Capa do Álbum: Antena 1
A Rádio Online mais ouvida do Brasil
Antena 1
Ícone seta para a esquerda Veja todas as Notícias.

Em programa na TV, Alckmin vincula Bolsonaro e PT a risco de Brasil virar Venezuela

Placeholder - loading - Imagem da noticia "Em programa na TV, Alckmin vincula Bolsonaro e PT a risco de Brasil virar Venezuela"

Publicada em  

SÃO PAULO (Reuters) - O candidato do PSDB à Presidência, Geraldo Alckmin, vinculou o adversário do PSL, Jair Bolsonaro, e o PT ao risco 'real' de o Brasil se tornar 'uma nova Venezuela', país que tem sofrido com uma grave crise econômica e social e onde 'a democracia morreu', de acordo com o programa tucano veiculado na internet e que será exibido na propaganda eleitoral na noite desta quinta-feira.

O programa do presidenciável do PSDB faz duros ataques a Bolsonaro e ao PT, este centrado no ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, sem citar o candidato petista, Fernando Haddad.

O próprio Alckmin aparece no vídeo chamando Bolsonaro de 'um despreparado' e de 'uma pessoa intolerante e pouco afeita ao diálogo', lembrando matérias na imprensa em que o candidato do PSL elogia o ex-líder venezuelano Hugo Chávez, em entrevista em 1999, e uma reportagem que afirma que ele elogiou o ex-ditador chileno Augusto Pinochet.

Antes de falar da Venezuela, o programa de Alckmin também centra ataques na proposta atribuída ao economista Paulo Guedes, coordenador econômico de Bolsonaro, de criar um imposto nos moldes da CPMF e de criar uma alíquota única de Imposto de Renda, de 20 por cento.

'Bolsonaro já disse que não entende nada de economia. Ele também já disse que quem vai comandar a economia do Brasil é um banqueiro milionário, Paulo Guedes. O banqueiro já disse o que pretende fazer: menos imposto para os ricos, mais impostos para os pobres. Isso mesmo, com o economista do Bolsonaro, pobre vai pagar mais imposto', afirma um narrador.

'Se Bolsonaro for eleito, prepare o seu bolso', conclui.

Na noite de quarta-feira, no entanto, Bolsonaro foi ao Twitter para negar a notícia de que recriaria a CPMF. [nL2N1W600Q]

Sobre o PT e a Venezuela, Alckmin acusa o partido rival de ser 'radical e extremista', de apoiar 'o regime ditatorial que levou a Venezuela ao desastre', de desejar o fim da Lava Jato e de deixar para o país 'o desastroso legado de Dilma e Temer'.

'Talvez esse seja um dos momentos mais delicados da nossa democracia. O risco do Brasil se tornar uma nova Venezuela é real, a partir dos extremismos que estão colocados nesta eleição', afirma Alckmin, depois de narradores afirmarem que a Venezuela tem muitas semelhanças com o Brasil, mas que errou eleitoralmente ao eleger Chávez que, de acordo com o programa do tucano, se apresentava como um 'salvador da pátria'.

O programa mostra ainda o depoimento de uma refugiada venezuelana pedindo que os eleitores brasileiros não acreditem em salvadores da pátria.

'É muito triste ver o que um voto errado pode fazer com o país. Mais triste ainda é saber que aqui no Brasil o homem que deu início à destruição daquele país, Hugo Chávez, tem dois fãs bastante conhecidos', afirma uma narradora.

LADOS DA MESMA MOEDA

Na sequência, aparecem imagens de Lula elogiando Chávez e da entrevista de Bolsonaro em que elogia o então presidente venezuelano.

'Por um lado, o extremismo de um deputado, que já mostrou simpatia por ditadores, como Pinochet e Hugo Chávez, e já defendeu o uso da tortura, que acha normal que mulheres ganhem menos que os homens', afirma Alckmin, enquanto imagens de Bolsonaro aparecem no vídeo.

'Uma pessoa intolerante e pouco afeita ao diálogo, que em quase 30 anos de Congresso, nunca presidiu uma comissão sequer. Nunca foi líder de nenhum dos nove partidos aos quais foi filiado. Um despreparado, que representa um verdadeiro salto no escuro', disparou o tucano.

Na sequência, e mantendo um semblante sério e sisudo, o candidato do PSDB centra artilharia no PT.

'Por outro lado, temos a própria escuridão, o PT, sempre radical e extremista. O partido que apoia o regime ditatorial, que levou a Venezuela ao desastre. O partido que quer o fim da Lava Jato, que foi envolvido no maior escândalo de corrupção do mundo, o petrolão. O partido que nos deixou o desastroso legado de Dilma e Temer', dispara.

'São dois lados de uma mesma moeda, a do radicalismo. Se qualquer desses lado vence, o país perde. Sou oposição a ambos, porque sou a favor do Brasil', conclui Alckmin.

A propaganda tucana está em linha com o que foi definido em reunião nesta semana entre o presidenciável e aliados: a elevação do tom contra Bolsonaro e o PT para tentar fazer com que Alckmin deslanche nas pesquisas de intenção de voto, já que ele se encontro distante na preferência do eleitorado de Bolsonaro e Haddad, líder e vice-líder na corrida presidencial de acordo com as pesquisas.

