alexametrics
Capa do Álbum: Antena 1
ANTENA 1A RÁDIO ONLINE MAIS OUVIDA DO BRASIL

    O hábito de beber café pode emagrecer e até melhorar sintomas do mal de Parkinson

    A bebida tem diversas propriedades que contribuem para a prevenção de doenças e promoção do bem-estar

    Por Redação

    Placeholder - loading - news single img

    O hábito de tomar café, desde que em doses moderadas – de 4 a 5 xícaras de 50 ml por dia – proporciona diversos benefícios. Isso por causa da riqueza nutricional do grão, com destaque não apenas para a cafeína, famosa por seu efeito estimulante, mas também pela alta concentração de antioxidantes que diminuem a ação dos radicais livres, que prejudicam o equilíbrio celular.

    Confira a seguir os benefícios da bebida:

    Acelera o metabolismo e queima calorias

    A cafeína é uma das poucas substâncias naturais que ajudam a queimar calorias. “Outros estudos mostram que ela pode aumentar especificamente a queima de gordura por meio da ativação do sistema nervoso simpático e oxidação lipídica. A substância aumenta os níveis de adrenalina no sangue, e este hormônio quebra as células de gordura, liberando-as no sangue como ácidos graxos livres que atuam como combustível e, portanto, melhoram a performance nas atividades físicas, conforme o estudo publicado no International Journal of Sports Nutrition e no Scandinavian Journal of Medicine and Science in Sports”, ressalta o endocrinologista Filippo Pedrinola, membro da Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia (Sbem) e da Sociedade Americana de Endocrinologia

    Aumenta a expectativa de vida

    Uma ampla pesquisa sobre a relação entre o consumo de café e a longevidade foi realizada por especialistas da International Agency for Research on Cancer e do Imperial College de Londres. Os pesquisadores descobriram que o grupo que consumia a bebida diariamente estava associado a um risco menor de morte por qualquer causa, sobretudo por doenças dos sistemas circulatório e digestivo.

    Diminui o risco de depressão

    De acordo com especialistas da Harvard School of Public Health, este efeito de antidepressivo natural se deve ao estímulo que a cafeína causa no sistema nervoso central, capaz de aumentar a produção dos neurotransmissores cerebrais como noradrenalina, dopamina e serotonina, hormônios responsáveis pela sensação de bem-estar.

    Fortalece a memória

    Estudos realizados na Universidade Johns Hopkins concluíram que duas xícaras diárias de café podem trazer benefícios para a memória. Em experimentos, os voluntários que tomaram cápsulas de cafeína tiveram desempenho melhor nos experimentos de memória do que os que ingeriram placebo.

    Garante mais atenção ao volante

    A cafeína diminui a possibilidade de se envolver em acidentes de trânsito, já que melhora a atenção e o estado de alerta e afasta o sono. É o que diz uma pesquisa realizada pela The George Institute, da Universidade de Sydney. Os motoristas que consumiam a substância eram 63 por cento menos propensos a causar um acidente do que aqueles que não a ingeriam.

    Fortalece o coração

    Segundo pesquisadores da Escola de Saúde Pública de Harvard (HSPH), beber uma ou duas xícaras de café diariamente pode ajudar a proteger contra a insuficiência cardíaca em até 11 por cento. Os benefícios protetores do café parecem atingir o pico no consumo de 4 xícaras por dia e diminuem lentamente à medida que mais bebida é consumida.

    Diminui o diabetes

    O consumo do café está associado a uma menor incidência de diabetes mellitus tipo 2, de acordo com a Sociedade Brasileira de Diabetes. A maior pesquisa sobre o tema constatou uma redução no risco da doença em até 35 por cento. O consumo de 2 xícaras da bebida por dia já apresentou benefícios e, conforme se aumentou a ingestão, até 6 xícaras, menor foi a incidência.

    Alivia os sintomas do mal de Parkinson

    Segundo neurologistas da Universidade McGill, em Montreal, no Canadá, pessoas com Parkinson que receberam suplementos de cafeína experimentaram uma melhora, principalmente em relação à velocidade de movimento e redução da rigidez, em comparação àqueles que receberam um placebo.

    Protege contra o Alzheimer  

    Uma pesquisa realizada pela Universidade do Sul da Flórida e da Universidade de Miami monitorou os processos de memória e pensamento de 124 pessoas com mais de 65 anos e descobriu que aqueles que tiveram níveis mais elevados de cafeína no sangue evitaram o aparecimento do Alzheimer. Além disso, o café parecia ser a principal ou única fonte de cafeína para esses indivíduos.

    Para ler mais notícias, curta a página Antena 1 News no Facebook!

    1. Home
    2. noticias
    3. o habito de beber cafe pode

    Este site usa cookies para garantir que você tenha a melhor experiência.