Capa do Álbum: Antena 1
A Rádio Online mais ouvida do Brasil
Antena 1
    Veja todas as Notícias.

    Merkel comemora avanço contra Covid-19, mas variante Delta preocupa

    Placeholder - loading - Chanceler alemã, Angela Merkel, durante reunião com governadores de Estados do país em Berlim 10/06/2021 Michael Kappeler/Pool via REUTERS
    Chanceler alemã, Angela Merkel, durante reunião com governadores de Estados do país em Berlim 10/06/2021 Michael Kappeler/Pool via REUTERS

    Publicada em  

    BERLIM (Reuters) - Uma diminuição recente no número de casos de coronavírus na Alemanha é gratificante, disse nesta quinta-feira a chanceler, Angela Merkel, alertando, no entanto, que a pandemia não acabou e que o risco da variante Delta, generalizada no Reino Unido, é preocupante.

    'O desenvolvimento em termos de números é extremamente gratificante', disse Merkel aos repórteres depois de conversar com líderes dos 16 Estados federais alemães.

    'Mas não podemos esquecer que o coronavírus não desapareceu, e o que nos preocupa é a chamada variante Delta que se dissemina no Reino Unido', acrescentou.

    Ela disse que as restrições de viagens impostas no Reino Unido e na Índia foram justificadas, porque a variante se prolifera rapidamente.

    Em maio, a Alemanha declarou o Reino Unido e a Irlanda do Norte uma região da variante do vírus, exigindo que qualquer pessoa que entrasse no país vinda do solo britânico iniciasse uma quarentena de duas semanas ao chegar.

    Atualmente, cerca de 2,5% dos casos positivos de coronavírus alemães estão ligados à variante Delta, disse Merkel.

    A Alemanha está em uma corrida contra o vírus com vacinações, e é essencial maximizar a proteção contra a variante Delta com inoculações, disse ela.

    Após um início lento, o ritmo das vacinações se acelerou no país --cerca de 47% dos cerca de 83 milhões de habitantes já receberam ao menos uma dose e 24% estão totalmente vacinados.

    Merkel disse que as vacinações de reforço para pessoas mais velhas devem começar no outono.

    (Por Paul Carrel e Madeline Chambers)

    Escrito por Reuters

    Últimas Notícias

    Placeholder - loading - Imagem da notícia ‘Cry Maho’: novo filme de Clint Eastwood fala sobre o significado do sucesso

    ‘Cry Maho’: novo filme de Clint Eastwood fala sobre o significado do sucesso

    Neste mês de setembro foi lançado Cry Macho, o mais novo filme do consagrado ator e diretor, Clint Eastwood. Mesmo com 91 anos e com uma certa fragilidade na aparência, o astro se mostra incansável, chegando a montar a cavalo e cavalgar em uma cena. “Trate o cavalo como um amigo e ele vai cuidar de você", disse sobre a tensão sentida por todos no set ao verem um homem dessa idade subir no animal.

    No longa, Clint assume o papel de Mike Milo, um ex-peão de rodeio que está velho e bem distante de seus dias de glória. Devendo um favor a seu chefe, Mike aceita a tarefa de resgatar seu filho, Rafo, de sua mãe abusiva. O único porém é que o garoto mora no México.

    A obra, baseada no livro homônimo de 1975 escrito por N. Richard Nash, já teve outras diversas tentativas frustradas de adaptação para as telonas, das quais se destacam duas: uma que seria estrelada por Roy Scheider (ator de Tubarão) em 1991 e uma por Arnold Schwarzenegger em 2011, após seu mandato como governador da Califórnia. 

    Durante a produção, que sofreu com a pandemia do coronavírus, houve um grande susto com a ocorrência de um caso de infecção entre uma das atrizes - que, felizmente, era um falso positivo e não atrapalhou o processo de filmagem.

    Cry Macho está em cartaz nos cinemas e disponível no serviço de streaming HBO Max. Veja o trailer:

    Clint Eastwood e sua trajetória em Hollywood

    Eastwood começou sua carreira em 1955, mas ascendeu ao estrelato com seus papéis em filmes de faroeste, como a consagrada Trilogia dos Dólares do diretor italiano Sergio Leone, com Por um Punhado de Dólares (1964), Por uns Dólares a Mais (1965) e Três Homens em Conflito (1966)

    Tal como em suas últimas realizações como diretor, como Gran Torino (2008) e A Mula (2018), ele aproveita para refletir a relação entre o Clint ícone - imponente e classicamente sério - e o Clint homem, agora mais velho e com a simples preocupação de contar uma história.

    Dê play no vídeo abaixo para conferir os trailers de Gran Torino (2008) e A Mula (2018):

    ‘Gran Torino’ (2008) 



    ‘A Mula’ (2018)

    56 min
    1. Home
    2. noticias
    3. merkel comemora avanco contra …

    Este site usa cookies para garantir que você tenha a melhor experiência.