alexametrics
Conectando

    Pela primeira vez em duas décadas, os Estados Unidos apresentam queda na expectativa de vida de sua população

    Por culpa da má alimentação, expectativa de vida cai nos EUA

    Por Redação, antena 1

    Placeholder - loading - news single img

    Pela primeira vez desde os anos 90, e expectativa de vida dos Estados Unidos mostrou queda. Na contramão da maioria dos outros países, homens e mulheres americanos estão vivendo menos. O anúncio foi feito há alguns dias e tem preocupado a população.

    Em média, a redução foi de 78 anos e dez meses para 78 anos e nove meses. Mesmo vivendo mais, a média das mulheres caiu de 81 anos e três meses para 81 anos e dois meses. Já entre os homens, a queda foi mais acentuada: de 76 anos e meio para 76 anos e três meses.

    Ainda que a queda não seja tão grande, apenas questão de meses, a reversão da tendência de crescimento da expectativa de vida é um sinal vermelho e um indício de que algo não anda bem. O Centro de Controle de Doenças dos Estados Unidos está investigando os dados e já encontrou alguns indícios alarmantes.

    O motivo para a queda, que ainda precisa de novas rodadas de investigação, muito tem a ver com a epidemia de obesidade infantil que assola não só os Estados Unidos, como também outros países. O sobrepeso acomete cerca de 30% da população estadunidense – taxa, inclusive, semelhante à do Brasil.

    De acordo com David Ludwig, diretor do programa de obesidade no Children’s Hospital Boston, a obesidade entre as crianças é bastante evidente, tanto que esta geração, pela primeira vez, poderá viver menos que seus progenitores. E o estudo não deixa dúvidas: a má educação à mesa dos filhos é, em grande parte, culpa dos pais.

    Este site usa cookies para garantir que você tenha a melhor experiência.