Capa do Álbum: Antena 1
A Rádio Online mais ouvida do Brasil
Antena 1
    Veja todas as Notícias.

    Governo chama farmacêuticas para tratar de remédios para intubação

    Placeholder - loading - news single img
    Profissional de saúde cuida de paciente com Covid-19 no Hospital São Paulo 17/03/2021 REUTERS/Amanda Perobelli

    Publicada em  

    Por Lisandra Paraguassu

    BRASÍLIA (Reuters) - O governo federal informou nesta segunda-feira, que fará reuniões com as empresas farmacêuticas para tentar estratégicas que melhorem a situação do fornecimento de medicamentos para intubação, hoje escassos na maior parte do país.

    Em nota conjunta assinada pelos ministérios da Saúde e das Comunicações, o governo informa que foram feitas reuniões neste final de semana para avaliar os estoques de cada Estado e traçadas estratégias para tentar evitar o desabastecimento.

    Entre elas, a requisição de estoques excedentes da indústria que já não tiverem com entrega prevista em contratos anteriores, aquisições internacionais via Organização Panamericana de Saúde (Opas), e pregões eletrônicos nacionais com a participação dos Estados.

    Na semana passada, o Fórum de Governadores, em carta enviada ao presidente Jair Bolsonaro, informou que na maior parte dos Estados alguns medicamentos vitais para intubação, como neurobloqueadores, sedativos e relaxantes musculares, tinham estoques para no máximo 20 dias.

    Grupos de hospitais privados e planos de saúde revelaram que no setor privado a situação é ainda mais crítica, já que as requisições do ministério teriam dificultado a compra dos medicamentos.

    Na nota, o governo se diz 'atento e preocupado' com o avanço dos casos de Covid-19 no país e que 'trabalha incansavelmente' para garantir assistência aos Estados e municípios.

    Ao mesmo tempo, afirma que a aquisição dos medicamentos do chamado 'kit intubação' são responsabilidades dos governos estaduais e dos municipais, apesar de o Ministério da Saúde ter feito requisições diretas às empresas.

    Escrito por Reuters

    1. Home
    2. noticias
    3. governo chama farmaceuticas …

    Este site usa cookies para garantir que você tenha a melhor experiência.