alexametrics
Capa do Álbum: Antena 1
ANTENA 1A RÁDIO ONLINE MAIS OUVIDA DO BRASIL

    Mercado vê maior pressão de administrados em 2018 e eleva projeção para inflação

    Por Thomson Reuters

    Placeholder - loading - news single img

    Atualizada em

    SÃO PAULO (Reuters) - O mercado voltou a elevar as contas para a inflação neste ano e no próximo, com aumento da expectativa para os preços administrados em 2018, mas sem alterar o cenário para taxa básica de juros.

    A pesquisa Focus do BC divulgada nesta segunda-feira mostrou que a projeção para a alta do IPCA neste ano subiu a 4,30 por cento, de 4,28 por cento, com a expectativa para o aumento dos preços administrados indo a 7,60 por cento, 0,10 ponto percentual a mais do que no levantamento anterior.

    Para 2019, a expectativa é de que o IPCA suba 4,20 por cento, ante 4,18 por cento estimados antes.

    O centro da meta oficial para este ano é de 4,50 por cento e, para 2019, de 4,25 por cento. A margem de tolerância para ambos os anos é de 1,5 ponto percentual para mais ou menos.

    Na semana passada, o BC avaliou que o nível de repasse cambial para a inflação tem se mostrado contido, com exceção de alguns preços administrados, conforme ata do encontro em que manteve a taxa básica de juros em 6,5 por cento.

    Em seguida, no seu Relatório Trimestral de Inflação o BC avaliou que o grau de repasse cambial tende a ser atenuado pela ancoragem das expectativas de inflação, atividade econômica fraca e ociosidade das empresas.

    No Focus, a perspectiva para o dólar sofreu ajuste a 3,89 reais, de 3,90 reais para este ano; e a 3,83 reais, de 3,80 reais, para o ano que vem.

    O levantamento semanal com uma centena de economistas ainda mostrou que permanecem as estimativas de crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) neste ano de 1,35 por cento e de 2,50 por cento em 2019.

    A perspectiva para a taxa básica de juros também não mudou, com a Selic estimada a 6,5 por cento no final de 2018 e a 8 por cento em 2019. O Top-5, grupo dos que mais acertam as previsões, também manteve suas projeções respectivamente em 6,5 e 7,63 por cento, na mediana das projeções.

    (Por Camila Moreira)

    1. Home
    2. noticias
    3. mercado ve maior pressao de …

    Este site usa cookies para garantir que você tenha a melhor experiência.