Capa do Álbum: Antena 1
A Rádio Online mais ouvida do Brasil
Antena 1
    Veja todas as Notícias.

    Tecpar testará vacina russa para Covid-19 em 10 mil brasileiros no início de 2021

    Placeholder - loading - news single img
    Mulher segura seringa e frasco rotulado como vacina para Covid-19 10/04/2020 REUTERS/Dado Ruvic

    Publicada em  

    Atualizada em  

    Por Anthony Boadle

    BRASÍLIA (Reuters) - O Instituto de Tecnologia do Paraná (Tecpar), que assinou um acordo para produzir a vacina russa Sputnik 5 contra o coronavírus, informou nesta sexta-feira que planeja conduzir testes de Fase 3 em 10 mil voluntários no Brasil no início do próximo ano.

    Jorge Callado, chefe do instituto, disse que a aprovação do teste será solicitada à Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) até o final deste mês.

    As doses para os testes serão importadas, e o Tecpar planeja produzir a vacina para o mercado brasileiro no segundo semestre de 2021. Futuramente, a Tecpar pode cogitar exportar para vizinhos latino-americanos, afirmou Callado.

    O Paraná é um de vários Estados brasileiros que decidiram buscar acesso a vacinas contra Covid-19 por contra própria, motivados ao menos em parte pela desconfiança da postura do governo federal.

    O presidente Jair Bolsonaro minimizou diversas vezes a gravidade da pandemia, que já infectou mais de 4 milhões de brasileiros e matou 124.600 no pior surto mundial, com exceção do norte-americano.

    Callado disse que a publicação de resultados que mostraram que a vacina russa produziu uma reação de anticorpos em testes de estágio inicial na revista médica The Lancet nesta sexta-feira é um desdobramento importante. Ele descartou a suspeita sobre a decisão russa de acelerar o registro da Sputnik 5.

    A Rússia comemorou o desenvolvimento da primeira vacina contra o coronavírus registrada do mundo como prova de sua destreza científica.

    No mês passado, o governo paranaense assinou um memorando de entendimento com o Instituto Nacional de Pesquisa Gamaleya da Rússia, que está desenvolvendo a vacina, e com o Fundo Russo de Investimento Direto, que a está comercializando.

    Callado disse que a vacina será administrada em duas doses, com 15 dias de intervalo entre elas, no início do ano que vem e que será preciso de dois a três meses para processar os resultados antes de ela poder ser registrada no Brasil.

    Ele ainda disse que 200 milhões de reais foram contingenciados para adquirir as vacinas, que serão usadas primeiramente para inocular a população do Estado.

    Escrito por Reuters

    Vulcão Nyiragongo: Crianças esperam reencontrar famílias

    Transcrito: 
    Centenas de milhares de pessoas fugiram após a erupção do vulcão Nyiragongo. Naomi perdeu de vista a família no meio do caos. Ela jamais esquecerá o momento em que o céu ficou vermelho.
     
    Naomi (criança deslocada): ”Disse à minha mãe: ’Olha, mãe, o vulcão entrou em erupção.’ Nós saímos e muitos estavam a fugir. Foi aí que nos perdemos uns dos outros. Eu estava apavorada. Estava a tremer. Não conseguia sequer correr para casa.”
     
    Muitas das 400 mil pessoas que fugiram vieram para a cidade de Sake. De acordo com a ONU, há quase mil crianças desaparecidas. Bahati Batitsie trabalha como voluntário para a Cruz Vermelha. Ate agora, ele e os colegas conseguiram encontrar as famílias de 700 crianças. Bahati tem 6 filhos e acolhe outras 3 crianças. São muitas bocas para alimentar.
     
    Bahati Batitsie Fidel (Voluntário da Cruz Vermelha): “Eu sacrifico o pouco que tenho, o que Deus me deu. É assim que alimento as crianças, mas é uma luta.”
     
    Muitas pessoas estão desesperadas. Bebem a água do lago que pode causar cólera. A equipe humanitária tenta oferecer o básico, como farinha.
     
    Bahati Batitsie Fidel (Voluntário da Cruz Vermelha): “As condições de vida são muito más. Não há comida nos mercados. Pessoalmente, não estou a ganhar nada, sou pobre.”
     
    Naomi acha que sabe onde podem estar os seus pais. Mas esse sítio fica longe e o transporte é caro.
     
    Naomi (criança deslocada): ”Depois de encontrar a minha mãe e o meu pai, gostaria de me mudar para cá, porque gosto de aqui estar."

    A brincar sobre a lava de uma antiga erupção. As crianças esperam rever as suas famílias em breve. 
    Veja também:

    1 D

    1. Home
    2. noticias
    3. tecpar testara vacina russa …

    Este site usa cookies para garantir que você tenha a melhor experiência.