alexametrics
Capa do Álbum: Antena 1
ANTENA 1A RÁDIO ONLINE MAIS OUVIDA DO BRASIL

    NOTÍCIAS SOBRE rosa

    Veja essas e outras notícias da Antena 1

    Placeholder - loading - Imagem da notícia “Ainda não descobrimos o milagre” para evitar fake news, diz presidente do TSE

    “Ainda não descobrimos o milagre” para evitar fake news, diz presidente do TSE

    BRASÍLIA (Reuters) - A presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) e ministra do Supremo Tribunal Federal (STF), ministra Rosa Weber, afirmou neste domingo que ainda não conseguiu uma solução para coibir a disseminação de notícias falsas, ainda que tenha negado qualquer erro de atuação por parte da Justiça Eleitoral.

    Rosa afirmou que a Justiça Eleitoral dará a resposta “adequada” às suspeitas de compra de pacotes de envio em massa de notícias falsas na campanha eleitoral, mas respeitando o prazo exigido pelo devido processo legal.

    “Se tiverem a solução para que se evitem ou se coíbam fake news, por favor, nos apresentem. Nós ainda não descobrimos o milagre”, disse a presidente do TSE, em coletiva ao lado de outras autoridades como o ministro da Segurança Pública, Raul Jungmann, o ministro-chefe do Gabinete de Segurança Institucional da Presidência da República (GSI), general Sérgio Etchegoyen, e a advogada-geral da União, Grace Mendonça, além do presidente nacional da Ordem dos Advogados do Brasil, Claudio Lamachia, entre outros.

    A ministra se disse especialmente preocupada com as notícias falsas que têm como objetivo “minar” a credibilidade da Justiça Eleitoral e do sistema eletrônico de votação, defendido como seguro e hígido pelos presentes na coletiva e lembrou que o fenômeno das fake news ocorre em proporção mundial.

    Com fala mais enfática, a advogada-geral Grace Mendonça afirmou que o sistema de votação eletrônica é seguro, confiável e auditável e disse que os envolvidos têm trabalhado para garantir a regularidade do processo.

    “Não estamos brincando em serviço, estamos trabalhando intensamente.”

    PRAZO

    Mais de uma vez questionada sobre o risco de realização do segundo turno sob a incerteza sobre a validade do processo, após denúncias de envolvimento de empresas em envio de mensagens em massa por WhatsApp para favorecer o candidato Jair Bolsonaro (PSL), Rosa afirmou que a Justiça eleitoral “não combate boatos com boatos”.

    “Há um tempo para a resposta responsável. A Justiça Eleitoral combate boatos com respostas fundamentadas no âmbito das ações judiciais que lhe são propostas. E as ações judiciais exigem a observância do devido processo legal nos exatos termos da Constituição”, disse a presidente da corte.

    “Direito tem o seu tempo. A nossa Constituição, que é uma Constituição democrática, uma Constituição cidadã, assegura um devido processo legal... Nós, observado o devido processo legal, daremos no momento oportuno a resposta adequada.”

    (Reportagem de Maria Carolina Marcello)

    0

    0

    15

    1 M

    Placeholder - loading - Imagem da notícia Presidente do TSE diz que sistema eletrônico de votação é seguro e auditável

    Presidente do TSE diz que sistema eletrônico de votação é seguro e auditável

    (Reuters) - A presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Rosa Weber, disse neste sábado, véspera do primeiro turno das eleições, que o sistema eletrônico adotado no Brasil é seguro e auditável e manifestou confiança na tranquilidade do processo eleitoral, em que serão escolhidos deputados federais, estaduais e distritais, senadores, governadores e o futuro presidente da República.

    Rosa participou de cerimônia de verificação dos sistemas das urnas eletrônicas pela manhã ao lado da procuradora-geral da República, Raquel Dodge, que também é chefe do Ministério Público Eleitoral, e do presidente do Supremo Tribunal Federal, Dias Toffoli.

    'O nosso sistema eletrônico de votação é ágil, seguro, confiável e, sobretudo, auditável. Há condições de auditagem, como já ocorreu, sem que tenha, eu repito mais uma vez, sido constatado um caso comprovado de fraude', disse a ministra a jornalistas.

