Capa do Álbum: Antena 1
A Rádio Online mais ouvida do Brasil
Antena 1
    Veja todas as Notícias.

    Percentual dos que não confiam em Bolsonaro sobe a 51%, diz CNI/Ibope

    Placeholder - loading - Presidente Jair Bolsonaro 13/06/2019 REUTERS/Adriano Machado
    Presidente Jair Bolsonaro 13/06/2019 REUTERS/Adriano Machado

    Publicada em  

    Por Eduardo Simões

    SÃO PAULO (Reuters) - O percentual daqueles que não confiam no presidente Jair Bolsonaro subiu 6 pontos, para 51%, apontou pesquisa CNI/Ibope nesta quinta-feira, que também mostrou elevação entre os que desaprovam a maneira do presidente governar para 48%, de 40% em abril, e entre os que consideram o governo ruim ou péssimo, de 27% para 32%.

    A pesquisa, que tem margem de erro de 2 pontos percentuais e foi feita pelo Ibope para a Confederação Nacional da Indústria (CNI), mostrou que 32% dos entrevistados avaliam a gestão Bolsonaro como ótima ou boa, ante os 35% que pensavam dessa forma no levantamento anterior.

    O percentual dos que apontam a gestão como regular oscilou 1 ponto para cima, a 32%, e o dos que não responderam foi de 3%, ante 7% na sondagem anterior.

    Além disso, a pesquisa apontou queda na aprovação da forma de Bolsonaro governar, de 51% em abril para 46% agora, ao passo que 5% não souberam avaliar, ante 9% em abril.

    O levantamento também apontou queda na confiança em Bolsonaro. Em abril, 51% confiavam no presidente, agora são 46%. O percentual dos que não se posicionaram sobre a confiança em Bolsonaro é de 3%, ante 4% em abril.

    A pesquisa também apontou as áreas do governo Bolsonaro com pior avaliação entre os entrevistados: impostos (61% de desaprovação contra 33% de aprovação), taxa de juros (59% contra 32%), saúde (56% contra 40%), combate ao desemprego (55% contra 41%) e educação (54% contra 42%).

    Os setores com melhor avaliação são segurança pública (54% de aprovação contra 43% de desaprovação) e meio ambiente (46% contra 45%).

    O combate à inflação foi aprovado por 45%, enquanto 49% desaprovaram, e o combate à fome e à pobreza foi aprovado por 43%, enquanto 51% desaprovaram.

    A pesquisa ouviu 2 mil pessoas em 126 municípios entre os dias 20 e 26 deste mês.

    Escrito por Reuters

    Últimas Notícias

    1. Home
    2. noticias
    3. percentual dos que nao …

    Este site usa cookies para garantir que você tenha a melhor experiência.