alexametrics
Capa do Álbum: Antena 1
ANTENA 1A RÁDIO ONLINE MAIS OUVIDA DO BRASIL

    Bolsonaro rejeita 'prensa' de Guedes e diz que parlamentares serão convencidos a votar Previdência

    Por Thomson Reuters

    Placeholder - loading - news single img

    (Reuters) - O presidente eleito Jair Bolsonaro rejeitou nesta quarta-feira declaração de seu indicado para o ministério da Economia, Paulo Guedes, que cobrou uma 'prensa' sobre parlamentares para aprovar a reforma da Previdência, e disse que os deputados serão convencidos a votar a matéria devido à relevância do tema para o país.

    'A palavra não é prensa, é convencimento', disse Bolsonaro a jornalistas após se encontrar com o comandante da Aeronáutica como parte de uma agenda de visitas a autoridades em sua primeira viagem a Brasília após a eleição.

    'Não tem prensa, ninguém vai ser movido, ainda mais aqui em Brasília, o parlamentar tem completa independência. Ele (Guedes) usou, no meu entender, bem intencionado a palavra prensa... alguns podem querer de forma equivocada levar para outro lado, ninguém vai pressionar o parlamentar, nós vamos é convencê-los', acrescentou.

    Na véspera, quando se encontrou com o atual ministro da Fazenda, Eduardo Guardia, para tratar sobre a Previdência, Guedes defendeu uma 'prensa neles' ao fazer um apelo ao Congresso pela aprovação ainda este ano da reforma da Previdência, que já se encontra em tramitação no Congresso.

    Segundo Bolsonaro, o futuro ministro fez a declaração polêmica porque 'não tem a vivência política'.

    O presidente eleito disse que terá uma reunião na quinta-feira pela manhã em Brasília com parlamentares e outras autoridades envolvidas nas discussões da reforma da Previdência. Segundo ele, só será possível avançar na agenda econômica se a reforma for aprovada.

    Bolsonaro reiterou que vai lutar pela aprovação do texto que for possível, mesmo que não seja aquele considerado ideal por sua equipe econômica.

    “O que vale não é o que eu quero, é o que pode passar pela Câmara e pelo Senado. Vão ser colocados na mesa os projetos, que vão ser esses projetos nenhum será emenda constitucional, e vamos decidir o que pode ser aprovado, e ninguém mais do que o parlamentar para ter esse sentimento, mas não podemos esquecer que tem metade de Câmara que não foi reeleita... É o que nós temos pela frente, é com essa massa crítica que nós vamos trabalhar”, afirmou.

    (Por Pedro Fonseca, no Rio de Janeiro)

    1. Home
    2. noticias
    3. bolsonaro rejeita prensa de …

    Este site usa cookies para garantir que você tenha a melhor experiência.