Capa do Álbum: Antena 1
A Rádio Online mais ouvida do Brasil
Antena 1
    Veja todas as Notícias.

    China vai sustentar recuperação e evitar 'abismo de política econômica', diz autoridade

    Placeholder - loading - news single img
    Pessoas andam de máscara em rua de Pequim . REUTERS/Tingshu Wang

    Publicada em  

    Atualizada em  

    PEQUIM/XANGAI (Reuters) - A China vai fornecer suporte necessário para a recuperação econômica neste ano para evitar um 'abismo de política econômica', conforme as pequenas empresas continuam pressionadas em meio à pandemia, afirmou nesta terça-feira uma autoridade sênior do órgão de planejamento estatal.

    A economia da China ganhou velocidade no quarto trimestre, com o crescimento superando as expectativas ao encerrar um ano de 2020 marcado pelo coronavírus em boa forma e pronta para expandir ainda mais este ano.

    'Teremos um bom controle do ritmo, intensidade e efetividade das políticas macroeconômicas para garantir que a recuperação econômica permaneça estável e para evitar um abismo da política econômica', disse Yan Pengcheng, diretor do Gabinete Geral da Comissão Nacional de Reforma e Desenvolvimento, em entrevista online.

    'Considerando que algumas microentidades do mercado ainda precisarão passar por um período de recuperação --algumas pequenas empresas começaram agora a 'se sentir bem depois de uma doença séria', enquanto outras ainda precisam restaurar sua resistência-- as políticas macreconômicas continuarão a manter o suporte necessário (para elas).'

    Dados desta terça-feira mostraram que o setor de serviços, que está atrasado em relação à indústria, ganhou força no quarto trimestre, com o crescimento da produção no setor de hotelaria e restaurantes passando a nível positivo pela primeira na comparação anual desde o início da pandemia.

    'Os dados do PIB confirmam que a recuperação da China se tornou menos dependente do estímulo liderado pelo investimento nos últimos meses, graças a uma recuperação generalizada no setor de serviços', disse Julian Evans-Pritchard, economista sênior Capital Economics.

    Líderes chineses prometeram em uma reunião para definição de agenda no mês passado manter o suporte 'necessário' para a economia este ano, evitando uma mudança brusca e indicando estímulo econômico menor em 2021.

    Yan disse que as medidas temporárias e de emergência adotadas durante a pandemia, que ajudaram a estabilizar a economia, não podem durar no longo prazo, e a China ainda precisa alcançar crescimento através de reformas e inovação.

    (Reportagem de Stella Qiu e Kevin Yao)

    Escrito por Reuters

    1. Home
    2. noticias
    3. china vai sustentar …

    Este site usa cookies para garantir que você tenha a melhor experiência.