alexametrics
Capa do Álbum: Antena 1
ANTENA 1A RÁDIO ONLINE MAIS OUVIDA DO BRASIL

    NOTÍCIAS SOBRE backstop

    Veja essas e outras notícias da Antena 1

    Placeholder - loading - Imagem da notícia Londres fará declaração unilateral dizendo que 'backstop' não será válido se conversas fracassarem, diz May

    Londres fará declaração unilateral dizendo que 'backstop' não será válido se conversas fracassarem, diz May

    LONDRES (Reuters) - O Reino Unido irá emitir uma declaração unilateral afirmando que nada pode impedir Londres de abandonar o mecanismo “backstop”, sobre a fronteira irlandesa, se as conversações sobre o futuro relacionamento do país com a União Europeia após o Brexit fracassarem, disse a primeira-ministra britânica, Theresa May, nesta segunda-feira.

    Durante coletiva de imprensa em Estrasburgo, May disse que além de um instrumento conjunto e de uma declaração conjunta anunciados mais cedo no Parlamento, o Reino Unido também fará uma declaração unilateral sobre o “backstop” --um arranjo elaborado para evitar uma fronteira dura na ilha da Irlanda.

    Se o “backstop” entrar em vigor e as conversações sobre o futuro relacionamento do Reino Unido com a União Europeia terminarem sem a perspectiva de um acordo, May disse que a declaração deixará claro que: “é a posição do Reino Unido que não haverá nada para impedir o Reino Unido de instigar medidas que, em última instância, revogariam o ‘backstop’.”

    Em outro front, o líder da oposição britânica, Jeremy Corbyn, disse que parlamentares britânicos precisam rejeitar o acordo do Brexit de May quando ele for levado à votação na terça-feira. May conseguiu da União Europeia nesta segunda-feira garantias legalmente vinculantes em relação ao Brexit.

    “As negociações da primeira-ministra fracassaram. O acordo desta noite com a Comissão Europeia não contêm nada abordando as mudanças que Theresa May prometeu ao Parlamento”, disse Corbyn em comunicado. “É por isso que membros do Parlamento precisam rejeitar esse acordo amanhã.”

    (Reportagem de Kylie MacLellan)

    0

    0

    25

    2 M

    Placeholder - loading - Imagem da notícia UE está pronta para dar a Londres mais garantias de que o “backstop” é apenas temporário

    UE está pronta para dar a Londres mais garantias de que o “backstop” é apenas temporário

    BERLIM (Reuters) - A União Europeia está pronta para dar ao Reino Unido mais garantias de que o mecanismo “backstop” para a fronteira irlandesa tem como objetivo ser apenas temporário, disse nesta sexta-feira o negociador-chefe do bloco para o Brexit.

    “Nós sabemos que existem receios no Reino Unido de que o ‘backstop’ pode manter o Reino Unido conectado para sempre com a UE”, disse Michel Barnier em entrevista ao jornal alemão Die Welt, que será publicada no sábado.

    “Esse não é o caso. E nós estamos prontos para dar garantias e esclarecimentos adicionais de que o ‘backstop’ deve ser apenas temporário”.

    O mecanismo “backstop” --um arranjo elaborado para impedir o retorno de uma fronteira dura entre a Irlanda, Estado membro da UE, e a província britânica da Irlanda do Norte caso não haja um acordo comercial após o Brexit que o torne desnecessário-- tem se tornado o principal ponto de controvérsia no proposto acordo de retirada.

    “Nós não iremos reverter o ‘backstop’”, acrescentou Barnier. “É um seguro. Nós não queremos usá-lo. Esse também é o caso quando você faz um seguro para a sua casa. Ele só é destinado ao pior cenário.”

    O ministro de Relações Exteriores britânico, Jeremy Hunt, disse no mês passado que a chave para garantir um acordo do Brexit que consiga a aprovação do Parlamento do Reino Unido seria definir mais precisamente a natureza “temporária” do “backstop”.

    A primeira-ministra britânica, Theresa May, disse que se os parlamentares britânicos rejeitarem mais uma vez o seu acordo de retirada em uma votação prevista para acontecer no dia 12 de março, eles poderão votar para que ela solicite à UE uma prorrogação do Brexit.

    Barnier disse que a garantia da UE de que o “backstop” é temporário poderia fazer parte do acordo político que estabelece as expectativas para o futuro relacionamento de Londres com o bloco após o Brexit.

    O negociador disse ao Die Welt que qualquer prorrogação precisa ter como objetivo específico solucionar o impasse. Barnier acrescentou que acha improvável que qualquer um dos 27 líderes restantes da UE se oponham a um adiamento da saída do Reino Unido, atualmente marcada para o dia 29 de março, desde que Londres esteja seriamente buscando uma solução.

    “A pergunta que os 27 Estados membros da UE farão é: Qual é o objetivo? A resposta não pode ser que o Reino Unido quer adiar um problema. É necessário querer resolvê-lo.”

