alexametrics
Capa do Álbum: Antena 1
ANTENA 1A RÁDIO ONLINE MAIS OUVIDA DO BRASIL

    Comissão especial da Câmara inicia debate sobre reforma da Previdência

    Placeholder - loading - news single img
    Reunião da comissão especial da Previdência na Câmara dos Deputados 25/04/2019 REUTERS/Adriano Machado

    1562

    Publicada em  

    BRASÍLIA (Reuters) - A comissão especial da Câmara que analisa a reforma da Previdência iniciou nesta terça-feira a discussão da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) sobre o tema, uma das etapas a serem cumpridas antes da votação da matéria no colegiado.

    A fase de discussão, que deve se estender ao longo de terça e quarta e possivelmente seguir na segunda-feira da próxima semana, tem 155 oradores inscritos (91 contra e 64 a favor), entre membros e não membros da comissão, afora os líderes.

    Acordo firmado entre a oposição, representantes do governo e o presidente da comissão, deputado Marcelo Ramos (PL-AM), prevê que todos os inscritos terão direito a discurso e não haverá qualquer iniciativa do governo para encerrar essa etapa da tramitação da PEC. A oposição, de sua parte, se comprometeu a não obstruir os trabalhos nesta fase.

    Ramos disse esperar um “clima tranquilo” no início das discussões e afirmou que a reunião do colegiado na terça-feira deve se manter “pelo menos até às 21h”.

    Para a votação, no entanto, será necessário firmar novo acordo de procedimentos e ainda não há nada definido. Nem mesmo a data de início da deliberação está sacramentada, já que parte do acordo assumido por Ramos diz respeito à não definição de uma data exata para a votação da proposta.

    A expectativa do presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), é de que a proposta seja votada na comissão até o dia 26.

    O parecer da PEC foi apresentado à comissão na última quinta-feira pelo relator da proposta, Samuel Moreira (PSDB-SP).

    O texto, que foi criticado pelo ministro da Economia, Paulo Guedes, exclui da PEC temas polêmicos como as alterações no Benefício de Prestação Continuada (BPC) e na aposentadoria rural e também reverte a desconstitucionalização de alguns temas, além de ter deixado fora da proposta o regime de capitalização e a extensão das novas regras para Estados e municípios.

    Depois de passar pela comissão especial, a PEC ainda terá de ser analisada pelo plenário da Câmara e necessitará, para ser aprovada, do voto favorável de ao menos 308 deputados, de 513, em dois turnos de votação.

    (Por Maria Carolina Marcello)

    Escrito por Reuters

    1. Home
    2. noticias
    3. comissao especial da camara …

    Este site usa cookies para garantir que você tenha a melhor experiência.