    'Esse evento hoje é mais uma etapa justamente na linha da absoluta transparência com relação ao sistema eleitoral vigorante no país no momento. Então a minha palavra é de confiança. Confiança, esperança e um desejo de um excelente voto a todos', completou.

    Os comentários da presidente do TSE acontecem um dia depois de o candidato do PSL à Presidência, Jair Bolsonaro, voltar a manifestar suspeitas em relação ao processo eletrônico de votação em vídeo divulgado em suas redes sociais.

    O ex-capitão do Exército, que lidera as pesquisas de intenção de voto para presidente e defende a adoção do voto impresso, tem afirmado que o resultado da votação eletrônica não pode ser auditado.

    Ele chegou a dizer que não aceitaria um resultado eleitoral que não fosse sua vitória, mas recuou deste posicionamento na sexta-feira ao declarar que acatará qualquer que seja o resultado das urnas.

    (Por Eduardo Simões, em São Paulo)

    0

    0

    16

    2 M

    Placeholder - loading - Imagem da notícia Urnas eletrônicas são 'absolutamente confiáveis', diz presidente do TSE

    Urnas eletrônicas são 'absolutamente confiáveis', diz presidente do TSE

    (Reuters) - A presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ministra Rosa Weber, assegurou a confiabilidade das urnas eletrônicas ao rebater nesta terça-feira as declarações do candidato à Presidência da República pelo PSL, Jair Bolsonaro, que repetidamente vem levantando a possibilidade de fraude nas eleições.

    “As pessoas são livres para expressar a própria opinião. Mas, quando essa opinião é desconectada da realidade, nós temos que buscar os dados da realidade. Para mim, as urnas são absolutamente confiáveis”, disse Rosa Weber a jornalistas no Supremo Tribunal Federal (STF), onde também é ministra, lembrando que as urnas eletrônicas têm sido utilizadas há 22 anos sem nenhum caso comprovado de fraude.

    No domingo, Bolsonaro, que lidera as pesquisas de intenção de voto, fez uma transmissão ao vivo do hospital onde se recupera de um atentado à faca repetindo suas suspeitas de que as eleições de outubro poderão ser fraudadas, tanto para a Presidência da República como para o Congresso. [nL2N1W209S]

    Rosa Weber ressaltou que as urnas eletrônicas --usadas pela primeira vez nas eleições municipais de 1996-- 'são auditáveis'.

    'O mais importante que todos nós temos de repisar e repisar é que elas são auditáveis”, disse. “Nós abrimos para possibilidade de auditagem de maneira geral. Ninguém vai lá para ver. Me parece que há uma confiança”, acrescentou.

    A ministra lembrou ainda do pedido do PSDB de auditoria dos sistemas eleitorais, incluindo a checagem da urna eletrônica, nas eleições presidenciais de 2014.

    “Houve uma desconfiança. O partido que não saiu vencedor requereu e o TSE abriu todos os dados. Depois de um ano, se constatou que de fato não havia nada”, disse Rosa Weber.

    0

    0

    10

    2 M

    Fique por dentro

    de tudo o que acontece nos bastidores do mundo da música, desde lançamentos, shows, homenagens, parcerias e curiosidades sobre o seu artista favorito. A vinda de artistas ao Brasil, cantores e bandas confirmadas no Lollapalooza e no Rock in Rio, ações beneficentes, novos álbuns, singles e clipes. Além disso, você acompanha conosco a cobertura das principais premiações do mundo como o Oscar, Grammy Awards, BRIT Awards, American Music Awards e Billboard Music Awards. Leia as novidades sobre Phil Collins, Coldplay, U2, Jamiroquai, Tears for Fears, Céline Dion, Ed Sheeran, A-ha, Shania Twain, Culture Club, Spice Girls, entre outros. Aproveite também e ouça esses e outros artistas no aplicativo da Rádio Antena 1, baixe na Apple Store ou Google Play e fique sintonizado.

    1. Home
    2. noticias
    3. tags
    4. rosa

    Este site usa cookies para garantir que você tenha a melhor experiência.