Capa do Álbum: Antena 1
A Rádio Online mais ouvida do Brasil
Antena 1
    Veja todas as Notícias.

    Coronavírus: Destaques da Semana (09-13/11)

    Suspensão da CoronaVac foi o assunto mais discutido

    Placeholder - loading - news single img
    Coronavírus – Antena1/Divulgação

    Publicada em  

    A Antena 1 está cobrindo diariamente cada acontecimento referente a pandemia do novo coronavírus desde o primeiro caso. Neste balanço você encontrará as principais medidas tomadas e descobertas referentes ao vírus que está assolando todo o globo. Além de acompanhar em nosso site, e pela rádio, você também pode entrar no grupo Coronavírus Brasil para se informar 24h por dia.

    Veja também: Coronavírus: Destaques da Semana (2-6/11)

    A semana começou com a OMS afirmando que no ano da pandemia do novo coronavírus, o mundo todo enfrentou outras 60 emergências de saúde, incluindo surtos em larga escala de Chikungunya, febre amarela e sarampo. Grande parte dos locais mais afetados foram o México, Chade, Gabão e Togo. Segundo ainda informações da Reuters sobre a COVID-19, outubro foi o pior mês da doença, relatando mais de 100 mil casos diários.

    Porém, o grande destaque da semana ocorreu na terça-feira, em que a Anvisa pausou os testes da vacina CoronaVac, de origem chinesa, por conta da morte de um voluntário. O Instituto Butantan, que é o principal condutor das pesquisas sobre a medicação no Brasil, afirmou surpresa ao descobrir a decisão do órgão federal, e relatou que o óbito do voluntário não era relacionado com algum efeito colateral da vacina. Além dessa notícia envolvendo a proteção contra o novo coronavírus, as farmacêuticas Pfizer e BioNtech anunciaram que sua imunização contra a COVID-19 é mais de 90% eficaz na prevenção à doença.

    Já na quarta-feira, as atenções estavam completamente voltadas para a Anvisa e o Instituto Butantan. O diretor do órgão público, Antônio Barra Torres, disse que a decisão para suspender os testes da vacina CoronaVac era por “questões técnicas”, e alegou que os documentos enviados pelo Instituto sobre um “evento adverso” estavam “incompletos” e “insuficientes”. Contudo, o presidente do centro de pesquisa, Dimas Covas, afirmou em entrevista coletiva na sede do Instituto que a decisão da Anvisa causou indignação, e o laudo do IML, entregue à imprensa, constava que a morte do voluntário foi suicídio.

    Essa reação em cadeia de informações levou a Anvisa, nesta quinta-feira, a retomar os testes com a vacina CoronaVac. O Instituto Butantan informou que os ensaios serão reiniciados imediatamente. Ainda não houve esclarecimento claro sobre o que motivou o diretor do órgão a interromper os testes, mas analises indicam que foi uma atitude enviesada politicamente com a ideologia do presidente Jair Bolsonaro, que comemorou a suspenção dos testes em tom de competitividade.  

    A semana fecha nessa sexta-feira com alta de casos do novo coronavírus em grandes capitais brasileiras, e por conta disso, os hospitais privados estão registrando um aumento de internações por COVID-19, e esse número vêm crescendo ao longo do mês. Porém, o dia 13 de novembro recebe a noticia que do presidente da Pfizer no Brasil, Carlos Murillo, em entrevista ao Valor Econômico, afirmou que o país poderá ter a vacina contra a infecção até março de 2021.

    Participe do grupo Coronavírus Brasil e receba as principais notícias sobre o assunto em primeira mão.

    1. Home
    2. noticias
    3. coronavirus destaques da …

    Este site usa cookies para garantir que você tenha a melhor experiência.