Capa do Álbum: Antena 1
A Rádio Online mais ouvida do Brasil
Antena 1
    Veja todas as Notícias.

    DAVOS-Pior inimigo do meio ambiente é a pobreza, diz Guedes

    Placeholder - loading - Ministro da Economia, Paulo Guedes  13/09/2019 REUTERS/Sergio Moraes
    Ministro da Economia, Paulo Guedes 13/09/2019 REUTERS/Sergio Moraes

    Publicada em  

    (Reuters) - O ministro da Economia, Paulo Guedes, afirmou nesta terça-feira em Davos que a pobreza é o pior inimigo do meio ambiente, no mesmo dia em que o presidente Jair Bolsonaro anunciou a criação do Conselho da Amazônia e de uma Força Nacional Ambiental voltada à proteção ambiental e da floresta.

    A declaração foi dada pela manhã, durante participação em painel no Fórum Econômico Mundial em Davos, na Suíça, que discutiu as transformações e o futuro da indústria manufatureira.

    'O pior inimigo do meio ambiente é a pobreza', afirmou Guedes. 'As pessoas destroem o meio ambiente porque elas precisam comer, elas têm outras preocupações que não são as preocupações das pessoas que já destruíram suas florestas e já combateram suas minorias étnicas e todas essas coisas.'

    'Então é um problema muito complexo, não há uma solução simples', acrescentou Guedes.

    O tema principal da reunião de Davos deste ano são questões ligadas ao meio ambiente. Nesta terça-feira, primeiro dia do fórum, a ativista sueca Greta Thunber foi uma das principais palestrantes e pediu que os líderes mundiais ouçam a juventude.

    O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, também ocupou o centro do palco no fórum nesta terça, quando evitou quase totalmente o assunto climático.

    Guedes falou sobre o meio ambiente ao tratar do tema dos principais riscos e oportunidades para os negócios. Os demais participantes do painel --dois executivos e a presidente da Imperial College London-- haviam levantado questões climáticas.

    'Em um país como o Brasil estamos um pouco atrás, para não dizer muito atrás, então temos um primeiro nível de preocupações, que é eliminar um ambiente hostil para os negócios em geral, para receber, realocar todo esse conhecimento que já está disponível em todo o mundo', afirmou Guedes, acrescentando que o governo está atuando para superar esses obstáculos.

    Na quarta-feira, haverá um painel em Davos sobre como assegurar um futuro sustentável para a Amazônia, sem participação de representante do governo brasileiro.

    (Por Isabel Versiani)

    Escrito por Reuters

    Últimas Notícias

    Placeholder - loading - Imagem da notícia ‘Cry Maho’: novo filme de Clint Eastwood fala sobre o significado do sucesso

    ‘Cry Maho’: novo filme de Clint Eastwood fala sobre o significado do sucesso

    Neste mês de setembro foi lançado Cry Macho, o mais novo filme do consagrado ator e diretor, Clint Eastwood. Mesmo com 91 anos e com uma certa fragilidade na aparência, o astro se mostra incansável, chegando a montar a cavalo e cavalgar em uma cena. “Trate o cavalo como um amigo e ele vai cuidar de você", disse sobre a tensão sentida por todos no set ao verem um homem dessa idade subir no animal.

    No longa, Clint assume o papel de Mike Milo, um ex-peão de rodeio que está velho e bem distante de seus dias de glória. Devendo um favor a seu chefe, Mike aceita a tarefa de resgatar seu filho, Rafo, de sua mãe abusiva. O único porém é que o garoto mora no México.

    A obra, baseada no livro homônimo de 1975 escrito por N. Richard Nash, já teve outras diversas tentativas frustradas de adaptação para as telonas, das quais se destacam duas: uma que seria estrelada por Roy Scheider (ator de Tubarão) em 1991 e uma por Arnold Schwarzenegger em 2011, após seu mandato como governador da Califórnia. 

    Durante a produção, que sofreu com a pandemia do coronavírus, houve um grande susto com a ocorrência de um caso de infecção entre uma das atrizes - que, felizmente, era um falso positivo e não atrapalhou o processo de filmagem.

    Cry Macho está em cartaz nos cinemas e disponível no serviço de streaming HBO Max. Veja o trailer:

    Clint Eastwood e sua trajetória em Hollywood

    Eastwood começou sua carreira em 1955, mas ascendeu ao estrelato com seus papéis em filmes de faroeste, como a consagrada Trilogia dos Dólares do diretor italiano Sergio Leone, com Por um Punhado de Dólares (1964), Por uns Dólares a Mais (1965) e Três Homens em Conflito (1966)

    Tal como em suas últimas realizações como diretor, como Gran Torino (2008) e A Mula (2018), ele aproveita para refletir a relação entre o Clint ícone - imponente e classicamente sério - e o Clint homem, agora mais velho e com a simples preocupação de contar uma história.

    Dê play no vídeo abaixo para conferir os trailers de Gran Torino (2008) e A Mula (2018):

    ‘Gran Torino’ (2008) 



    ‘A Mula’ (2018)

    32 min
    1. Home
    2. noticias
    3. davos pior inimigo do meio …

    Este site usa cookies para garantir que você tenha a melhor experiência.