Capa do Álbum: Antena 1
A Rádio Online mais ouvida do Brasil
Antena 1
    Veja todas as Notícias.

    Phil Spector: Conheça feitos do produtor

    Assassino condenado foi a mente criativa por trás de sucessos icônicos

    Placeholder - loading - John Lennon e Phil Spector no estúdio gravando – Photoshoot/Divulgação
    John Lennon e Phil Spector no estúdio gravando – Photoshoot/Divulgação

    Publicada em  

    Neste sábado (16), o fantástico produtor musical, Phil Spector, faleceu por decorrência da COVID-19, doença causada pelo novo coronavírus. O músico foi internado enquanto cumpria a pena de prisão perpétua, devido o assassinato da atriz Lana Clarkson, em 2009. Conhecido por ser um gênio da mais alta qualidade, Spector foi responsável por fantásticas peças que corroboraram para a síntese do que é a atual indústria fonográfica.

    Harvey Phillip Spector nasceu no dia 26 de dezembro de 1939, no bairro do Bronx, localizado em Nova York. Diversos historiadores indicam que Spector foi o primeiro produtor musical que atuou também como coautor das canções realizadas. Além de compor, Phil escrevia, era o diretor criativo, escolhia o material, supervisionava arranjos e planejava cada uma das fases que faziam parte do processo de gravação.

    Apesar de não ser reconhecido como um músico com lançamentos que destacavam a si mesmo, Spector ganhou fama internacional produzindo discos e canções que receberam prestígio massivo da crítica especializada, consequentemente inserindo o nome do músico como uma das principais mentes criativas que já apareceram no mercado musical. Dentre os feitos notáveis da carreira, o maior foi a técnica chamada “Wall of Sound” (Parede de Som, em tradução): Uma fórmula de produção para gravações de músicas pop e rock desenvolvida nos anos 60 que criava uma estética de som densa e com muitas camadas, feito para soar bem em aparelhos de rádio AM e jukeboxes.

    Foi Phil Spector, junto de George Martin, que tomaram a responsabilidade de trabalhar no derradeiro disco dos Beatles, “Let It Be”, de 1970, considerado por muitos um dos mais emblemáticos álbuns do quarteto de Liverpool. Spector basicamente fez uma nova abordagem no material entregue a ele, após George Martin desistir do conjunto pelas constantes brigas. Com exceção de Paul McCartney, todo o grupo, incluindo Martin, consideraram o que estava gravado antes de Phil “a pior quantidade de porcarias”, como disse John Lennon. Após realizar o tratamento fantástico em cada uma das faixas, o LP foi prestigiado pelo público e crítica especializada. John e Spector voltaram a trabalhar juntos em “Imagine”, um ano depois.

    Apesar de se consolidar como uma das personalidades mais influentes da indústria fonográfica, o produtor se tornou famoso publicamente por conta de uma atitude cruel. No dia 3 de fevereiro de 2003, Spector assassinou a atriz Lana Clarkson, conhecida por papéis em filmes de “espada e feitiçaria”. Phil afirmou as autoridades que ela havia cometido “suicídio acidental”, porém, as investigações apontaram o músico como o responsável e o júri declarou o artista culpado. Phil Spector passou os últimos anos em prisão perpétua.

    Veja também:

    Beatles: Primeira prévia de documentário é lançada

    John Lennon: Ex-Beatle faria 80 anos nesta sexta-feira

    Últimas Notícias

    1. Home
    2. noticias
    3. phil spector conheca feitos …

    Este site usa cookies para garantir que você tenha a melhor experiência.