alexametrics
Capa do Álbum: Antena 1
ANTENA 1A RÁDIO ONLINE MAIS OUVIDA DO BRASIL

    NOTÍCIAS SOBRE bebiano

    Veja essas e outras notícias da Antena 1

    Placeholder - loading - Imagem da notícia Inquérito indica participação do PCC no atentado a Bolsonaro, diz presidente do PSL

    Inquérito indica participação do PCC no atentado a Bolsonaro, diz presidente do PSL

    RIO DE JANEIRO (Reuters) - O presidente do PSL, Gustavo Bebianno, disse nesta sexta-feira que teve acesso ao relatório sobre o atentado ao presidenciável do partido, Jair Bolsonaro, e que ele mostra ligação do crime com a facção criminosa PCC.

    “No primeiro inquérito, a PF diz que ele (Adélio Bispo de Oliveira) cometeu o crime sozinho, mas o que ela quis dizer foi que a facada foi dada sozinho“, afirmou Bebiano em entrevista coletiva. 'No segundo inquérito tem fortes indícios de participação do PCC, e curiosamente um homem foi morto na pensão onde morava o Adélio.”

    Bebianno disse que, assim como teve acesso ao inquérito, a imprensa também deveria ter.

    'Tive acesso e logo logo isso virá à tona, mas é muito grave o que está acontecendo e há também fortes indícios de lavagem de dinheiro em torno do Adélio”, ressaltou.

    Ao ser questionado qual seria o interesse do PCC no ataque a Bolsonaro, Bebianno disse que o interesse “é que o Brasil não se organize, que a polícia não se fortifique e que o Brasil continue com políticas frouxas de segurança publica“.

    Bolsonaro foi esfaqueado no dia 6 de setembro durante ato de campanha em Juiz de Fora (MG) e passou por duas cirurgias.

    O presidente do PSL acredita que há riscos de Bolsonaro sofrer novos atentados, por isso a decisão de não permitir que o candidato participe de eventos de campanha.

    ACUSAÇÃO FRÁGIL

    O presidente do PSL disse ainda que a acusação contra Bolsonaro sobre 'fake news' é frágil e espera que o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) seja rápido em esclarecer o assunto.

    “Todo processo judicial merece celeridade e nós acreditamos que esse processo especificamente terá celeridade porque não tem fundamento algum”, disse Bebianno a jornalistas. “Foi feita uma petição vazia baseada numa matéria de jornal igualmente vazia.'

    O PT entrou na quinta-feira no TSE com pedido de investigação judicial contra a candidatura de Bolsonaro por abuso de poder econômico e uso indevido de meios de comunicação social, com base na suspeita de que a campanha esteja sendo beneficiada pelo disparo em massa de mensagens contra o PT, pagas por empresários simpatizantes do candidato.

    Nesta sexta-feira, o WhatsApp informou que está 'tomando medida legal imediata' contra empresas que estão enviando mensagens em massa sobre a eleição presidencial no Brasil.

    Pouco depois da coletiva de Bebianno, o TSE informou que autorizou a abertura da investigação requerida pela chapa de Fernando Haddad (PT).

    (Reportagem de Rodrigo Viga Gaier)

    LER NOTICIA
    Placeholder - loading - Imagem da notícia Bolsonaro usará capital político para 'matar reformas' já no 1º ano, diz presidente do PSL

    Bolsonaro usará capital político para 'matar reformas' já no 1º ano, diz presidente do PSL

    Por Rodrigo Viga Gaier

    RIO DE JANEIRO (Reuters) - O capital político que o candidato do PSL à Presidência, Jair Bolsonaro, vai conquistar na eleição será usado para promover as reformas estruturais que o país precisa já no ano que vem, disse à Reuters na quinta-feira o presidente do partido, Gustavo Bebianno.

    ”Temos que matar as reformas no primeiro ano”, resumiu.

    Ele citou a reforma da Previdência como prioritária para evitar uma pane fiscal, mas acha que há espaço para fazer outras, como a tributária, no primeiro ano de governo.

    “A reforma da Previdência tem que ser atacada, se não estamos rumo ao desfiladeiro', disse Bebianno à Reuters. 'E tem também a tributária e atacar a infraestrutura, que o país está precisando.”

    Ao ser questionado sobre a necessidade de se fazer uma reforma política, o presidente do PSL disse que “acha que ela não vai ser mexida num primeiro momento”.

    À TV Record Bolsonaro havia dito que gostaria de apresentar as reformas já em janeiro.

    O presidente do PSL confirmou que o eventual governo de Bolsonaro terá quatro ou cinco generais em ministérios, mas garantiu que isso não representará um governo com viés militar.

