alexametrics
Capa do Álbum: Antena 1
ANTENA 1A RÁDIO ONLINE MAIS OUVIDA DO BRASIL

    Medley se pronuncia sobre a ranitidina utilizada em seus medicamentos

    A farmacêutica disse que não utiliza a matéria-prima do fornecedor indiano que apresentou problemas.

    Placeholder - loading - news single img
    Cartelas de remédios (Foto: Pixabay)

    3297

    Publicada em  

    Seria esse mais um capítulo sobre a polêmica envolvendo medicamentos de ranitidina? Lá fora o assunto tem tido muito mais atenção do que vem tendo por aqui. Tudo começou com Agência Europeia detectando uma substância potencialmente cancerígena em algumas destas drogas, como noticiamos aqui.

    Logo após, o medicamento contendo a substância foi suspenso em alguns países, incluindo Portugal. Procurada pela Antena 1, a Anvisa, aqui no Brasil, divulgou uma nota esclarecendo o problema e, inclusive, suspendendo a importação do insumo de ranitidina do fabricante que apresentou problemas.

    “Após a detecção de impurezas chamadas N-nitrosodimetilamina (NDMA), a  Anvisa  suspenderá  a importação, uso e comercialização do insumo farmacêutico ranitidina fabricada pela Saraca Laboratories Limited, localizado na Índia”, disse em nota.

    Nos Estados Unidos, o cuidado é redobrado com o problema. Grandes redes de farmácias proibiram a venda do Zantac, bastante popular por lá e que leva o componente que pode ser perigoso. Seguindo o exemplo, o Walmart também parou de vender o medicamento e similares que utilizavam ranitidina em sua composição.

    A assessoria da Drogasil e Drogaraia, duas das maiores redes de farmácias do Brasil, foram procuradas e disseram que o problema envolvia os fabricantes dos medicamentos, e não suas lojas, que apenas o comercializavam. Por isso, a Antena 1 procurou a Medley, que fabrica medicamentos do tipo.

    Em comunicado, a farmacêutica esclareceu que “a Anvisa suspendeu a importação, uso e comercialização do insumo farmacêutico ranitidina fabricado pela Saraca Laboratories Limited, localizada na Índia, devido à detecção da impureza de nitrosamina chamada N-nitrosodimetilamina (NDMA). Tendo em vista que comercializamos no Brasil o medicamento ranitidina, informamos que NÃO fomos impactados por essa determinação, pois não utilizamos esse fornecedor de matéria-prima”.

    “Medicamentos de prescrição médica à base de ranitidina são comercializados há mais de 35 anos em todo o mundo, incluindo o Brasil. Em vários países, esses medicamentos são isentos de prescrição há mais de duas décadas. Isso significa que são produtos que cumprem os requerimentos especificados de qualidade e segurança para uso em humanos. A segurança dos pacientes é um assunto sério para a Medley”, completou.

    A Antena 1 também contatou a GSK, que no Reino Unido iniciou um recall voluntário dos medicamentos. Em comunicado, a empresa disse que "o único produto que era comercializado no país pela GSK, que possui em sua composição ranitidina, é o ANTAK (que em alguns mercados é conhecido com a marca Zantac). Este produto não é mais registrado, produzido e/ou comercializado pela GSK no Brasil, portanto o recall não afeta o país".

    1. Home
    2. noticias
    3. medley se pronuncia sobre a …

    Este site usa cookies para garantir que você tenha a melhor experiência.