alexametrics
Capa do Álbum: Antena 1
ANTENA 1A RÁDIO ONLINE MAIS OUVIDA DO BRASIL

    Programa de governo de Ciro propõe 'manual de decência' para ministros e foca em geração de empregos

    Por Thomson Reuters

    Placeholder - loading - news single img

    Atualizada em

    Por Lisandra Paraguassu e Ricardo Brito

    BRASÍLIA (Reuters) - Candidato à Presidência pelo PDT, Ciro Gomes exigirá de seus futuros ministros e colaboradores, se eleito, que assinem um 'manual de decência e contabilidade com o dinheiro público' e, em caso de acusações, se afastem do cargo até que a situação esteja esclarecida.

    'Em caso de qualquer acusação ou denúncia, o ministro ou ocupante de cargo de confiança se afastará voluntariamente da posição e pedirá uma apuração independente, sem prejuízo das investigações dos órgãos competentes', diz o documento '12 Passos para Mudar o Brasil', preliminar do programa de governo distribuído pelo PDT durante a convenção nesta sexta que oficializou a candidatura de Ciro.

    O presidenciável defende fortalecer os órgãos que fiscalizam o poder público e os acordos de leniência com as empresas envolvidas em casos de corrupção, punindo dirigentes mas 'preservando empresas e os empregos'.

    Os 12 passos passam por temas como educação, saúde, segurança, tecnologia, diversidade, meio ambiente, relações exteriores, programas sociais, cultura e infraestrutura, mas tem como ponto central a geração de empregos.

    O programa propõe a redução das despesas do governo e mudanças na composição da carga tributária do país.

    'Essa mudança na carta tributária deve reduzir seu peso sobre a produção e onerar o segmento mais rico da sociedade, de forma a reduzir a tributação sobre os mais pobres e a classe média', diz o documento.

    Em entrevistas, Ciro tem falado em levar adiante a criação de um tributo sobre grandes fortunas, discutido desde o governo de Fernando Henrique Cardoso e nunca implementado.

    O documento também levanta a necessidade de uma reforma da Previdência 'que não afete direitos adquiridos'. O candidato defende a criação de um fundo previdenciário para onde iria a contribuição do trabalhador e financiasse a aposentadoria, mas apenas para quem ainda não está no sistema, e a equiparação dos sistemas público e privado.

    O documento apresentado na convenção do partido tem apenas linhas gerais do plano de governo de Ciro. De acordo com o coordenador da campanha, Cid Gomes, são diretrizes para que o detalhamento possa ser discutido com possíveis aliados e se tenha definido um programa até o final da campanha 'para que todos saibam o que vai ser se Ciro for eleito'.

    1. Home
    2. noticias
    3. programa de governo de ciro …

    Este site usa cookies para garantir que você tenha a melhor experiência.