    Ele acrescentou que qualquer decisão para permitir uma prorrogação precisaria ser aprovada por unanimidade por todos os líderes da UE em cúpula no dia 21 de março.

    (Reportagem de Joseph Nasr)

    0

    0

    63

    2 M

    Placeholder - loading - Imagem da notícia Reino Unido e União Europeia se aproximam de acordo sobre Brexit, dizem diplomatas da UE

    Reino Unido e União Europeia se aproximam de acordo sobre Brexit, dizem diplomatas da UE

    Por Gabriela Baczynska

    BRUXELAS (Reuters) - A União Europeia e o Reino Unido caminham para divulgar separadamente comunicados legais nos quais o bloco ressaltará novamente a natureza temporária do chamado 'backstop' na fronteira irlandesa, que é parte das negociações do Brexit, disseram diplomatas em Bruxelas.

    Eles mencionaram uma 'declaração paralela' ou um 'instrumento interpretativo', um dia após a primeira-ministra britânica, Theresa May, e o chefe do Executivo da União Europeia, Jean-Claude Juncker, se encontrarem em Bruxelas em busca de uma saída para o impasse em torno do Brexit.

    O 'backstop' é uma apólice de seguro projetada para evitar controles de fronteira entre a Irlanda, membro da UE, e a Irlanda do Norte, governada pelos britânicos, depois do Brexit. Alguns parlamentares do Reino Unido temem que o recuo possa prender o país em uma união aduaneira permanente com a UE.

    'Também pretendemos atualizar as informações sobre os futuros laços entre UE e Reino Unido após o Brexit para dar mais destaque aos 'arranjos alternativos' buscados pelo Reino Unido', disse um diplomata da UE que lida com o Brexit.

    'Mas May não conseguirá nenhuma palavra sólida antes de 28 de fevereiro.'

    Um segundo diplomata, informado sobre as negociações entre May e Juncker na quarta-feira à noite, confirmou que a UE apenas sinalizaria que essa era a direção tomada antes que a primeira-ministra britânica enfrentasse mais uma rodada de votação sobre o Brexit no Parlamento britânico.

    'O Parlamento precisa, primeiro, indicar claramente que esta opção ganharia, então, seu apoio ao ratificar o acordo do Brexit. Se eles fizerem isso, nós escolheremos as palavras com precisão na segunda semana de março e o texto irá para a cúpula para aprovação.'

    Caso contrário, a cúpula dos líderes nacionais da UE, que deve ocorrer entre 21 e 22 de março em Bruxelas, teria de concordar com um adiamento do Brexit para depois de 29 de março, segundo as fontes, para retardar o pior cenário possível: uma separação abrupta sem acordo.

    0

    0

    11

    2 M

    Placeholder - loading - Imagem da notícia Mudar o backstop irlandês é única forma de selar o Brexit, diz chanceler britânico

    Mudar o backstop irlandês é única forma de selar o Brexit, diz chanceler britânico

    BERLIM (Reuters) - Fazer alterações no polêmico backstop irlandês é única forma de conseguir um acordo de separação do Reino Unido da União Europeia, disse o ministro das Relações Exteriores britânico, Jeremy Hunt, antes de a primeira-ministra, Theresa May, viajar a Bruxelas nesta quarta-feira para tentar salvar seu acordo de divórcio com o bloco.

    O pomo da discórdia nas negociações do Brexit é o chamado backstop, uma apólice de seguro para evitar a volta de longas verificações na delicada fronteira entre a província britânica da Irlanda do Norte e a Irlanda, membro da UE.

    Hunt pediu 'uma mudança simples e importante' no backstop, 'mas uma que garanta o futuro do acordo de paz da Sexta-Feira Santa de Belfast', acrescentando: 'Se pudermos fazer esta mudança, temos confiança de que conseguiremos aprovar este acordo'.

    'Esta é realmente a única maneira de resolver a situação atual', disse ele durante uma sessão de perguntas e respostas depois de discursar no Konrad Adenauer Stiftung em Berlim.

    May volta a Bruxelas nesta quarta-feira na esperança de que o chefe da Comissão Europeia, Jean-Claude Juncker, se mostre mais conciliador do que ultimamente para salvar seu acordo para o Brexit.

    Hunt disse que a 'coisa crítica' é que o procurador-geral britânico, Geoffrey Cox, precisa ser capaz de mudar seu conselho ao Parlamento, que 'atualmente diz que é possível, senão provável, que o Reino Unido possa, pelos arranjos atuais do backstop, ficar preso à união alfandegária para sempre contra a sua vontade'.

    'Esta é a questão com a qual os parlamentares têm dificuldade', disse.

    Pedindo uma 'liderança generosa e perspicaz', Hunt disse: 'Devemos fazer tudo que pudermos para que se chegue a um acordo'.

    O chanceler disse que 'uma saída suave e ordeira é profundamente necessária', mas que não vê muito sentido em prorrogar as negociações para além da saída planejada da UE no dia 29 de março.

    'A questão de uma prorrogação é se isso realmente resolve algo', disse. 'A última coisa que as pessoas do Reino Unido e da Europa querem é uma paralisia do Brexit. Acho que as pessoas querem ir em frente'.

