Capa do Álbum: Antena 1
A Rádio Online mais ouvida do Brasil
Antena 1
Ícone seta para a esquerda Veja todas as Notícias.

Moro vê uma avenida para 3ª via crescer e defende aglutinação rápida

Placeholder - loading - 23/02/2022 REUTERS/Alexandre Meneghini
23/02/2022 REUTERS/Alexandre Meneghini

Publicada em  

Atualizada em  

Por Ricardo Brito e Maria Carolina Marcello e Anthony Boadle

BRASÍLIA (Reuters) - O ex-juiz Sergio Moro, pré-candidato do Podemos à Presidência da República, defendeu uma rápida aglutinação da terceira via em torno de uma única candidatura ao Palácio do Planalto para enfrentar o que considera 'extremos' nas eleições de outubro, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e o presidente Jair Bolsonaro.

Em entrevista exclusiva à Reuters, Moro disse que a aglutinação tem de se dar em torno de projetos e sugeriu que o critério deve ser quem está mais na frente nas pesquisas --na maioria das sondagens de opinião ele aparece neste momento numericamente em terceiro lugar.

'O que a gente tem conversado com as pessoas em geral é uma insatisfação em ter que escolher outras propostas que já fracassaram. Então tem uma larga avenida para qualquer outro projeto. Eu tenho conversado com outros candidatos, potenciais candidatos que também estão se apresentando, e há uma possibilidade mais à frente ou em qualquer momento de uma aglutinação', disse, em entrevista online.

Ex-juiz da Lava Jato e ex-ministro da Justiça e Segurança Pública do atual governo, Moro afirmou que a união já deveria ter ocorrido e que Lula e Bolsonaro --que lideram as pesquisas de intenção de voto-- são candidatos que, segundo ele, jogam com a mentira e a destruição de reputações alheias.

Ele disse ter 'potencial para vencer os extremos', mas admitiu que poderia abrir mão se houver um projeto convergente que estiver à frente dele nas pesquisas.

'Eu não tenho uma ambição pessoal que eu colocaria na frente do país. Agora, o que as pesquisas revelam, é que o meu projeto está em terceiro desde que a gente lançou o meu nome, colocou o meu nome à disposição em novembro', destacou.

SEM ANSIEDADE

Moro minimizou o fato de apresentar praticamente os mesmos índices de intenção de voto nas pesquisas eleitorais desde novembro passado, quando se filiou ao Podemos e anunciou sua pré-candidatura.

'A campanha ainda nem começou, ainda estamos na fase de pré-campanha, de estruturar o projeto', disse, acrescentando que prepara propostas para as áreas de economia, justiça, saúde e cultura para apresentar um 'sólido projeto' e percorrer o país inteiro discutindo ele.

Para Moro, não há um 'cronograma exato' para a evolução nas pesquisas. 'A gente tem expectativa de que o crescimento seja natural, mas não tem nenhuma ansiedade e preocupação de ganhar a eleição em março', ironizou.

Dizendo-se um candidato de centro, Moro negou ter como foco de campanha tirar votos de Bolsonaro. Em vez disso, disse, querer atrair eleitores de ambos os campos.

'No fundo, o Brasil merece algo melhor do que isso. A gente precisa apresentar projeto, a gente precisa discutir esse projeto e a gente precisa apresentar como que a gente constroi um Brasil que volta a crescer. Quem tem credibilidade para fazer isso. Ou vale a pena insistir nos erros do passado ou nos erros do presente?', observou.

REFORMAS E PRIVATIZAÇÕES

Moro defendeu a necessidade de o país retomar a confiança perdida em razão do que considera erros na gestão da política econômica e da insegurança decorrente da instabilidade política.

Para ele, ainda há uma grande demanda social que precisa ser enfrentada, com responsabilidade fiscal, para se reduzir a relação dívida/PIB de forma a sair do descontrole inflacionário e levar à redução da taxa de juros.

Na avaliação do ex-juiz, somente gerando condições favoráveis é que ocorrerão investimentos externos e internos no país. Para isso, defende a aprovação das reformas tributária --para alterar o atual sistema complexo e anticompetitivo que incentiva a guerra fiscal-- e a administrativa --para se garantir serviços públicos de qualidade e adequar o tamanho do Estado. O Congresso já tem projetos em tramitação para essas duas reformas.

