alexametrics
Capa do Álbum: Antena 1
A RÁDIO ONLINE MAIS OUVIDA DO BRASILANTENA 1

    Trump diz que invocará lei de tempos de guerra para combater 'inimigo' coronavírus

    Placeholder - loading - news single img
    18/03/2020 REUTERS/Jonathan Ernst

    Publicada em  

    Atualizada em  

    WASHINGTON (Reuters) - O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, tomou nesta quarta-feira a decisão de acelerar a produção de equipamentos médicos uregentemente necessários para combater a pandemia de coronavírus e disse que uma estimativa de que o desemprego no país pode chegar a 20% representa o pior dos cenários.

    Lutando para enfrentar um vírus que inicialmente minimizou, Trump disse que está invocando o Ato de Produção de Defesa, que permitirá que o governo acelere a produção de máscaras, respiradores, ventiladores e outros equipamentos necessários.

    'Derrotaremos o inimigo invisível', afirmou Trump, dizendo que a crise em andamento basicamente o transformou em um 'presidente em tempos de guerra'.

    Ele disse ainda que invocará outra lei que permitirá que as autoridades dos EUA devolvam imigrantes que tentam cruzar ilegalmente a fronteira sul --que não será fechada, disse.

    Trump disse que um navio-hospital será enviado à duramente atingida Nova York para ajudar pessoas afetadas pelo contágio e que um segundo navio-hospital será despachado para a Costa Oeste.

    Ele defendeu sua descrição do coronavírus como 'vírus chinês', apesar do receio de alguns norte-americanos de que ele esteja cometendo um insulto étnico.

    'Não é racista, nem um pouco. Ele vem da China', disse ele a respeito da doença, cuja origem foi rastreada em Wuhan, na China.

    Aparecendo na sala de imprensa da Casa Branca para o que já se tornou uma coletiva diária com sua força-tarefa anti-coronavírus, Trump disse que sansionará o Ato de Produção de Defesa ainda nesta quarta-feira.

    A lei, que remonta à Guerra da Coreia dos anos 1950, dá ao presidente uma autoridade ampla para 'agilizar e expandir o suprimento de recursos da base industrial dos EUA para apoiar programas militares, de energia, espaciais e de segurança interna', de acordo com um sumário publicado no site da Agência Federal de Administração de Emergências.

    'Invocaremos o Ato de Produção de Defesa só para o caso de precisarmos dele', explicou Trump.

    O secretário do Tesouro, Steven Mnuchin, alimentou os temores de um colapso econômico nesta quarta-feira ao dizer a parlamentares no Capitólio que um desemprego de 20% é uma possibilidade extrema caso o vírus tenha efeitos devastadores nas empresas do país, muitas dos quais já estão sob pressão.

    'Isso é só no pior dos casos', disse Trump. 'Não estamos nem perto disso.'

    Até o momento foram registrados mais de 7 mil casos e mais de 100 mortes decorrentes da doença nos EUA.

    (Por Jeff Masonm, Steve Holland, Alexandra Alper, Doina Chiacu, Susan Heavey e Lisa Lambert)

    Escrito por Reuters

    1. Home
    2. noticias
    3. trump diz que invocara lei de …

    Este site usa cookies para garantir que você tenha a melhor experiência.