    (Por Michelle Martin e Madeline Chambers)

    0

    0

    19

    2 M

    Placeholder - loading - Imagem da notícia Parlamentares britânicos instruem May a exigir renegociação de acordo do Brexit; UE rejeita

    Parlamentares britânicos instruem May a exigir renegociação de acordo do Brexit; UE rejeita

    Por Kylie MacLellan e William James

    LONDRES (Reuters) - Parlamentares britânicos instruíram, nesta terça-feira, a primeira-ministra do Reino Unido, Theresa May, a exigir que Bruxelas substitua o arranjo sobre a fronteira irlandesa conhecido como “backstop” no acordo do Brexit, em uma tentativa de última hora de renegociar o tratado de retirada que a União Europeia diz que não irá alterar.

    A emenda, apresentada pelo influente parlamentar conservador Graham Brady, foi aprovada por 317 contra 301 votos e tem como objetivo fortalecer May à medida que a premiê volta a Bruxelas para tentar renegociar o acordo --algo que a União Europeia descartou novamente minutos após o início da votação.

    Faltando dois meses para que o Reino Unido seja obrigado por lei a deixar a União Europeia, investidores e aliados têm pedido que o governo britânico feche um acordo para permitir uma saída ordenada do projeto a que aderiu em 1973.

    “Hoje, uma maioria de membros honrosos disse que iria apoiar um acordo com mudanças no backstop”, disse May, apenas duas semanas depois que o seu acordo de retirada foi amplamente rejeitado na maior derrota parlamentar da história moderna do Reino Unido.

    “Agora é claro que há uma rota que pode garantir uma maioria substancial e sustentável na Câmara para deixar a UE com um acordo”, disse May, dizendo que irá buscar “mudanças legalmente vinculantes” ao acordo de retirada.

    A emenda pede que o “backstop” seja substituído por “arranjos alternativos” não especificados para evitar a retomada de controles de fronteira na Irlanda e diz que o Parlamento apoiaria o acordo de May se essa mudança for feita.

    Entretanto, Bruxelas tem dito repetidamente que não quer renegociar o tratado, assinado pelos outros 27 líderes da UE, e afirmado que o arranjo “backstop” é necessário para garantir que não haja o retorno de uma fronteira dura entre a Irlanda e a província britânica da Irlanda do Norte.

    Falando imediatamente após a votação no Parlamento britânico, um porta-voz do presidente do Conselho Europeu, Donald Tusk, disse que o backstop faz parte do acordo de retirada e que não está aberto a renegociação.

    Parlamentares rejeitaram duas emendas que abriam caminho para o Parlamento impedir uma saída da União Europeia sem acordo caso May não consiga aprovar um tratado até o próximo mês. Entretanto, eles em seguida aprovaram uma proposta simbólica que pede que o governo impeça uma potencial saída desordenada e sem acordo do bloco.

    A chamada emenda Spelman, aprovada por 318 contra 310 votos, “rejeita que o Reino Unido deixe a União Europeia sem um acordo de retirada e uma estrutura para o relacionamento futuro”.

    A medida manda a mensagem de que o Parlamento como um todo se opõe à retirada da União Europeia sem um acordo negociado, o que acontecerá automaticamente no dia 29 de março se nenhuma alternativa for alcançada, mas não obriga o governo a impedir tal saída ou a fornecer um mecanismo que o faça.

    A libra, que recentemente chegou a 1,3218 dólar, seu valor máximo em aproximadamente dois meses, devido à esperança de que um Brexit sem acordo seria evitado, caiu em cerca de 0,7 por cento depois que os parlamentares rejeitaram os esforços para impedir uma saída sem acordo.

    O líder do Partido Trabalhista, Jeremy Corbyn, disse que se reunirá com May para “encontrar uma solução sensata para o Brexit que funcione para todo o país”, listando mudanças que a legenda de oposição quer realizar.

    0

    0

    22

    3 M

    Fique por dentro

    de tudo o que acontece nos bastidores do mundo da música, desde lançamentos, shows, homenagens, parcerias e curiosidades sobre o seu artista favorito. A vinda de artistas ao Brasil, cantores e bandas confirmadas no Lollapalooza e no Rock in Rio, ações beneficentes, novos álbuns, singles e clipes. Além disso, você acompanha conosco a cobertura das principais premiações do mundo como o Oscar, Grammy Awards, BRIT Awards, American Music Awards e Billboard Music Awards. Leia as novidades sobre Phil Collins, Coldplay, U2, Jamiroquai, Tears for Fears, Céline Dion, Ed Sheeran, A-ha, Shania Twain, Culture Club, Spice Girls, entre outros. Aproveite também e ouça esses e outros artistas no aplicativo da Rádio Antena 1, baixe na Apple Store ou Google Play e fique sintonizado.

    1. Home
    2. noticias
    3. tags
    4. backstop

    Este site usa cookies para garantir que você tenha a melhor experiência.