alexametrics
Capa do Álbum: Antena 1
A RÁDIO ONLINE MAIS OUVIDA DO BRASILANTENA 1
    Veja todas as Notícias.

    Aves de Rapina – Crítica Sem Spoilers

    Longa cheio de cores, trilha sonora animada e Margot Robbie tem tudo para ser um sucesso

    Placeholder - loading - news single img
    Margot Robbie em imagem promocional de Aves de Rapina ANTENA1/Divulgação

    Publicada em  

    Ainda existe fôlego para filmes de personagens em quadrinhos? A resposta pode variar de acordo com seu gosto pessoal, mas uma coisa é certa: São diversos os temas que o gênero ainda não abordou.  
     
    Leia também: Jojo Rabbit - Crítica Sem Spoilers
     
    Depois do sucesso de bilheteria com Capitã Marvel (2019) e Mulher-Maravilha (2017), ficou claro que o público geek não era mais o mesmo, sequer somente geek. Além disso, abriu as portas para que o pedido de Margot Robbie se tornasse uma real possibilidade.  
     
    Acontece que a atriz vem pedindo um filme solo de sua personagem à DC Comics há anos. E, apesar de ser adorada pelo público desde 2016, quando salvou Esquadrão Suicida de um fracasso total, ainda era cedo para saber se um filme composto por um elenco totalmente feminino poderia vingar nas telonas nos dias de hoje. 
     
    Em 2019, Robbie conseguiu o aval que precisava, dando início ao longa que mostraria Arlequina em uma aventura solo. Mas o espírito fã e feminista da atriz falou mais alto, e a mesma decidiu trazer outras personagens de quadrinhos para o projeto. O resultado é este: Aves de Rapina – Arlequina e Sua Emancipação Fantabulosa. 
     
    Cheio de cor, piadas e Margot Robbie no papel que nasceu para fazer, o longa conta a história do que acontece quando Arlequina decide seguir a vida sem seu namorado de longa data, Coringa. De bônus, os fãs ganham Canário Negro, a Caçadora, Renee Montoya e Cassandra Cain se unindo à protagonista para salvarem a própria pele.  
     
    Apesar da edição confusa nos primeiros 40 minutos de filme, a diretora Cathy Yan realiza um ótimo trabalho ao entregar personagens com suas características detalhadas e cheias de camadas que, de alguma forma, se desenvolvem ao longo do longa. 
     
    Além disso, é sempre satisfatório ver uma das personagens mais querida dos últimos anos de volta ao cinema. Arlequina é sem freios, cheia de personalidade e peculiaridades, e Yan e Robbie sabem como transportar tais camadas para à tela.  
     
    Aves de Rapina é mais um passo da DC Comics rumo uma nova fase, onde cada herói (ou anti-herói) tem seu próprio universo. É assim que a DC funciona e mais brilha.  
     
    Então, ainda há fôlego para filmes de quadrinhos? A resposta é com certeza! Entre vitórias e alguns (vários) tropeços, os filmes de personagens em quadrinhos vêm trazendo seu próprio universo cinematográfico não apenas para o público geek, mas para um público muito mais universal. 

     

    Aves de Rapina estreia dia 6 de fevereiro nos cinemas brasileiros. Confira o trailer oficial abaixo:

     

    1. Home
    2. noticias
    3. aves de rapina critica sem …

    Este site usa cookies para garantir que você tenha a melhor experiência.