O pré-candidato destacou que a agenda de privatizações não pode ser um tabu, citando empresas como o Banco do Brasil, a Eletrobras, a Caixa Econômica e a Petrobras. Defendeu que o tema seja abordado pelo ângulo do aumento da eficiência e não sob a ótica ideológica.

'Temos que buscar o modelo para não correr o risco de substituir o monopólio estatal por privado', alertou.

No caso da Petrobras, ressaltou seu papel fundamental para o país e o fato de a empresa configurar como orgulho nacional, mas ponderou que é necessário discutir o uso e a sustentabilidade do combustível fóssil.

LAVA JATO

Moro afirmou que ainda terá como propostas, dentro de um pacote de medidas no campo ético e político, o fim da reeleição para cargos do Executivo já em 2023, fim do foro privilegiado, inclusive para presidente da República, e a volta da execução da pena para condenados em segunda instância, além do mandato fixo para diretor-geral da Polícia Federal.

O ex-juiz da Lava Jato disse que a operação virou um orgulho nacional, impedindo que se 'quebrasse' a Petrobras. Lembrou da recuperação de 6 bilhões de reais desviados da estatal e argumentou que a investigação mudou a tradição de impunidade no país.

Moro defendeu avanços decorrentes da Lava Jato, e avaliou que reações do sistema político e decisões de 'parte do Supremo' acabaram enfraquecendo o combate à corrupção no Brasil. Não deixou de citar o envio de casos da Justiça Federal para a Eleitoral e a anulação da condenação de Lula.

'Ninguém diz no mérito que o Lula é inocente, sequer o STF. A anulação foi por motivos meramente formais', disse, ao destacar o que para ele é o retorno de não se agir contra ricos e poderosos.

Moro, por outro lado, foi considerado pelo Supremo parcial no julgamento de Lula sobre o triplex, suspeição essa que posteriormente foi estendida a outros processos contra o petista.

O ex-juiz rebateu a apuração do Tribunal de Contas da União sobre a consultoria que prestou após ter deixado o governo Bolsonaro, ainda em 2020. Segundo ele, jamais teve qualquer relação financeira ou de trabalho com empresas da Lava Jato e o procedimento, a seu juízo, tem indícios de ser 'absolutamente ilegal' e de estar sendo utilizada de forma política.

'Não cabe ao TCU investigar relações privadas', afirmou. 'Não tenho qualquer receio em relação a isso', reforçou ele, ao considerar que o caso será arquivado.

Escrito por Reuters

Últimas Notícias

Placeholder - loading - Imagem da notícia The Weeknd: “After Hours” supera 8 bilhões de streams

The Weeknd: “After Hours” supera 8 bilhões de streams

O quarto álbum de estúdio do cantor e compositor canadense, The Weeknd, continua conquistando novas vitórias. Lançado em 2020, o projeto recentemente ultrapassou 8 bilhões de cliques nos streamings. A própria estreia do trabalho já previu a grandeza que vinha pela frente – já que logo no lançamento ocupou a primeira posição na parada de álbuns do Reino Unido, com mais de 26.000 unidades vendidas.

Divulgado pela XO e Republic Records, o trabalho foi produzido em sua maioria pelo próprio artista e alguns outros profissionais com quem o artista já havia trabalhado previamente, como DaHeala, Illangelo, Max Martin, Metro Boomin e OPN.

Antes de ser lançado, o cantor confirmou que “After Hours” se destacaria por contrastar muito com seu álbum anterior, “Starboy” (2016). Fato que realmente se confirmou, já que a produção foi considerada como uma reinvenção artística em sua carreira, além de imergi-lo no universo do new wave e dream pop.

Críticos descreveram os matérias promocionais de divulgação do álbum com uma estética psicodélica, que contava com a influência de diversas produções de Hollywood. Alguns dos filmes que conseguimos identificar dentro da inspiração do artista, são: Casino (1995), Fear and Loathing in Las Vegas (1998), Joker (2019) e Uncut Gems (2019). Sem falar do título do disco, que veio do suspense “After Hours”, dirigido por Martin Scorcese.

