Capa do Álbum: Antena 1
A Rádio Online mais ouvida do Brasil
Antena 1
    Veja todas as Notícias.

    Ao menos 300 mil pessoas podem morrer de Covid-19 na África, estima agência da ONU

    Placeholder - loading - Voluntária com máscara de proteção na Cidade do Cabo 17/04/2020 REUTERS/Mike Hutchings
    Voluntária com máscara de proteção na Cidade do Cabo 17/04/2020 REUTERS/Mike Hutchings

    Publicada em  

    Por Joe Bavier

    JOHANESBURGO (Reuters) - A pandemia de Covid-19 pode levar à morte de ao menos 300 mil pessoas na África e arrisca deixar 29 milhões na extrema pobreza, informou a Comissão da Organização das Nações Unidas para a África (Uneca) nesta sexta-feira, pedindo 100 bilhões de dólares para uma rede de segurança destinada ao continente.

    Os 54 países da África registraram menos de 20 mil casos do novo coronavírus até então, apenas uma parcela dos mais de dois milhões de casos confirmados a nível global. No entanto, a Organização Mundial de Saúde (OMS) alertou na quinta-feira que o continente africano pode chegar a 10 milhões de casos entre os próximos três a seis meses.

    'Para proteger e rumar em direção à nossa prosperidade compartilhada, são necessários pelo menos 100 bilhões de dólares para obter imediatamente uma resposta da rede de saúde e segurança social', afirmou o relatório da Uneca.

    A Uneca também apoia um pedido dos ministros das Finanças do continente para 100 bilhões de dólares adicionais em estímulo, o que poderia incluir uma suspensão da dívida externa.

    A agência projetou quatro cenários baseados no nível de medidas preventivas implementadas pelos governos de cada país africano.

    Em caso de intervenção nula, o estudo calculou que mais de 1,2 bilhão de pessoas seriam afetadas e 3,3 milhões morreriam neste ano. A população total da África é estimada em 1,3 bilhão.

    A maioria do continente, entretanto, já determinou medidas de distanciamento social, que variam de toques de recolher e restrições de viagem em alguns países a bloqueios completos em outros.

    Ainda assim, no melhor cenário, no qual os governos intensificam essas medidas, a África seria atingida por 122,8 milhões de casos da infecção, 2,3 milhões de internações e 300 mil mortes, previu o estudo.

    Combater a doença será complicado, uma vez que 36% dos africanos não têm acesso a saneamento básico, e o continente conta com apenas 1,8 leitos a cada mil pessoas. A França, em comparação, tem 5,98 leitos a cada mil pessoas.

    A África apresenta uma elevada parcela demográfica de jovens --cerca de 60% da população está abaixo de 25 anos--, o que deve ajudar a amenizar a doença. Por outro lado, 56% da população urbana está concentrada em favelas superlotadas e muitas pessoas também são vulneráveis devido à Aids, tuberculose e desnutrição.

    O continente importa 94% de seus produtos farmacêuticos, indicou o relatório, pontuando que pelo menos 71 países proibiram ou limitaram as exportações de certos suprimentos considerados essenciais para combater a infecção.

    'No melhor cenário ... 44 bilhões de dólares seriam necessários para testes, equipamentos de proteção individual e para tratar todos aqueles que necessitam de hospitalização', afirmou.

    No entanto, a África não tem essa quantia, já que a crise também pode encolher a economia do continente em até 2,6%.

    'Estimamos que entre 5 milhões e 29 milhões de pessoas serão empurradas abaixo da linha de extrema pobreza, com 1,90 dólar por dia, devido ao impacto da Covid-19', afirmou o relatório.

    Escrito por Reuters

    Últimas Notícias

    Placeholder - loading - Imagem da notícia 6 músicas internacionais que têm samples de outras canções

    6 músicas internacionais que têm samples de outras canções

    Sample é um termo bastante conhecido no mundo da música, especialmente por compositores, cantores e gravadoras. Mas a verdade é que isso talvez seja algo que esteja guardado apenas para os profissionais da área. Sendo assim, esta matéria foi preparada para informar o leitor, com uma linguagem fácil para todos tenham conhecimento.

    A criação de uma música é muito mais complicada e detalhada do que o ouvinte comum acha. O glamour para os cantores e bandas, como premiações, discos de ouro e platina são apenas o final de um trabalho longo e extenso. Como, sabemos que para uma produção de música, uma equipe com vários profissionais é acionada.

    Para entender o sample, devemos voltar lá na origem do artificio, que teve notoriedade na década de 80, justamente com o crescimento das músicas eletrônicas e os arranjos, em versões de remix.

    Por mais moderno que possa parecer, uma técnica de samplear as faixas musicais são muito mais antigas do que pensamos. As primeira tentativas e estudos originaram o termo, surgiram na década de 40.

    Os franceses teóricos da música Pierre Schaefer e Pierry Henry, foram os pioneiros na preparação da chamada Musique Concrèt, que em resumo é arte de modificar um som.

    Como o próprio diz, o significado de Sample, do inglês para o português é basicamente “amostra”, e essa amostra é uma forma utilizada pelos produtores, em uma criação musical. Diferente do remix, o sample é uma base de um faixa já existente. Para deixar mais fácil para o entendimento.

    Quando um musico pega um violão para compor as primeiras notas de uma obra, ele levará para uma gravadora e produtor musical, e incluir aquele curto trecho instrumental na canção. Essa gravação do violão é uma amostra fica gravada, para o inicio da criação.

    O Sample não está limitado apenas nas gravações instrumentais, mas as vozes são muito presentes também. Muitos produtores usam de uma musica já existente para a elaboração de uma nova.

    Por isso, em algumas situações, é notório quando o ouvinte aprecia uma canção, e assemelha a mesma com outra. Assim, ‘samplear’ pode ser considerado uma forma de homenagear o criador.

    Músicas que utilizam sample

    Madonna - 'Hung Up'

    Do ritmo conhecido e apreciado por muitos, o single ‘Gimme ,Gimme, Gimme’ da banda aclamada ABBA, a diva Madonna, não economizou na homenagem ao grupo sueco. ‘Hung Up’ virou de fato um sucesso em 2005, e talvez poucos sabiam dessa similaridade.



    Confira a versão do ABBA:



    Beyoncé - 'All Night'

    A base feita pela estrela Beyoncé em ‘All Night’ foi de fato uma bela combinação com ‘Spottieottiedopaliscious’. A canção original veio da dupla de rappers americanos, Outkast.



    Confira a versão da dupla Outkast:



    Jennifer Lopez - 'Jenny From The Block'

    O grupo americano de hip hop, The Beatnuts, emprestou um de seus exemplares, ‘Watch Out Now’, para a cantora, compositora e atriz Jennifer Lopez. A batida presente na canção da J.Lo é mais um exemplo da utilização do sample. E vale ressaltar que isso não falta de criatividade, e sim uma admiração e homenagem.



    Confira a versão do grupo The Beatnuts:



    Ariana Grande - '7 Rings'

    Ariana Grande voltou ao passado e utilizou 'My Favorite Things', do clássico 'A Noviça Rebelde' em sua música "7 Rings".    

    16 H
    1. Home
    2. noticias
    3. ao menos 300 mil pessoas …

    Este site usa cookies para garantir que você tenha a melhor experiência.