Capa do Álbum: Antena 1
A Rádio Online mais ouvida do Brasil
Antena 1
    Veja todas as Notícias.

    Presidente do Conselho Europeu vê 'lugar especial no inferno' para defensores do Brexit

    Placeholder - loading - news single img

    Publicada em  

    Por Alastair Macdonald

    BRUXELAS (Reuters) - Os defensores da saída do Reino Unido da União Europeia que não têm um plano para efetivá-la merecem um 'lugar especial no inferno', disse o presidente do Conselho Europeu, Donald Tusk, provocando a revolta de ativistas britânicos anti-UE, um dos quais o chamou de 'valentão arrogante'.

    Conversando com repórteres em Bruxelas nesta quarta-feira, Tusk afirmou: 'Venho me perguntando como será aquele lugar especial no inferno para aqueles que promoveram o Brexit sem nem mesmo o esboço de um plano para realizá-lo com segurança'.

    Tusk, que receberá a primeira-ministra britânica, Theresa May, na quinta-feira, fez a afirmação depois de conversas com o premiê da Irlanda sobre como salvar um acordo do Brexit antes de Londres se desligar do bloco em 50 dias, o que põe em risco a paz na Irlanda do Norte.

    Dizendo que o Reino Unido partirá como um 'amigo confiável' se descartar suas objeções à garantia de um 'backstop' na fronteira irlandesa, Tusk usou uma linguagem dura que indicou a hostilidade que Londres pode enfrentar se não encontrar um meio-termo com seus vizinhos europeus.

    O porta-voz de May insinuou que os comentários do presidente do Conselho Europeu não foram 'úteis'.

    Enquanto surgiam manchetes bombásticas com as palavras de Tusk, o defensor do Brexit Nigel Farage, que fez campanha durante muito tempo a favor da separação da UE, contra-atacou minutos depois no Twitter: 'Depois do Brexit estaremos livres de valentões arrogantes que não foram eleitos, como você, e cuidaremos de nosso próprio país', disse. 'Parece mais o céu para mim'.

    A UE rejeita as queixas de que líderes como Tusk não são eleitos. Ele era premiê da Polônia ao ser escolhido em 2014 por outros líderes eleitos de países-membros do bloco, incluindo o então premiê britânico David Cameron, para comandar as cúpulas. Seu poder se limita a tentar conduzi-los a um consenso.

    Escrito por Thomson Reuters

    1. Home
    2. noticias
    3. presidente do conselho …

    Este site usa cookies para garantir que você tenha a melhor experiência.