LEIA MAIS: THE WEEKND: NOVO ÁLBUM É ANUNCIADO COM PARCERIAS INÉDITAS

A versão padrão do álbum conta com 14 faixas, já a deluxe tem 18 canções no total. A edição com 4 músicas extras é especial, já que tem participações de artistas muito renomados, como Ariana Grande, que participa do remix de “Save Your Tears”. Fora isso, outras canções também tiveram colaborações, como “In Your Eyes”, que ganhou versões com a cantora Doja Cat e o saxofonista Kenny G., além de “Blinding Lights”, com uma versão dos vocais de Rosalía.



Confira a tracklist completa:

Alone Again

Too Late

Hardest to Love

Scared to Live

Snowchild

Escape from LA

Heartless

Faith

Blinding Lights

In Your Eyes

Save Your Tears

Repeat After Me (Interlude)

After Hours

Until I Bleed Out

Nothing Compares

Missed You

Fianal Lullaby

Save Your Tears (Remix) (with Ariana Grande)

In Your Eyes (Remix) (featuring Doja Cat)

Blinding Lights (Chromatics Remix)

O álbum recebeu críticas positivas, como também estreou no topo da Billboard 200, marcando o quarto álbum número um de Weeknd nos EUA. Assim, o projeto ficou no topo da parada por quatro semanas consecutivas.



O sucesso de “After Hours” foi global, já que o álbum também alcançou o primeiro lugar em 20 outros países, incluindo Canadá e Reino Unido. Em março de 2021, o álbum foi certificado com platina dupla pela Recording Industry Association of América.

The Weeknd e atração de Halloween

O quarto disco dos artistas servirá de inspiração para duas novas atrações que ficarão prontas para as festas de Halloween. Em parceria com a Universal Studios, a ideia é que sejam duas casas assombradas, situadas no Universal Orlando Resort, na Flórida, e no Universal Studios Hollywood, em Los Angeles.

Nos espaços, o visitante viajará pela mente de The Weeknd, visitando as fantasias que o inspiraram para a criação de seu álbum. Objetivo é descobrir como sobreviver e sair da casa enquanto são perseguidos por diversas criaturas e situações bizarras.

“Eu sempre quis minha própria casa assombrada no Halloween Horror Nights, já que o Halloween sempre foi significativo para minha música, então este é um sonho total que ganhou vida”, disse Abel em um comunicado exclusivo à Entertainment Weekly.



A casa terá três sessões diferentes, contando também com seis músicas do disco de 2020 – "In Your Eyes", "Heartless", "Blinding Lights", "Save Your Tears" (versão solo) e "Too Late".

“Sinto que meus videoclipes serviram como plataforma de lançamento para uma colaboração como essa, e mal posso esperar para que as pessoas experimentem essa loucura!”, apontou o cantor.

Veja também:

LETRA E TRADUÇÃO: BRONSKI BEAT - SMALLTOWN BOY

CURTA DE TAYLOR SWIFT PODE SER INDICADO AO OSCAR

16 H
Placeholder - loading - Imagem da notícia Selena Gomez ganha HCATV

Selena Gomez ganha HCATV

Selena Gomez atua tão bem quanto canta, e isso não é novidade. Seu último papel como Mabel em “Only Murders In The Building” lhe rendeu o prêmio de Melhor Atriz em Série de Comédia do HCA TV (Hollywood Critics Association TV).

Foi a 2 edição da premiação mais importantes da televisão americana. Os votantes são críticos de televisão, membros da Hollywood Critics Association.

Além de Selena Gomez outro ator do seriado levou prêmio de Melhor Ator em Série de Comédia (Streaming), Martin Short. O evento não contou com grandes atores entre os presentes, mas Short enviou um vídeo de agradecimento.

