Capa do Álbum: Antena 1
A Rádio Online mais ouvida do Brasil
Antena 1
    Veja todas as Notícias.

    Ministério da Saúde gera confusão sobre quarto caso de coronavírus

    Caso não seria somado aos outros três em quarentena domiciliar

    Placeholder - loading - news single img
    Ministério da Saúde não se decide em reportar evolução dos casos de coronavírus no país/Divulgação

    Publicada em  

    Hoje (05) foi confirmado o quarto caso de coronavírus no Brasil, a paciente é uma jovem de 13 anos que esteve em Portugal e na Itália. Apesar do alto risco de infecção que a doença contém, o Ministério da Saúde inicialmente se negou a anexar o caso da adolescente com os outros três em quarentena domiciliar, alegando que o vírus não estava apresentando os sintomas que se enquadravam no risco.

    Veja também: Dengue avança no Brasil e aumenta chance de epidemia com coronavírus

    O agravante é a falta de informação sobre o estado que está o genoma do vírus no corpo da jovem, que pode vir a desenvolver sintomas nos próximos dias e transmitir a doença. A medida de não confirmar o caso foi tomada a partir da forma que casos assintomáticos estão sendo tratados na China, onde estes são encaminhados para uma quarentena de 14 dias e, se caso não desenvolverem sintomas no período, poderão ser desconsiderados das estatísticas de infectados.

    Porém, a decisão de não adicionar a adolescente na lista poderia ter causado problemas caso o vírus desenvolvesse os sintomas fora de uma quarentena, como uma transmissão em massa e multiplicando o número de infectados. O descuido do Ministério da Saúde sobre a gravidade que a infecção se encontra foi comentado pela OMS, em reposta ao G1. “Toda pessoa com teste positivo para Covid-19 é considerada como um caso de Covid-19”, afirma o órgão internacional.

    Menos de uma hora depois do erro ter sido criticado por diversos especialistas, o Ministério da Saúde voltou atrás e adicionou o caso da adolescente. Segundo o órgão, foram adotados quatro elementos para a definição do caso como confirmado: o resultado do exame, o local provável da infecção, a possibilidade da medicação após o tratamento de uma lesão ter mascarado os sintomas do Covid-19, e a chance de os sintomas aparecerem nos próximos dias.

    O terceiro caso de coronavírus foi confirmado ontem (04), um homem de 46 anos, administrador de empresas, mora em São Paulo, e viajou para Itália, Áustria, Alemanha e Espanha. Todos os casos até o momento são da capital paulista, contudo, os casos suspeitos se estendem por todo o país. Não é recomendado que ocorra outra confusão como o que aconteceu hoje, os próprios epidemiologistas (especialistas em epidemias) da China discordam da medida apontada pelo estado.

    As formas de se proteger do contágio do coronavírus, além do uso de máscaras, são: Lavar as mãos por pelo menos 20 segundos com sabão ou álcool em gel, evitar tocar mucosas dos olhos, nariz e boca, manter o ambiente regularmente limpo e ventilado. Os sintomas do Covid-19 são: Febre, dificuldade de respirar, tosse, e em casos mais graves aparece a síndrome respiratória aguda grave e insuficiência renal. Apesar da alta taxa de contaminação, o vírus só causou fatalidades em pessoas com idade avançada e baixa imunidade. Os casos no Brasil atualmente são quatro confirmados para 531 pacientes com suspeita.

    Participe do grupo Coronavírus Brasil e receba em principais notícias em primeira mão.

    Últimas Notícias

    1. Home
    2. noticias
    3. ministerio da saude gera …

    Este site usa cookies para garantir que você tenha a melhor experiência.