Capa do Álbum: Antena 1
A Rádio Online mais ouvida do Brasil
Antena 1
    Veja todas as Notícias.

    Fevereiro: Campanha Internacional da Síndrome de Asperger

    O segundo mês tem campanhas de conscientização de doenças raras, leucemia e, também, do autismo

    Placeholder - loading - news single img
    Portadores de asperger possuem uma forma diferente de interação e percepção do mundo. Crédito da imagem: iStock

    Publicada em  

    Fevereiro foi o mês das doenças raras: Fibromialgia, Lúpus e Alzheimer que fazem parte da campanha “fevereiro roxo”. Também, o “fevereiro laranja” é o mês de conscientização da Leucemia.

    O segundo mês do ano conscientiza sobre diversas doenças e não podemos deixar de falar sobre o Dia Internacional da Síndrome de Asperger que foi comemorado no dia 18.

    O transtorno neurobiológico se enquadra na categoria de Transtornos do Neurodesenvolvimento, de acordo com o Manual Diagnóstico e Estatístico de Transtornos Mentais.

    Portadores da síndrome possuem uma forma diferente de interação e percepção do mundo, tendo perfis ou espectro de autismo, o chamado Transtorno do Espectro Autista (TEA).

    De acordo com especialistas, todas as pessoas autistas compartilham certas dificuldades. As pessoas com Síndrome de Asperger possuem inteligência média ou acima da média e, geralmente, não possuem dificuldades de aprendizagem.

    O autismo, incluindo a síndrome de Asperger, é bastante comum em todas as partes do mundo. Segundo dados dos Centros para o Controle e a Prevenção de Doenças do Governo dos Estados Unidos, cerca de 1% da população mundial tem algum tipo de TEA.

    Leia também: Alzheimer é uma das doenças do “Fevereiro lilás”

    Estima-se que o Brasil tenha hoje cerca de 2 milhões de autistas. Somente no estado de São Paulo, 407 mil pessoas são portadoras da síndrome.  

    O diagnóstico é realizado através de uma equipe de especialistas, incluindo fonoaudiólogo, pediatra, psiquiatra e psicólogo. No entanto, a identificação da doença pode ser difícil, já que os sintomas variam de pessoa para pessoa.  

    Algumas dificuldades podem não ser reconhecidas e diagnosticadas até a idade adulta. No entanto, como em qualquer transtorno, é fundamental obter um diagnóstico precoce.

    Leia também: Hábitos alimentares específicos podem ser sinal de autismo

    A identificação da Asperger permite que os portadores tenham acesso a serviços e suporte, além de ter um maior entendimento sobre a síndrome.

    Pessoas autistas, incluindo portadores da Síndrome de Asperger, têm dificuldade em interpretar linguagem verbal e não verbal como gestos ou tom de voz. Isso significa que não conseguem compreender quando as pessoas utilizam uma palavra com segunda interpretação.

    Além disso, para portadores de Asperger, alguns fatores são incompreendidos, como: expressões faciais, tom de voz, piadas e sarcasmo. É importante falar de forma clara e consistente e a dar tempo às pessoas para processar o que lhes foi dito. Outra dificuldade enfrentada por quem tem Asperger é a interação social.

    A causa exata da Síndrome de Asperger ainda está sendo investigada. Segundo pesquisadores, a combinação de fatores genéticos e ambientais podem explicar diferenças o espectro autista.

    Não existe “cura” para a síndrome de Asperger. No entanto, há uma série de estratégias e abordagens úteis para melhores condições de vida. Como dissemos, o transtorno é muito mais comum do que se possa imaginar.

    Existem diversos famosos portadores de Asperger, dentre eles: Bill Gates; Van Gogh; Albert Einstein; Isaac Newton; Steven Spielberg; Woody Allen; Keanu Reeves; Lionel Messi; Michael Phelps; e o talentoso Beethoven.

    1. Home
    2. noticias
    3. fevereiro campanha …

    Este site usa cookies para garantir que você tenha a melhor experiência.