Capa do Álbum: Antena 1
A Rádio Online mais ouvida do Brasil
Antena 1
    Veja todas as Notícias.

    Jovens assintomáticos podem explicar persistência do coronavírus, sugere estudo japonês

    O grupo etário parece estar se deslocando mais em meio à pandemia e, por comumente apresentar uma evolução mais leve da doença, não perceber que está contribuindo para a disseminação do vírus

    Placeholder - loading - news single img
    Istock/Divulgação

    Publicada em  

    Um estudo recente realizado no Japão reforçou o alerta para a relevância do papel que pessoas assintomáticas têm desempenhado na disseminação do novo coronavírus, especialmente os jovens. Depois de analisar mais de 3 mil casos de Covid-19 no país, a pesquisa publicada no Emerging Infectious Diseases Journal – revista acadêmica veiculada pelo Centro de Controle de Prevenção de Doenças Infecciosas (CDC) dos Estados Unidos –, mostrou que esse grupo estava na origem de uma série de surtos. 

    Veja mais: Estudo mostra que distanciamento também reduz gravidade da Covid-19

    Metade das 22 pessoas que foram apontadas no estudo como possivelmente originárias dos surtos na região tinha entre 20 e 30 anos. Em entrevista à empresa de comunicação alemã Deutsche Welle, a pesquisadora de virologia Yuki Furuse, da Universidade de Kyoto, disse que a descoberta foi surpreendente, já que a maioria dos casos da doença registrados no Japão à época da análise era de pessoas com mais de 50 ou 60 anos. 

    Oshitani disse que ainda não é certo se os responsáveis pela disseminação do vírus entre grupos de jovens ou idosos são fatores sociais, genéticos ou biológicos. Entre as hipóteses, destacam-se duas: pessoas mais jovens estão se deslocando mais por considerarem que o risco da doença é menor para o grupo ou, por apresentarem uma evolução mais leve da doença, não se dão conta de que estão espalhando o vírus.    

    Os resultados da pesquisa podem ajudar a explicar os motivos pelos quais o coronavírus está reaparecendo em locais onde parecia ter sido eliminado, comumente em forma de surtos envolvendo grupos reduzidos e localizados de pessoas contaminadas por um único infectado. Esse cenário já foi observado em cidades como Melbourne, na Austrália; Leicester, no Reino Unido; e Pequim, na China

    1. Home
    2. noticias
    3. jovens assintomaticos podem …

    Este site usa cookies para garantir que você tenha a melhor experiência.