“A princípio, eu gostaria de agradecer à Hollywood Critics Association por esta amável e incrível honra que vocês me ofereceram. Na verdade, está difícil expressar o quão animado estou em receber este prêmio, porque o botox está recente, mas irei lhes contar. Trabalhar em “Only Murders in the Building” tem sido inacreditavelmente fabuloso em termos de criatividade para mim, já que pude trabalhar com meu amigo genioso Steve Martin; quero dizer, meu Deus, o homem faz mágica e toca banjo. De alguma maneira, ele é famoso. Obrigado, Steve.

E obrigado à espetacular Selena Gomez, você é tão engraçada, moderna, legal e talentosa. Uma ótima atriz. É um deleite ir ao trabalho e poder estar contigo todos os dias, uau. Sou muito sortudo. John Hoffman é o espírito da série, ele é showrunner e roteirista, sua escrita é incrível. Muito honrado em trabalhar contigo. Muitos a mencionar, pois são elementos do seriado. Então, em nome de todos de “Only Murders in the Building”, nós os agradecemos por essa amável honra”, declarou o ator

Confira os outros vencedores

Best Streaming Docuseries or Non-Fiction Series

The Beatles: Get Back (Disney+)

Best Supporting Actor in a Streaming Limited or Anthology Series or Movie

Seth Rogen, Pam & Tommy (Hulu)

Best International Series

Squid Game (Netflix)

Best Comedy or Standup Special

Norm Macdonald: Nothing Special (Netflix)

Best Streaming Documentary Television Movie

Lucy & Desi (Prime Video)

Best Animated Short Form Series

Love, Death + Robots (Netflix)

Best Short Form Live-Action Series

I Think You Should Leave with Tim Robinson (Netflix)

Best Streaming Reality Show or Competition Series

Lizzo’s Watch Out for the Big Grrrls (Prime Video)

Best Streaming Animated Series or TV Movie

Arcane (Netflix)

Best Streaming Variety Sketch Series, Talk Series, or Special

The Kids in the Hall (Prime Video)

Best Writing in a Streaming Series, Comedy

Lucia Aniello, Paul W. Downs, and Jen Statsky, Hacks “The One, The Only” (HBO Max)

Best Writing in a Streaming Limited Series, Anthology Series, or Movie

Danny Strong, Dopesick “The People vs Purdue Pharma” (Hulu)

Best Writing in a Streaming Series, Drama

Dan Erickson, Severance “The We We Are” (Apple TV+)

Best Supporting Actor in a Streaming Series, Comedy

Brett Goldstein, Ted Lasso (Apple TV+)

Best Supporting Actress in a Streaming Series, Comedy

Hannah Einbinder, Hacks (HBO Max)

Best Supporting Actress in a Streaming Limited or Anthology Series or Movie

Kaitlyn Dever, Dopesick (Hulu)

Best Supporting Actor in a Streaming Series, Drama

John Turturro, Severance (Apple TV+)

Best Supporting Actress in a Streaming Series, Drama

Sadie Sink, Stranger Things (Netflix)

Best Directing in a Streaming Series, Comedy

Lucia Aniello, Hacks “There Will Be Blood” (HBO Max)

Best Directing in a Streaming Limited Series, Anthology Series, or Movie

Lake Bell, Pam & Tommy “The Master Beta” (Hulu)

Best Directing in a Streaming Series, Drama

Ben Stiller, Severance “The We We Are” (Apple TV+)

Best Actor in a Streaming Series, Comedy

Martin Short, Only Murders in the Building (Hulu)

Best Actress in a Streaming Series, Comedy

Selena Gomez, Only Murders in the Building (Hulu)

Best Actress in a Streaming Series, Drama

*Tie* Britt Lower, Severance (Apple TV+) & Laura Linney, Ozark (Netflix)

Best Actress in a Streaming Limited or Anthology Series or Movie

Amanda Seyfried, The Dropout (Hulu)

Best Actor in a Streaming Series, Drama

Lee Jung-jae, Squid Game (Netflix)

Best Actor in a Streaming Limited or Anthology Series or Movie

Michael Keaton, Dopesick (Hulu)

Best Streaming Movie

Chip ‘N Dale: Rescue Rangers (Disney+)

Best Streaming Series, Drama

Severance (Apple TV+)

Best Streaming Series, Comedy

Ted Lasso (Apple TV+)

