Capa do Álbum: Antena 1
A Rádio Online mais ouvida do Brasil
Antena 1
Ícone seta para a esquerda Veja todas as Notícias.

Seleções menos tradicionais podem sonhar grande na fase de mata-mata da Copa do Mundo

Placeholder - loading - Imagem da noticia "Seleções menos tradicionais podem sonhar grande na fase de mata-mata da Copa do Mundo"

Publicada em  

Por Karolos Grohmann

VATUTINKI (Reuters) - Uma final de Copa do Mundo entre Dinamarca e México? Bélgica contra Croácia?

Há alguns meses tais cenários seriam considerados surreais, mas em duas semanas de surpresas no torneio, a possibilidade de países menos tradicionais disputando a principal partida do futebol em 15 de julho em Moscou ganhou mais força.

Após a surpreendente eliminação na quarta-feira da tetracampeã Alemanha, o mata-mata pode ter mais surpresas do que nunca.

Acrescentando a ausência da Itália, que venceu quatro vezes a competição, e da Holanda, três vezes finalista, que não conseguiram se classificar, as oitavas de final têm uma sensação estranha. As ausências de Itália, Alemanha e Holanda deixaram um vazio raro.

Com isso, na parte de baixo do chaveamento das oitavas de final, países sem um único triunfo na Copa do Mundo, como Suíça, Rússia, Suécia, Croácia, Dinamarca e Colômbia, têm todo direito de permanecerem esperançosos.

Um deles deve avançar até a semifinal ou além, com Espanha, campeã de 2010, e Inglaterra, campeã de 1966, sendo as únicas forças estabelecidas nesta metade do chaveamento.

A Espanha enfrenta a anfitriã Rússia em sua partida nas oitavas de final.

A Suíça, que em 1954 avançou às quartas de final, em sua melhor performance, enfrenta a Suécia, cuja melhor performance – uma final – aconteceu quando sediou a Copa do Mundo, há 60 anos.

A Croácia, semifinalista em 1998 e em ótima forma até o momento na Rússia, enfrenta a Dinamarca. A Colômbia, líder do Grupo H, enfrenta a Inglaterra.

A parte de cima do chaveamento está repleta de quase todas as potências restantes, com a bicampeã Argentina, finalista em 2014, enfrentando a França, campeã de 1998.

O Brasil, pentacampeão, enfrenta o México. Já o Uruguai disputa com Portugal, atual campeão europeu.

O que é certo para esta metade é que alguns ex-campeões não chegarão às semifinais.

Com torcedores de futebol se queixando há anos sobre o esporte estar dominado por alguns times, tanto em nível de clubes, quanto internacionalmente, esta Copa do Mundo certamente usufrui de novos ares soprando para a fase de mata-mata.

Com as seleções com menor ranqueamento mostrando muito mais consistência e a diminuição da diferença de qualidade com os favoritos, há uma chance de a Copa do Mundo mudar o eixo global do futebol.

Escrito por Thomson Reuters

Últimas Notícias

Placeholder - loading - Imagem da notícia Adele conta a história de “Hello”

Adele conta a história de “Hello”

Adele, em entrevista à revista ELLE, contou as histórias de suas composições. A estrela dividiu suas inspirações e experiencias ao mergulhar na criatividade para criar as mais belas músicas.

“Eu acho que minhas letras provavelmente mudaram ao longo do tempo em questão de crescimento de vocabulário, considerando que comecei com 19 anos. Definitivamente eu li mais LINK desde aquela época, então acho que minha imaginação floresceu”, contou Adele.

“Eu lembro, quando tinha 19 anos, que eu usava muito a palavra ‘por que’. É tão preguiçoso. Uma vez eu estava em um estúdio com a Sia e ela medisse para não usar essa palavra assim, para não ser preguiçosa”.

Easy On Me

“Ela me fala sobre o quão perdida eu estava quando eu saí de meu casamento. Muitos amigos eu estavam comigo nesse período da sua vida disseram que eu tinha que pegar leve comigo e não me cobrar tanto de minhas decisões e coisas assim. Me diziam que eu tinha que me dar um tempo e era realmente isso”, contou a cantora sobre o processo para compor esse sucesso.

Hello

“A canção fala sobre um estranhamento comigo mesma. Eu falava da mudança que minha vida tinha sofrido com a fama e com a chegada de um filho. Quando um filho chega ele muda todas as suas perspectivas e essa música é sobre isso. É uma pergunta de quem sou eu, mas não me sinto mais assim”, explicou a cantora, que diz ser uma ótima canção

Chansing Paper

“Eu tinha terminado com meu namorado e correndo para arrumar uns papéis na cidade e ninguém estava atras de mim, falando de relacionamentos, então era só eu atrás dos papeis”, contou Adele

All I Ask

“Tão dramática, eu escrevi essa música com Bruno Mars e foi um dos melhores momentos da minha vida. Ela fala sobre como pessoas que se amam em um relacionamento podem acabar se odiando tanto. Ela também fala sobre o fechamento que precisa ter no final de uma relação”.

A cantora também falou de outras canções e você pode ver a entrevista inteira a baixo.

Veja também

GEORGE EZRA DIZ QUE PODE SE AFASTAR DOS HOLOFOTES DEPOIS DE SUA TURNÊ

“LINKEE”: JOGO GANHA NOVA VERSÃO DO CANTOR NICK JONAS

9 H
  1. Home
  2. noticias
  3. selecoes menos tradicionais …

Este site usa cookies para garantir que você tenha a melhor experiência.