Capa do Álbum: Antena 1
A Rádio Online mais ouvida do Brasil
Antena 1
Ícone seta para a esquerda Veja todas as Notícias.

Campanha de Trump processa Nova Jersey após Estado decidir enviar cédulas por correio para eleição de novembro

Placeholder - loading - Presidente dos EUA, Donald Trump, em Yuma, no Arizona 18/08/2020 REUTERS/Tom Brenner
Presidente dos EUA, Donald Trump, em Yuma, no Arizona 18/08/2020 REUTERS/Tom Brenner

Publicada em  

Por Kanishka Singh

(Reuters) - A campanha à reeleição do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, processou Nova Jersey, após uma decisão de seu governador democrata na sexta-feira de enviar uma cédula a todos os eleitores do Estado para as eleições de novembro, bem como realizar a votação presencial em meio à pandemia do coronavírus.

O anúncio do governador Phil Murphy foi feito no momento em que Trump, um republicano, intensificou seus ataques ao voto pelo correio, que deve aumentar drasticamente neste outono do hemisfério norte devido ao novo coronavírus.

A campanha de Trump entrou com uma ação no Tribunal Distrital de Nova Jersey na noite de terça-feira para invalidar a 'Ordem Executiva 177'.

A deliberação foi tomada como uma 'ação de tutela declaratória e liminar' e qualificou a medida tomada pelo governador democrata como 'ilegal'.

Outras duas acusações também foram feitas: primeiro, que Murphy exerceu o poder que pertencia ao Legislativo estadual ao alterar a lei eleitoral do Estado e, segundo, que as mudanças 'violariam o direito de voto dos cidadãos elegíveis'.

Trump disse que o método de votação é suscetível a fraude em grande escala, embora especialistas afirmem que qualquer tipo de fraude eleitoral é extremamente rara nos Estados Unidos.

Nova Jersey usará métodos semelhantes aos que empregou para sua votação nas primárias em julho, disse Murphy na semana passada, com melhorias baseadas nas lições aprendidas na ocasião.

'Teremos maior presença de urnas seguras, certifique-se de que haja capacidade física de votação interna', disse ele, referindo-se à votação presencial.

Os residentes que optarem por ir aos locais de votação locais em 3 de novembro o farão em 'votação provisória', o que significa que devem usar cédulas de papel, não máquinas de votação, para que as autoridades possam se proteger contra votos em duplicidade, afirmou Murphy.

As autoridades eleitorais na maioria dos Estados incentivaram o voto em casa, já que a natureza altamente contagiosa do coronavírus preocupa em relação ao comparecimento.

A campanha de reeleição de Trump e o Partido Republicano neste mês também processaram Nevada para bloquear uma lei que enviará uma cédula pelo correio para todos os eleitores antes da eleição de novembro, alegando que a medida resultará em fraude eleitoral 'inevitável'.

(Por Kanishka Singh em Bengaluru)

Escrito por Reuters

Últimas Notícias

Placeholder - loading - Imagem da notícia Mariah Carey entra em processo pela marca “Rainha do Natal”

Mariah Carey entra em processo pela marca “Rainha do Natal”

Mariah Carey e Natal tem tudo a ver. A cantora tomou a trilha sonora da data para si com suas canções como “All I Want For Christmas Is You” e “When Christmas Comes”. Agora, ao tentar registrar a marca “rainha do natal”, Mariah Carey entrou em uma batalha judicial.

Darlene Love e Elizabeth Chan entraram na justiça para impedir que Mariah registrasse a marca. “É verdade que Mariah Carrey registrou ‘Rainha do Natal’? O que isso quer dizer? Eu não poderei mais usar esse título? David Letterman oficialmente me declarou ‘Rainha do Natal’ 29 anos atrás, um ano antes dela lançar ‘All I Want for Christmas Is You’ e, aos 81 anos, eu não vou mudar nada. Eu estou nesse negócio há 52 anos, eu mereci e ainda atinjo minhas notas! Se Mariah tem um problema ligue para o David ou para meu advogado”, declarou love.

“O Natal já estava aqui antes de qualquer um de nós e, espero, que ele continue depois de nós. Eu acho que ninguém deveria ser dona do Natal e monopolizá-lo da forma que Mariah quer. Não é certo fazer isso, Natal é para todos, é para ser compartilhado, não para ter um dono. Não é só no mundo da música, ela está tentando possuir tudo – roupas, pebidas, mascaras, coleira de cachorro. Se você tricotar um suéter escrito “Rainha do Natal”, você tem que poder vendê-lo”, explicou Elizabeth Chan junto a seu advogado.

Mariah Carrey e seu representante legal não respondeu a declaração.

Elizabeth Chan começou a ser chamada de rainha do natal pela imprensa antes mesmo que ela assumisse o título. O apelido veio em 2014, aos 11 anos de carreira, com o lançamento de “All Access”. Chan ressaltou que não é uma luta contra a artista e que não se considera a “Rainha do Natal”.

Todas elas não foram as únicas a serem chamadas de Rainhas do Natal. Brenda Lee teve suas músicas de natal fazendo sucesso nos anos 50 e 60. A verdade é que tem espaço para várias rainhas do natal.

Veja também

ARTISTA DA SEMANA: HARRY STYLES É DESTAQUE NA PROGRAMAÇÃO

GEORGE EZRA DIZ QUE PODE SE AFASTAR DOS HOLOFOTES DEPOIS DE SUA TURNÊ

17 min
  1. Home
  2. noticias
  3. campanha de trump processa …

Este site usa cookies para garantir que você tenha a melhor experiência.