(Por Eduardo Simões)

Escrito por Thomson Reuters

Últimas Notícias

Placeholder - loading - Imagem da notícia Air Europa traz moderno Boeing 787 Dreamliner na rota de Salvador a Madri

Air Europa traz moderno Boeing 787 Dreamliner na rota de Salvador a Madri

A companhia aérea Air Europa retomará suas atividades na capital baiana a partir do dia 21 de dezembro. Os voos têm previsão de decolagem sempre às quartas e sextas-feiras, embarcando os passageiros no moderno Boeing 787 Dreamliner, considerado um dos mais eficientes equipamentos à disposição no mercado.

A Vinci, operadora do Aeroporto Internacional de Salvador - Dep. Luís Eduardo Magalhães, comemora a volta da parceria com a companhia espanhola, após o hiato ocasionado pela pandemia do Covid-19. “Madri é uma das cidades mais emblemáticas da Europa e a retomada do voo tornará mais fácil para nossos passageiros voar para o continente. Estamos muito animados com a volta do voo da Air Europa, que atenderá a uma demanda crescente do turismo receptivo à cidade de Salvador, tanto para passageiros quanto para cargas”, disse David Thompson, diretor comercial do Aeroporto de Salvador.

Modernidade

O novo avião da Air Europa é o mais sustentável disponível no mercado atualmente. Entre suas vantagens, destacam-se a redução em 60% do impacto sonoro emitido, além da redução de 20% de consumo de combustível. A aeronave não impacta apenas na sustentabilidade, mas também no conforto oferecido ao passageiro, com uma nova classe executiva e entretenimento individual na classe econômica. Os passageiros poderão contar, ainda, com serviço wi-fi, com diferentes opções, de acordo com o volume de navegação necessária, streaming, além de um completo e variado entretenimento audiovisual.

11 H
Placeholder - loading - Imagem da notícia As 5 capas de álbum mais icônicas da história

As 5 capas de álbum mais icônicas da história

Uma boa identidade visual tem a função de atribuir significado e sentido para aquilo que nossos ídolos querem transmitir através de suas canções. Como música é uma arte de muitas camadas e facetas, o que está estampado nas capas de álbuns é essencial para nos aprofundarmos ainda mais nas composições alheias. Por isso, a Antena 1 decidiu explorar algumas das capas que mais se destacaram na indústria da música.

Confira:

Breakfast in America – Supertramp

O sexto álbum de estúdio da banda de rock inglesa, Supertramp, foi lançado em 1979. A arte da capa foi desenvolvida pelos artistas Mike Doud e Mick Haggerty, e desenvolvida pelo próprio grupo. A ideia era representar todas as mudanças e dificuldades pelas quais os membros estavam passando por se mudar da Inglaterra para os Estados Unidos.

[music-item artistSlug=supertramp musicSlug=goodbye-stranger]

O design representa diversos monumentos de Manhattan como se fossem parte de uma mesa de café da manhã. Um exemplo disso é a própria garçonete que veste um uniforme amarelo mostarda, a mulher representa a Estátua da Liberdade.

Com um ar cômico e muito criativo, a capa ficou extremamente reconhecida. Logo, no 22º Grammy Awards em 1980, “Breakfast in America” ganhou dois prêmios de Melhor Pacote de Álbum e Melhor Gravação Não Clássica

Alladin Sane – David Bowie

O sexto álbum de estúdio do músico inglês, David Bowie foi divulgado em 1973, e até hoje é um grande marco na história da música. A arte é um dos grandes símbolos que marcaram a carreira do camaleão, e foi desenvolvida por Brian Duffy.

Com grande influência dos Rolling Stones em suas músicas, o álbum apresenta um novo personagem do artista, Alladin Sane. O nome é um trocadilho com "A Lad Insane" (um rapaz insano, em tradução livre), que Bowie descreveu como "Ziggy Stardust vai para a América". O britânico já tinha um grande e conhecidíssimo personagem que virou o pseudônimo do artista, Ziggy Stardust – ele foi a persona de palco de Bowie durante 1972 e 1973.

A arte da capa, fotografada por Brian Duffy, foi a capa mais cara já feita na época. Mostra um raio no rosto de Bowie e representa a dupla personalidade do personagem Aladdin Sane, além os sentimentos mistos que Bowie tinha sobre suas turnês e o estrelato. É considerada uma de suas imagens mais icônicas da indústria.

Sgt. Pepper’s Lonely Hearts Club Band – The Beatles

Os Beatles possuem diversas capas revolucionárias, porém a do álbum “Sgt. Pepper’s Lonely Hearts Club Band” é icônica demais e tem muitos significados escondidos. O disco foi divulgado em 1967 e a arte desenvolvida por Paul McCartney, Peter Blake, Jann Haworth e Robert Fraser.

11 H
  1. Home
  2. noticias
  3. em programa na tv alckmin …

Este site usa cookies para garantir que você tenha a melhor experiência.