setembro e conta com canções como 'Dancing Queen', 'Take A Chance On Me', 'Mamma Mia', 'Super Trouper', 'Fernando', 'Waterloo' e 'The Winner Takes It All'.

O disco da banda sueca é uma das produções mais bem sucedidas na indústria da música, tendo vendido mais de 32 milhões de unidades ao redor do mundo. Outro marco impressionante, é o álbum ter sido o segundo mais vendido de todos os tempos no Reino Unido passando mais de 1.055 semanas no Official UK Albums Chart. Com isso, tornou-se o álbum mais antigo no Official Albums Chart Top 100 de todos os tempos.

Originalmente, o trabalho de 19 faixas foi lançado em 21 de setembro de 1992, e já foi reeditado diversas outras vezes. Um exemplo disso foi a remasterização do disco em 2010, que também foi reembalado para coincidir com o lançamento do filme musical inspirado no ABBA, “Mamma Mia!”

Para marcar a primeira divulgação desse álbum tão emblemático, sua edição comemorativa virá em múltiplos formatos, que serão: 2 novos LPs Picture Disc de vinil pesado, alojado em capa dobrável cortada; novo cassete dourado – também disponível em preto; e ouro 2LP – vinil dourado 2 x 180g. A nova edição limitada do ABBA também já está disponível para pré-encomenda aqui.



O grupo, composto por Björn Ulvaeus, Benny Andersson, Agnetha Fältskog e Anni-Frid Lyngstad, lançou sua última obra em novembro do ano passado. Intitulado “Voyage”, o nono disco de estúdio rendeu muita visibilidade à banda – já que estreou na segunda posição da Billboard 200. Além disso, o primeiro single do álbum, "I Still Have Faith in You", rendeu ao grupo sua primeira indicação ao Grammy.

12 H
  1. Home
  2. noticias
  3. forcas ucranianas sofrem novo …

Este site usa cookies para garantir que você tenha a melhor experiência.