alexametrics
Capa do Álbum: Antena 1
ANTENA 1A RÁDIO ONLINE MAIS OUVIDA DO BRASIL

    Estudo descobre que o WhatsApp pode fazer bem para a saúde

    Segundo pesquisadores, usar o aplicativo de conversa diminui a sensação de solidão.

    Placeholder - loading - news single img
    Aplicativo WhatsApp (Foto: DireitoNews)

    2987

    Publicada em  

    Muitos estudos associaram as redes sociais a problemas de saúde mental – dismorfia corporal, ansiedade e depressão, principalmente. No entanto, uma pesquisa recente indicou que aplicativos de mensagens, como o WhatsApp, podem ter um impacto positivo no bem-estar psicológico.

    Segundo o novo estudo, quanto mais tempo as pessoas utilizam aplicativo, menos solitárias elas se sentem.

    “Há muito debate sobre como o tempo gasto nas redes sociais é ruim para o nosso bem-estar, mas descobrimos que pode não ser tão ruim quanto pensamos. A quantidade de tempo no WhatsApp indica que as pessoas estão se sentido próximas de amigos e familiares e isso ajuda a perceber como essas relações são de boa qualidade”, explicou Linda Kaye, pesquisadora da Universidade Edge Hill, no Reino Unido, e principal autora do estudo.

    Ser participativo nos grupos da rede social também pode trazer a sensação de menos solidão, segundo o estudo publicado na revista International Journal of Human-Computer Interaction. Isso beneficiaria a autoestima e as competências sociais.

    A conclusão final dos estudiosos é que o WhatsApp ajuda as pessoas a se conectarem com os amigos próximos, estreitando laços e favorecendo diversos aspectos de bem-estar.

    O estudo

    Os pesquisadores analisaram a utilização do aplicativo de mensagens por quase 200 pessoas, maioria mulher. A média diária de uso dos participantes era cerca de 55 minutos. Apesar de ser muito utilizado no Brasil, em outros países, esse aplicativo não é tão popular. Mas os participantes revelaram que tinham preferência por utilizá-lo devido à possibilidade de criar grupos de conversa. 

    Os resultados revelaram que os usuários do aplicativo demonstravam  maior autoestima de acordo com o tempo de utilização. Isso acontece porque o tempo de utilização está diretamente ligado a quantidade de conversas por meio do aplicativo. Por isso, aqueles que conversavam mais estavam mais próximos de amigos e familiares.

    “Isso dá origem à noção de que a tecnologia social, como o WhatsApp, pode estimular os relacionamentos existentes e as oportunidades de comunicação, reforçando assim aspectos positivo do bem-estar dos usuários”, explicou Linda.

    Para ler mais notícias, curta a página Antena 1 News no Facebook!

     

     

    1. Home
    2. noticias
    3. estudo descobre que o …

    Este site usa cookies para garantir que você tenha a melhor experiência.