Capa do Álbum: Antena 1
A Rádio Online mais ouvida do Brasil
Antena 1
    Veja todas as Notícias.

    Venda de veículos novos desaba 76% em abril, diz Fenabrave

    Placeholder - loading - news single img
    Carros novos em pátio de fábrica da General Motors em São José dos Campos (SP) 19/03/2020 REUTERS/Roosevelt Cassio

    Publicada em  

    Atualizada em  

    SÃO PAULO (Reuters) - Os licenciamentos de carros, comerciais leves, caminhões e ônibus novos no Brasil em abril caíram cerca de 76% em abril sobre o mesmo mês de 2019, para 55,7 mil unidades, informou nesta segunda-feira a Fenabrave, associação que representa concessionários.

    Na comparação com março, o recuo foi de 66%, afirmou a entidade, alertando que mais de 30% das empresas do setor de distribuição de veículos do país pode 'não ter fôlego financeiro para chegar ao final deste mês'.

    A entidade afirmou que tem pedido ao governo federal adiamento no pagamento de impostos e recomendando que os associados negociem junto às montadoras 'maiores prazos de pagamento, para veículos e peças, assim como a antecipação de recebíveis'.

    A Reuters publicou na semana passada que as montadoras de veículos do Brasil entraram em um impasse nas negociações com bancos estatais e privados sobre ajuda ao setor em meio à epidemia do novo coronavírus, depois que as instituições financeiras exigiram garantias não apenas das subsidiárias locais, mas também de suas matrizes.

    Semanas atrás, o setor automotivo iniciou negociações com bancos, governo e bancos, pedindo resgate de 100 bilhões de reais.

    Segundo a Fenabrave, as vendas de carros e comerciais leves despencaram 77% em abril na comparação anual, enquanto as vendas de caminhões tombaram 54%. Os emplacamentos de ônibus tiveram baixa de 78,5%.

    'Precisamos ter previsibilidade de retorno e liquidez, para sobrevivermos', disse em comunicado à imprensa o presidente da Fenabrave, Alarico Assumpção Júnior, afirmando que o setor de distribuição de veículos é responsável por 315 mil empregos diretos no país.

    A entidade afirmou que outro problema enfrentado pelas concessionárias é a falta de liquidez e por isso tem reunido, 'semanalmente, com a equipe da Secretaria Especial da Produtividade, Emprego e Competitividade, que faz parte do Ministério da Economia, para que linhas de crédito possam chegar, rápida e efetivamente, às concessionárias, a juros razoáveis'.

    A Fenabrave também cobra retorno das atividades dos departamentos estaduais de trânsito, responsáveis pelos emplacamentos, pois sem a emissão de placas 'fica complicado concretizar vendas, ainda que remotamente', disse Assumpção Jr.

    No acumulado de 2019, as vendas de carros, comerciais leves, caminhões e ônibus novos no Brasil já mostra baixa de cerca de 27%, a 613,8 mil unidades.

    Escrito por Reuters

    1. Home
    2. noticias
    3. venda de veiculos novos …

    Este site usa cookies para garantir que você tenha a melhor experiência.