alexametrics
Capa do Álbum: Antena 1
ANTENA 1A RÁDIO ONLINE MAIS OUVIDA DO BRASIL

    Erdogan amplia poderes com reeleição e maioria parlamentar na Turquia

    Por Thomson Reuters

    Placeholder - loading - news single img

    Atualizada em

    Por Humeyra Pamuk e Ezgi Erkoyun

    ISTAMBUL (Reuters) - O presidente da Turquia, Tayyip Erdogan, conquistou novos poderes executivos nesta segunda-feira graças a uma vitória em eleições históricas que também garantiram uma maioria parlamentar a seu partido de raízes islâmicas e a aliados nacionalistas.

    Principal rival de Erdogan, Muharrem Ince, do Partido Republicano do Povo (CHP), reconheceu a derrota, mas classificou as eleições como injustas , e disse que o sistema presidencial que entra em vigor agora é muito perigoso porque levará a um governo de um homem só.

    A reeleição inaugura uma poderosa Presidência executiva apoiada por uma estreita maioria em um referendo de 2017. O gabinete do primeiro-ministro será abolido, e Erdogan poderá emitir decretos para formar e regular os ministérios e remover funcionários públicos, tudo sem aprovação parlamentar.

    Erdogan, de 64 anos, o líder mais popular da história moderna da Turquia, embora polarizador, disse a apoiadores entusiasmados munidos de bandeiras que não haverá recuo em seu empenho em transformar a Turquia, um país-membro da Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan) e, ao menos nominalmente, candidato a se filiar à União Europeia.

    Ele é amado por milhões de turcos muçulmanos da classe trabalhadora por capitanear anos de crescimento econômico exemplar e a construção de estradas, pontes, aeroportos, hospitais e escolas.

    Mas seus críticos, que incluem grupos de direitos humanos, o acusam de destruir a independência dos tribunais e as liberdades da imprensa. Uma operação repressiva iniciada após um golpe fracassado em 2016 levou à detenção de 160 mil pessoas, incluindo professores, jornalistas e juízes.

    Erdogan e seu Partido AK reivindicaram a vitória nas eleições presidenciais e parlamentares de domingo depois de derrotarem uma oposição revitalizada que ganhou um ímpeto considerável recentemente e parecia capaz de lhes impor um revés.

    Está fora de cogitação para nós agora recuar do ponto a que trouxemos nosso país em termos de democracia e da economia , disse Erdogan na noite de domingo.

    Com praticamente todos os votos contados, Erdogan tinha 53 por cento das urnas, e Ince 31 por cento, enquanto na votação parlamentar o AK ficou com 42,5 por cento dos votos e seus aliados nacionalistas do MHP com outros 11 por cento, superando as expectativas.

    O comparecimento foi alto, a quase 87 por cento. A Alta Comissão Eleitoral (YSK) declarou as eleições saudáveis .

    Inicialmente os mercados turcos se animaram com a perspectiva de uma estabilidade política maior, um vez que os investidores temiam um impasse entre Erdogan e um Parlamento controlado pela oposição, mas depois recuaram devido aos receios quanto à futura política monetária.

    1. Home
    2. /
    3. noticias
    4. /
    5. erdogan amplia poderes com …
    6. /

    Este site usa cookies para garantir que você tenha a melhor experiência.