alexametrics
Capa do Álbum: Antena 1
ANTENA 1A RÁDIO ONLINE MAIS OUVIDA DO BRASIL

    Medicamento de cannabis para epilepsia é aprovado na Europa

    O medicamento trata duas formas raras da doença.

    Placeholder - loading - news single img
    Homem manipulando frasco de remédio (Foto: Pixabay)

    2706

    Publicada em  

    A União Europeia aprovou, pela primeira vez, o uso de um produto medicinal de cannabis destinado a pacientes com duas formas raras, mas graves, de epilepsia infantil.

    O Epidyolex foi aprovado para uso no Reino Unido e em outros países europeus, mas o NHS atualmente não o recomenda. Alguns pais, inclusive, preferem alternativas sem o componente vindo da maconha.

    No mês passado, o Instituto Nacional de Excelência em Saúde e Cuidados do Reino Unido (NICE, na sigla em inglês) tomou uma decisão inicial de não recomendar a prescrição da droga devido à falta de evidências de eficácia ao longo prazo. A orientação final, no entanto, deve ser dada no final deste ano.

    O que é Epidyolex?

    O medicamento não contém nenhum componente psicoativo da cannabis, um composto chamado tetra-hidrocanabinol (THC).

    O Epidyolex foi aprovado como uma opção de tratamento para crianças a partir de dois anos com síndrome de Lennox-Gastaut ou síndrome de Dravet – condições difíceis de tratar que podem causar múltiplas convulsões por dia.

    O medicamento, desenvolvido pela GW Pharmaceuticals, será usado em combinação com outro medicamento para epilepsia chamado clobazam.

    E quanto a outros produtos de cannabis medicinal?

    Existem muitos produtos de cannabis medicinal diferentes. O uso de aqueles que continham THC foi legalizado em todo o Reino Unido em novembro de 2018. Estes tratamentos podem ser prescritos apenas por médicos especialistas em um número limitado de circunstâncias em que outros medicamentos falharam.

    O que dizem os especialistas?

    Ley Sander, diretor médico da Epilepsy Society e professor de neurologia da University College London, disse que o novo medicamento “trará esperança para algumas famílias e a aprovação da UE parece um passo positivo. A cannabis medicinal, no entanto, ainda permanece um campo minado médico e existem muitos obstáculos pela frente”.

    "O CBD não foi recomendado pelo NICE para prescrição no NHS. É importante que a indústria farmacêutica continue trabalhando com o órgão consultivo médico para garantir que os medicamentos sejam rentáveis ??e que seus efeitos a longo prazo sejam claros".

    As informações são da BBC News.

    1. Home
    2. noticias
    3. medicamento de cannabis para …

    Este site usa cookies para garantir que você tenha a melhor experiência.