Best Streaming Limited or Anthology Series

Dopesick (Hulu)

Best Game Show

Celebrity Family Feud (ABC)

Best Broadcast Network Reality Show or Competition Series

Lego Masters (FOX)

Best Broadcast Network or Cable Live-Action TV Movie

The Survivor (HBO)

Best Writing in a Broadcast or Cable Limited, Anthology Series, or Movie

Mike White, The White Lotus “Mysterious Monkeys” (HBO)

Best Directing in a Broadcast or Cable Limited, Anthology Series, or Movie

Mike White, The White Lotus “Mysterious Monkeys” (HBO)

Best Directing in a Broadcast Network or Cable Series, Comedy

Bill Hader, Barry – “701N” (HBO)

Best Broadcast Network or Cable Docuseries or Non-Fiction Series

We Need to Talk About Cosby (Showtime)

Best Broadcast Network or Cable Documentary TV Movie

End of the Line: The Women of Standing Rock (Fuse)

Best Broadcast Network or Cable Animated Series or TV Movie

Rick and Morty (Adult Swim)

Best Cable Reality Show or Competition Series

RuPaul’s Drag Race (VH1)

Best Broadcast Network or Cable Variety Sketch Series or Talk Series

A Black Lady Sketch Show (HBO)

Best Supporting Actor in a Broadcast or Cable Limited, Anthology Series, or Movie

Murray Bartlett, The White Lotus (HBO)

Best Supporting Actress in a Broadcast or Cable Limited, Anthology Series, or Movie

Jennifer Coolidge, The White Lotus (HBO)

Best Supporting Actor in a Broadcast Network or Cable Series, Drama

Giancarlo Esposito, Better Call Saul (AMC)

Best Supporting Actress in a Broadcast Network or Cable Series, Drama

Rhea Seehorn, Better Call Saul (AMC)

Best Supporting Actor in a Broadcast Network or Cable Series, Comedy

Henry Winkler, Barry (HBO)

Best Supporting Actress in a Broadcast Network or Cable Series, Comedy

Janelle James, Abbott Elementary (ABC)

Best Directing in a Broadcast Network or Cable Series, Drama

Karyn Kusama, Yellowjackets – “Pilot” (Showtime)

Best Writing in a Broadcast Network or Cable Series, Drama

Dan Fogelman, This is Us “The Train” (NBC)

Best Writing in a Broadcast Network or Cable Series, Comedy

Quinta Brunson, Abbott Elementary “Pilot” (ABC)

Best Actor in a Broadcast Network or Cable Series, Drama

Bob Odenkirk, Better Call Saul (AMC)

Best Actress in a Broadcast Network or Cable Series, Drama

Melanie Lynskey, Yellowjackets (Showtime)

Best Actress in a Broadcast Network or Cable Series, Comedy

Quinta Brunson, Abbott Elementary (ABC)

Best Actor in a Broadcast Network or Cable Series, Comedy

Bill Hader, Barry (HBO)

Best Actor in a Broadcast or Cable Limited, Anthology Series, or TV Movie

Oscar Isaac, Scenes from a Marriage (HBO)

Best Actress in a Broadcast Network or Cable Limited Series, Anthology Series, or TV Movie

Sarah Paulson, Impeachment: American Crime Story (FX)

Best Cable Series, Drama

*Tie* Better Call Saul (AMC) & Succession (HBO)

Best Cable Series, Comedy

What We Do in the Shadows (FX)

Best Broadcast Network or Cable Limited or Anthology Series

The White Lotus (HBO)

Best Broadcast Network Series, Comedy

Abbott Elementary (ABC)

Best Broadcast Network Series, Drama

This is Us (NBC)

Special Honorary Awards

TV Breakout Star – Quinta Brunson

TV Icon Award – Giancarlo Esposito

Virtuoso Award – Mandy Moore

Veja também

BILLY IDOL ANUNCIA “THE CAGE”, NOVO EP

CURTA DE TAYLOR SWIFT PODE SER INDICADO AO OSCAR

16 H
  1. Home
  2. noticias
  3. moro ve uma avenida para 3 …

Este site usa cookies para garantir que você tenha a melhor experiência.