    “Zero de chance isso de governo militar. Jair Bolsonaro tem mais tempo de Congresso do que no Exército”, disse. “Vai ter um equilíbrio ali com quatro ou cinco (militares)... o que não há é definição de que haverá um ministério com militares em sua maioria.“

    ESPAÇO PARA CRESCER

    Para Bebianno, o presidenciável tem potencial para crescer mais nas pesquisas e ampliar a vantagem sobre o adversário Fernando Haddad (PT).

    Segundo ele, o levantamento do Datafolha de quarta-feira, que mostrou Bolsonaro com 58 por cento dos votos válidos, 16 pontos à frente de Haddad, “agora já está um pouquinho mais próximo da realidade'.

    “Acreditamos que nossa vantagem ainda é um pouco maior e tem potencial (para aumentar)”, acrescentou.

    Bebianno aposta numa migração voluntária de eleitores de outros candidatos do primeiro turno para que Bolsonaro seja eleito no segundo turno com larga vantagem sobre o petista.

    O presidente do PSL aproveitou para rebater as críticas de Haddad, que insinua que Bolsonaro está fugindo dos debates no segundo turno. Em tom de ironia, sugeriu que Bolsonaro poderia debater na prisão onde o ex-presidente petista Luiz Inácio Lula da Silva se encontra desde abril. 'E o Jair da enfermeira contra o Lula da prisão.“

    Bolsonaro se recupera de uma facada e só deve estar liberado para atividades de campanha a partir da próxima quinta-feira.

    LER NOTICIA
    Placeholder - loading - Imagem da notícia Presidente do PSL diz que Guedes pode conversar com governo Temer sobre reforma da Previdência

    Presidente do PSL diz que Guedes pode conversar com governo Temer sobre reforma da Previdência

    RIO DE JANEIRO (Reuters) - O coordenador econômico do programa do presidenciável Jair Bolsonaro (PSL), Paulo Guedes, pode conversar com o governo do presidente Michel Temer este ano sobre reforma da Previdência, disse nesta quarta-feira o presidente do PSL, Gustavo Bebianno.

    'Uma conversa com o governo Temer ainda esse ano para um encaminhamento acredito que possa haver sim', disse Bebianno a jornalistas, no Rio de Janeiro, após deixar o condomínio onde mora Bolsonaro.

    Na véspera, o próprio presidenciável disse que a proposta de reforma da Previdência de Temer como está 'dificilmente' será aprovada. E o deputado Onyx Lorenzoni (DEM-RS), possível ministro da Casa Civil num eventual governo Bolsonaro, disse que a reforma apresentada pelo atual presidente é 'uma porcaria e não resolve nada'.

    Bebianno disse também que Bolsonaro quer pagar um décimo terceiro para o Bolsa Família. Segundo o presidente do PSL, a proposta já estava nos planos do partido e foi incorporada ao programa de governo com aval do candidato.

    'Foi algo inclusive costurado e desenhado pelo general Mourão', afirmou ele, referindo-se ao candidato a vice-presidente, que durante a campanha criticou o décimo terceiro salário como “jabuticaba brasileira” e defendeu a realização de uma reforma trabalhista “séria”.

    A ideia é que o pagamento aos beneficiários do Bolsa Família seja feito em duas vezes, assim como é feito o pagamento do décimo terceiro salário tradicional. 'Mas isso vai ser conduzido pelo Paulo Guedes', acrescentou Bebianno.

    (Reportagem de Rodrigo Viga Gaier)

    LER NOTICIA

    Fique por dentro

    de tudo o que acontece nos bastidores do mundo da música, desde lançamentos, shows, homenagens, parcerias e curiosidades sobre o seu artista favorito. A vinda de artistas ao Brasil, cantores e bandas confirmadas no Lollapalooza e no Rock in Rio, ações beneficentes, novos álbuns, singles e clipes. Além disso, você acompanha conosco a cobertura das principais premiações do mundo como o Oscar, Grammy Awards, BRIT Awards, American Music Awards e Billboard Music Awards. Leia as novidades sobre Phil Collins, Coldplay, U2, Jamiroquai, Tears for Fears, Céline Dion, Ed Sheeran, A-ha, Shania Twain, Culture Club, Spice Girls, entre outros. Aproveite também e ouça esses e outros artistas no aplicativo da Rádio Antena 1, baixe na Apple Store ou Google Play e fique sintonizado.

    1. Home
    2. noticias
    3. tags
    4. bebiano

    Este site usa cookies para garantir que você tenha a melhor experiência.