alexametrics
Capa do Álbum: Antena 1
ANTENA 1A RÁDIO ONLINE MAIS OUVIDA DO BRASIL

    Queimamos mais calorias em horas específicas do dia

    Segundo novo estudo, isso se deve aos nossos ritmos circadianos.

    Placeholder - loading - news single img

    1955

    Publicada em  

    Tudo, desde os treinos até o horário de sono, pode influenciar quantas calorias você queima ao longo do dia. E de acordo com um novo estudo, pode haver uma hora do dia em que seu corpo naturalmente queima mais calorias.

    Isso é provavelmente graças aos ritmos circadianos, que controlam o relógio interno do corpo e os ciclos de sono e vigília. Esses ritmos também podem influenciar a queima de calorias, de acordo com a pesquisa publicada na revista Current Biology. Em repouso, os seres humanos queimam cerca de 10 por cento a mais de calorias no fim da tarde do que tarde da noite, descobriram experimentos de laboratório.

    Isso equivale a cerca de 130 calorias extras queimadas durante o final da tarde e à noite versus o meio da noite, sem qualquer trabalho extra de sua parte, diz a coautora do estudo Dra. Jeanne Duffy, professora associada de medicina na Harvard Medical School e neurocientista no Brigham and Women's Hospital. Mesmo um pequeno aumento como este poderia afetar a saúde. "Se isso está acontecendo todos os dias, você pode imaginar que com o tempo isso poderia aumentar", diz.

    Segundo Dra. Jeanne Duffy, professora associada de medicina na Harvard Medical School e neurocientista no Brigham and Women's Hospital, como a pesquisa se concentrou na queima de calorias em repouso - ou seja, a energia necessária para energizar funções corporais, como respiração e circulação sanguínea – não está claro se as pessoas devem reagendar seus treinamentos e refeições durante esse pico de energia. O que pode ser mais relevante para o comportamento do cotidiano, diz ela, é evitar a queda de calorias do corpo na madrugada e no início da manhã.

    “Podemos estar comendo o café da manhã não apenas em um momento em que nosso corpo pode não estar preparado para lidar com ele, mas em um momento em que precisamos de menos energia para manter nossas funções. Portanto, o mesmo café da manhã pode resultar em calorias extras armazenadas, porque não precisamos delas para manter nossas funções corporais”.

    O estudo incluiu apenas sete pessoas, portanto os resultados são preliminares. Mas os pesquisadores dizem que o pequeno tamanho da amostra permitiu que eles conduzissem experimentos de laboratório que regulavam desde a dieta das pessoas até a exposição à luz, oferecendo insights exclusivos sobre o impacto natural dos ritmos circadianos.

    Duffy diz que essas descobertas têm um significado especial para os trabalhadores em turnos e pernoitais, que muitas vezes operam em horários incomuns. Pesquisas demonstram que o trabalho por turnos está associado a uma série de problemas de saúde, incluindo obesidade, diabetes tipo 2, câncer e declínio cognitivo. A especialista diz que o novo estudo acrescenta à ideia de que esses problemas de saúde podem estar associados a rupturas do ritmo circadiano.

    Nossos relógios biológicos são “cronometrados para estarmos prontos para fazermos coisas em horários regulares do dia e para sermos otimamente funcionais. Quando fazemos coisas como ficar acordado a noite toda para trabalhar, estamos trabalhando contra esses relógios biológicos internos ”, explica Duffy.

    Mais pesquisas são necessárias para saber exatamente como essas descobertas afetam os indivíduos, mas o estudo contribui para o crescente entendimento dos cientistas sobre a importância dos ritmos circadianos e seu impacto na saúde total.

    Para ler mais notícias, curta a página Antena 1 News no Facebook!

     

    1. Home
    2. noticias
    3. queimamos mais calorias em …

    Este site usa cookies para garantir que você tenha a melhor experiência.