Capa do Álbum: Antena 1
A Rádio Online mais ouvida do Brasil
Antena 1
    Veja todas as Notícias.

    Facebook sofre com a saída de empresas grandes após críticas

    Solicitações não estão sendo atendidas

    Placeholder - loading - news single img
    Facebook - Conference on April 18, 2017/Divulgação

    Publicada em  

    Recentemente, a marca de sorvetes Ben & Jerry’s retirou a publicidade da empresa de todas as plataformas comandadas pelo Facebook – Além da rede social, Instagram, WhatsApp e Workplace são algumas que entram na lista –, pois, segundo a companhia, a organização das plataformas amplifica a mensagem de discurso de ódio e incitação à violência, já que não há censores responsáveis por identificar o conteúdo das publicidades.

    Veja também: Modelo de negócios de coleta de dados do Facebook seria contra direitos humanos.

    Grande parte das criticas são destinadas para a atuação do conglomerado nos Estados Unidos. Já haviam diversas empresas e agências que demonstravam falta de interesse em fechar acordos com o Facebook devido problemas de engajamento, mas, após a morte de George Floyd em um ato de prisão por policiais brancos, as companhias estão sendo cada vez mais pressionadas a se posicionar de forma consciente sobre discurso de ódio e preconceito, e esta pressão é repassada para as plataformas escolhidas para a publicação deste conteúdo.

    Acontece que o Facebook tem sim mecânicas de combate contra o discurso de ódio, mas são extremamente descompensadas, onde fica a critério de um algoritmo confuso decidir o que é e não é apropriado, causando assim uma verdadeira confusão sobre o que de fato é passivo de proibição na rede social. A Ben & Jerry’s declarou o descontentamento por essa mecânica mal feita da plataforma. “Todo mundo pediu ao Facebook para tomar medidas mais rigorosas para impedir que suas plataformas de mídia social sejam usadas para dividir nossa nação, anular os eleitores, incentivar e alimentar o racismo e a violência e minar nossa democracia”, disse a empresa.

    O Facebook em resposta disse que está revisitando a norma de uso para que haja uma releitura da mesma. “Estamos tomando medidas para revisar nossas políticas, garantir diversidade e transparência ao tomar decisões sobre como aplicamos nossas políticas, além de promover a justiça racial e a participação dos eleitores em nossa plataforma”, declara a rede social. Já há uma lista de empresas que desvincularam suas publicidades da plataforma, além da Ben & Jerry’s, que é propriedade da Unilever, a The North Face, Patagonia, REI e Upwork são algumas das que se retiraram das redes.

    1. Home
    2. noticias
    3. facebook sofre com a saida de …

    Este site usa cookies para garantir que você tenha a melhor experiência.